Notícias

Inscrições de processo seletivo para programa socioassistencial terminam sexta-feira

Publicado em 21/11/2018 às 14h39

Há vagas para nível médio e superior em Psicologia, Serviço Social ou Pedagogia, com vencimentos entre R$ 1.330 e R$ 2.032

As inscrições do processo seletivo para atuação no Programa Criança Feliz, desenvolvido na cidade pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS), podem ser feitas até a próxima sexta-feira (23). Há vagas para nível médio e superior em Psicologia, Serviço Social ou Pedagogia, com vencimentos de R$ 1.330,74 e R$ 2.032,71, respectivamente.

Os candidatos podem ser inscrever das 13h às 17h, na Secretaria de Desenvolvimento Social, localizada no 1º andar do Centro Administrativo. O valor é de R$30,00 para nível médio e de R$50,00 para candidatos de nível superior.

Os interessados devem apresentar, no ato da inscrição, formulário preenchido (anexo no edital), cópia de documento de identidade, cópia do CPF, envelope contendo a documentação para a qualificação técnica (para ambos os níveis) e cópia simples da comprovação de inscrição no órgão da categoria profissional (para candidatos de nível superior).

Com carga horária de 40 horas semanais, o processo seletivo terá validade de 15 meses, podendo ser prorrogado uma vez, por igual período, a critério da SMDS.

O resultado e o edital podem ser conferidos no site da Prefeitura (www.muriae.mg.gov.br, link “Cidadão”, aba “Concursos e Processos Seletivos”) e no Diário Oficial dos Municípios (www.diariomunicipal.com.br/amm-mg).

 

Serviço

Processo seletivo para o Programa Criança Feliz:

Data: até 23 de novembro (sexta-feira)

Horário: 13h às 17h

Local: Secretaria de Desenvolvimento Social, localizada no 1º andar do Centro Administrativo

Edital: www.muriae.mg.gov.br, link “Cidadão”, aba “Concursos e Processos Seletivos”

Valor:

- R$30,00 (nível médio)

- R$50,00 (nível superior)

 

Documentos para inscrição:

 - Formulário de inscrição preenchido (anexo no edital);

 - Cópia de documento de identidade;

 - Cópia do CPF quando não constar do documento de identidade, ou do comprovante de inscrição no CPF, impresso a partir do endereço eletrônico da Secretaria da Receita Federal do Brasil, ou emitido pela entidade conveniada;

  - Envelope contendo a documentação para a qualificação técnica (para candidatos de nível médio e superior);

- Cópia simples da comprovação de inscrição no órgão da categoria profissional (para candidatos de nível superior).

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Conselho de Desenvolvimento Rural estuda novas formas de atender produtores

Publicado em 20/11/2018 às 17h20

Órgão pretende garantir participação popular nas ações destinadas à melhoria da qualidade de vida do produtor rural

O Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável, criado em 2006 e reativado nos últimos meses, se reuniu nesta segunda-feira (19), na Emater, para apresentar o novo Regimento Interno e também para estudar as novas formas de atender aos produtores. O órgão pretende garantir a participação popular nas ações destinadas à melhoria do atendimento à população rural. 

O colegiado é formado pela Prefeitura, Emater, Sindicatos de Trabalhadores Rurais e representantes de cada distrito e da agricultura familiar. Na última reunião, a Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente apresentou as ações realizadas durante o último ano em prol do homem do campo. Como mostra das atividades realizadas foram apresentados os programas “Cesta Cheia” (alimentos distribuídos gratuitamente), o “Muriaé Mais Leite” (assistência veterinária gratuita), o patrolamento das vias rurais, a construção de pontes na área rural, a instalação de mata-burros, os empréstimos da máquina beneficiadora de café e da patrulha mecanizada, entre outros.

O encontro permitiu elaborar um cronograma de serviços que poderão ser solicitados ao poder público para que as atividades sejam realizadas de acordo com as necessidades do homem rural. Desta maneira, ficaram registradas algumas ações que deverão ser pleiteadas e colocadas em prática no próximo ano. Entre elas estão a reconstrução de pontes, ensaibramento das principais estradas rurais, dando prioridade aos pontos críticos (parte alta dos distritos e comunidades) e a adaptação de placas de sinalização informativas nas estradas. Outra proposta que ganhou muitos devotos foi a criação de um programa para a construção de fossas sépticas em residências rurais, que poderão ser feitas em parceria com o homem do campo.

 

Formação e importância do Conselho Rural

O Conselho tem em sua presidência o veterinário e técnico da Emater, Édson Curi, e na vice-presidência, o representante do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Eduardo Alcântara. A chapa tem como 1º secretário, o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Manoel Carvalho, e como 2º secretário, a integrante do Conselho Comunitário de Pirapanema, Aparecida Silva. A formação do órgão permitirá conquistar verbas estaduais para a cidade, assim como discutir ações e novas atividades para o produtor rural.

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Profissionais formados no Brasil terão 8.517 vagas do Mais Médicos

Publicado em 20/11/2018 às 08h29

A medida emergencial do Ministério da Saúde deve atender a necessidade de profissionais médicos em 2.824 municípios e 34 distritos indígenas

O novo edital do Programa Mais Médicos será publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira (20/11). O anúncio foi feito nesta segunda-feira (19) pelo ministro Saúde, Gilberto Occhi. Serão ofertadas 8.517 vagas para atuação em 2.824 municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), que antes eram ocupadas por médicos da cooperação com Cuba.

As inscrições começam a partir das 8h desta quarta-feira (21/11) e seguem até o dia 25 deste mês para os médicos brasileiros com CRM Brasil ou com diploma revalidado no país. Os profissionais podem se inscrever por meio do site maismedicos.gov.br. O início das atividades está previsto para 3 de dezembro.

“A nossa preocupação foi diminuir os prazos da inscrição até a chegada do médico no município. Essa foi uma medida imediata, melhor forma, mais rápida e mais eficaz de não deixar faltar assistência médica em áreas com médico da cooperação”, ressaltou o ministro da Saúde, Gilberto Occhi.

O edital é a medida emergencial adotada pelo governo brasileiro para garantir a assistência em locais que contam com profissionais de Cuba, após o comunicado da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) no qual o governo cubano informa que encerrou a cooperação no programa Mais Médicos.

Diante do fato, o governo federal está adotando todas as medidas para garantir a assistência dos brasileiros atendidos pelas equipes da Saúde da Família que contam com profissionais de Cuba. Está prevista a abertura de uma nova chamada no dia 27 de novembro para brasileiros formados no exterior e estrangeiros.

“Teremos um edital aberto permanentemente com chamadas a partir do momento que a vaga não é preenchida. A expectativa é que o município ou o DSEI fiquem menor tempo possível sem o médico”, complementou o ministro.

A diminuição da participação dos médicos cubanos no Mais Médicos foi implementada pelo Ministério da Saúde desde 2016. Até aquela data, cerca de 11.400 médicos de Cuba trabalhavam no Mais Médicos e, neste momento, são 8.332 profissionais cubanos em atividade. Além dos médicos ativos, também serão substituídos 185 médicos da cooperação que estavam no período de recesso ou encerrado a participação.

O presidente do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems), Mauro Junqueira, avaliou que a medida adotada pelo Ministério da Saúde foi mais rápida do que o esperado. “Antes, a validação da documentação do médico demorava cerca de 90 dias. Com essa facilitação, teremos o profissional em dezembro. O prazo é curto, por isso é importante envolver os municípios e chamar os médicos para não deixarmos a população desassistida”, afirmou Mauro Junqueira.

PROGRAMA MAIS MÉDICOS

Criado em 2013, o Programa Mais Médicos ampliou à assistência na Atenção Básica fixando médicos nas regiões com carência de profissionais. O programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 DSEIs, levando assistência para cerca de 63 milhões de brasileiros.

Os profissionais do Mais Médicos recebem bolsa-formação (atualmente no valor de R$ 11,8 mil) e uma ajuda de custo inicial entre R$ 10 e R$ 30 mil para deslocamento para o município de atuação. Além disso, todos têm a moradia e a alimentação custeadas pelas prefeituras. Desde 2017, a pasta passou a reajustar o valor da bolsa anualmente aos médicos participantes, e concedeu, também, um acréscimo de 10% nos auxílios moradia e alimentação de profissionais alocados em DSEI.

DISTRIBUIÇÃO DAS VAGAS POR ESTADO:

UF

VAGAS DO MUNICÍPIOS

VAGAS DO DSEI

TOTAL

AC

89

15

104

AL

123

5

128

AM

230

92

322

AP

67

9

76

BA

834

19

853

CE

439

4

443

DF

21

0

21

ES

213

0

213

GO

202

0

202

MA

449

20

469

MG

597

6

603

MS

104

11

115

MT

96

36

132

PA

497

29

526

PB

124

4

128

PE

423

13

436

PI

199

0

199

PR

452

6

458

RJ

228

0

228

RN

139

0

139

RO

151

12

163

RR

43

29

72

RS

630

0

630

SC

246

12

258

SE

94

0

94

SP

1.406

0

1.406

TO

89

10

99

BRASIL

8.185

332

8.517

 

Por Alexandre Penido, da Agência Saúde

Categoria: Brasil, Geral
Comentários (0) e Compartilhar

Municípios têm nova chance de entrar no Saúde na Escola

Publicado em 20/11/2018 às 08h15

Inscrição no Programa Saúde na Escola vai até fevereiro. Escolas participantes deverão desenvolver doze ações de prevenção e promoção da saúde por dois anos

 

Até o dia 15 de fevereiro, gestores municipais de saúde e de educação deverão apontar as escolas públicas para participar do novo ciclo do Programa Saúde na Escola (PSE). O Programa, desenvolvido pelos Ministérios da Saúde (MS) e Educação (MEC), prevê recursos financeiros para os municípios realizarem ações de prevenção e promoção da saúde no ambiente escolar.

Com o credenciamento, essas unidades deverão desenvolver doze ações envolvendo temas como incentivo à atividade física, combate ao aedes aegypti, prevenção de violências e acidentes, verificação e atualização da situação vacinal. Atualmente, o programa atende 90% dos municípios brasileiros, envolvendo mais de 20 milhões de estudantes de 85.706 escolas e mais de 36 mil equipes da atenção básica do SUS.

O programa tem um investimento anual de R$ 89 milhões. Este ciclo de adesão será de dois anos, com liberação dos recursos a cada 12 meses. O valor é 2,5 vezes maior que o executado nos anos anteriores e passou a ser pago em parcela única, facilitando a realização das ações e o cumprimento das metas propostas na adesão ao PSE.

Ao contrário das edições anteriores, para participar do PSE os municípios deverão indicar a escola e não mais o nível de ensino. Desta forma, em conjunto com as equipes da atenção básica, as instituições assumem o compromisso de desenvolver atividades envolvendo doze ações para o cuidado à saúde no ambiente escolar.

As estratégias estão previstas na Portaria nº 1.055 de 2017 e podem ser combinadas, levando em consideração o nível de ensino, as demandas da escola, do território e a análise de situação de saúde do território.“A expectativa é que o programa atenda o maior número de estudantes com monitoramento mensal pelos profissionais de saúde dos municípios”, explica a Michele Lessa, a coordenadora geral de alimentação e nutrição do Ministério da Saúde. 

Para aderir ao PSE, os gestores terão que incluir as escolas no site e-Gestor Atenção Básica, espaço para informação e acesso aos sistemas da Atenção Básica. O acesso deve ser feito com CPF e senha do perfil cadastrado como “gestor municipal” vinculado ao “módulo PSE”. Caso o gestor não tenha entrada habilitada ou perfil no módulo PSE, é o CNPJ e a senha do Fundo Municipal de Saúde que deve gerenciar o cadastro.

O acompanhamento das ações do PSE será feito pelo Sistema de Informação da Atenção Básica (SISAB), alimentado pelas equipes de saúde da atenção básica. No ciclo de dois anos para execução do programa, o Ministério da Saúde acompanhará o desempenho dos municípios por meio do registro de ações do programa e indicadores de resultados. Caso os recursos não sejam integralmente executados, os valores deverão ser devolvidos. 

SAÚDE NA ESCOLA

Criado em 2007 pelo governo federal, o Programa Saúde na Escola surgiu como uma política intersetorial entre os ministérios da Saúde e da Educação, com o objetivo de promover qualidade de vida aos estudantes da rede pública de ensino por meio de ações de prevenção, promoção e atenção à saúde. 

O Programa tem como objetivo a integração e articulação intersetorial das redes públicas de ensino, por meio de ações entre o Sistema Único de Saúde (SUS) e redes de educação pública. A iniciativa prevê ações para acompanhar as condições de saúde dos estudantes por meio de avaliações e orientação, fortalecendo o enfrentamento das vulnerabilidades que possam comprometer o pleno desenvolvimento escolar.

Por Victor Maciel, da Agência Saúde

Categoria: Brasil
Comentários (0) e Compartilhar

Agenda de cursos do Senar Minas – Regional de Viçosa: 19 a 24 de novembro

Publicado em 19/11/2018 às 16h13

Veja abaixo os cursos e os programas do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar Minas) previstos de 19 a 24 de novembro nos municípios que integram a Regional de Viçosa. O número de vagas deve ser verificado junto às entidades cooperadas, responsáveis pela formação das turmas.

Cursos em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Bom Jesus do Galho:

Doma Racional de Equídeos: 19 a 23/11

Telefone: 33 3354-1278

 

Cursos em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Caputira:

Pintura – Temática: 20 a 23/11

Telefone: 31 3873-5132

 

Cursos em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Carangola:

Artesanato de Fibras Naturais - Peças de Papel Artesanal: 19 a 23/11

Confecção do Vestuário Feminino: 19 a 23/11

Segurança no Trabalho e Serviços - NR31: 22 a 24/11

Telefone: 32 3741-1385

 

Cursos em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Dom Silvério:

Doenças Transmissíveis: 19 a 23/11

Telefone: 31 3857-1266

 

Cursos em parceria com a Associação Comunitária dos Moradores de Baixa Verde (Dionísio):

Inseminador: 19 a 23/11

Telefone: 31 3858-1890

 

Cursos em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Divino:

Café - Programa Jovem no Campo – Empreendedorismo: 19 a 23/11

Manutenção do TAP e operação com um implemento: 19 a 23/11

Telefone: 32 3743-1377

 

Cursos em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Espera Feliz:

Defensivo Agrícola – Manual: 19 a 21/11

Telefone: 32 3746-1198

 

Cursos em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Manhuaçu:

Pintura – Temática: 20 a 23/11

Inseminador: 19 a 23/11

Telefone: 33 3331-1660

 

Cursos em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Manhumirim:

Café - Programa Jovem no Campo – Empreendedorismo: 19 a 28/11

Café - Programa Jovem no Campo - Classificação e Degustação: 19 a 30/11

Telefone: 33 3341-1403

 

Cursos em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Matipó:

Compotas, frutos cristalizados, geleias e doce em pasta: 19 a 23/11

Planejamento de Cardápios: 20 a 24/11

 

Cursos em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Miradouro:

Saúde Reprodutiva - A partir de 18 anos: 19 a 23/11

Telefone: 32 3753-1041

 

Cursos em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Muriaé:

Programa Esporte na Escola: 23/11

Telefone: 32 3721-5250

 

Cursos em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Palma:

Negócio Certo Rural: 24/11 a 08/02

Telefone: 32 3446-1365

 

Cursos em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Paula Cândido:

Inseminador: 19 a 23/11

Telefone: 32 3537-1299

 

Cursos em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Pocrane:

Defumador de carnes e pescados - Produtos Especiais: 19 a 22/11

Telefone: 33 3316-1224

 

Cursos em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Raul Soares:

Produção Artesanal de Salgados e Doces de Festa: 20 a 22/11

Operador de motosserra - Desdobramento de toras: 23 a 24/11

Beneficiamento de frutas: 23 a 24/11

Telefone: 33 3351-1555

 

Cursos em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Rio Casca:

Gestão de Marketing e Comercialização: 19 a 23/11

Telefone: 31 3871-1240

 

Cursos em parceria com a Associação dos Apicultores de São Domingos do Prata:

Pasteurização do leite e na fabricação de laticínios e afins: 19 a 23/11

Pedreiro: 20/11 a 01/12

 

Cursos em parceria com a Agência de Desenvolvimento Econômico e Social de Santa Bárbara:

Sexualidade e Prevenção - 9 a 11 anos: 19 a 23/11

Sexualidade e Prevenção - 12 a 14 anos: 19 a 23/11

Telefone: (31) 3832-3561

 

Cursos em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Santa Margarida:

Recuperação e Proteção de Nascentes:  19 a 21/11

Mecanização Agrícola - (Solda) Arco Elétrico - Com Eletrodo Revestido: 22 a 24/11

Pedreiro: 19 a 23/11

Telefone: 31 3875-1403

 

Cursos em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Simonésia:

Programa Esporte na Escola: 24/11

Trabalhador Agrícola na Olericultura (Orgânico) – Implantação: 19 a 21/11

 

Cursos em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Visconde do Rio Branco:

Segurança no Trabalho e Serviços - Trabalho em Altura: duas turmas de 20 a 21/11 e de 22 a 23/11

Telefone: 32 3559-1956

Categoria: Muriaé, Região
Comentários (0) e Compartilhar

Prefeitura lança edital de processo seletivo para o Criança Feliz

Publicado em 16/11/2018 às 08h17

Há vagas para nível médio e superior em Psicologia, Serviço Social ou Pedagogia; inscrições podem ser feitas de 19 a 23 de novembro

A Prefeitura de Muriaé lançou edital de processo seletivo para o Programa Criança Feliz, desenvolvido na cidade pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS). Há vagas para nível médio e superior em Psicologia, Serviço Social ou Pedagogia.

O processo seletivo terá validade de 15 meses, podendo ser prorrogado uma vez, por igual período, a critério da SMDS. Com carga horária de 40 horas semanais, os vencimentos são de R$ 1.330,74 e R$ 2.032,71 para o nível médio e superior, respectivamente.    

O resultado e o edital podem ser conferidos no site da Prefeitura (www.muriae.mg.gov.br, link "Cidadão", aba "Concursos e Processos Seletivos") e no Diário Oficial dos Municípios (www.diariomunicipal.com.br/amm-mg).

Inscrições - As inscrições podem ser feitas de 19 a 23 de novembro (exceto feriados), das 13h às 17h, na Secretaria de Desenvolvimento Social, localizada no 1º andar do Centro Administrativo. O valor é de R$30,00 para nível médio e de R$50,00 para candidatos de nível superior.

No ato da inscrição, devem ser apresentados: formulário de inscrição preenchido (anexo no edital); cópia de documento de identidade, cópia do CPF, envelope contendo a documentação para a qualificação técnica (para ambos os níveis) e cópia simples da comprovação de inscrição no órgão da categoria profissional (para candidatos de nível superior).

 

Serviço

Processo seletivo para o Programa Criança Feliz:

Data: de 19 a 23 de novembro

Local: 13h às 17h

Horário: Secretaria de Desenvolvimento Social, localizada no 1º andar do Centro Administrativo

Edital: www.muriae.mg.gov.br, link "Cidadão", aba "Concursos e Processos Seletivos"

Valor:

- R$30,00 (nível médio)

- R$50,00 (nível superior)

 

Documentos para inscrição:

 - Formulário de inscrição preenchido (anexo no edital);

 - Cópia de documento de identidade;

 - Cópia do CPF quando não constar do documento de identidade, ou do comprovante de inscrição no CPF, impresso a partir do endereço eletrônico da Secretaria da Receita Federal do Brasil, ou emitido pela entidade conveniada;

  - Envelope contendo a documentação para a qualificação técnica (para candidatos de nível médio e superior);

- Cópia simples da comprovação de inscrição no órgão da categoria profissional (para candidatos de nível superior).

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Prefeituras de Minas se reúnem em busca de soluções para dívidas do governo estadual

Publicado em 16/11/2018 às 08h10
Encontros promovidos pela AMM tiveram participação de governador eleito Romeu Zema e de presidente do TJMG; Muriaé foi representada pelo prefeito Grego
 
As prefeituras mineiras seguem buscando formas de receber as verbas que estão em atraso por parte do governo estadual, em uma dívida total que já ultrapassa a casa dos R$10 bilhões, segundo dados da Associação Mineira de Municípios (AMM). Na última semana, a instituição promoveu uma série de reuniões a fim de encontrar saídas para o problema, que tem levado diversas cidades a entrarem em estado de emergência ou até de calamidade financeira.
Muriaé foi representada em todos os encontros pelo prefeito Grego, que também é diretor regional da AMM na Zona da Mata. Na terça-feira (6), a reunião foi no Tribunal de Justiça de Minas Gerais em Belo Horizonte, com o desembargador e presidente da instituição, Nelson de Morais. No dia seguinte, gestores das cidades da região se reuniram na sede do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Mata Leste, em Muriaé, para debater sobre como o problema vem afetando as prefeituras.
Já na sexta (9), um novo encontro aconteceu em Belo Horizonte, dessa vez na sede da AMM e com a presença do governador eleito de Minas Gerais, Romeu Zema. De acordo com o prefeito de Muriaé, o futuro administrador do estado se mostrou sensibilizado com a causa dos municípios, prometendo empenho para resolver a situação.
"Estamos muito esperançosos de que, a partir de janeiro, os repasses obrigatórios voltem a ser feitos em dia pelo Governo de Minas. Se isso de fato acontecer, os municípios já conseguirão respirar. Fazendo uma analogia, ainda não será o suficiente para ter alta do hospital, mas já vai ser possível sair do CTI e ir para o quarto", disse Grego. "Já em relação às verbas em atraso, a sinalização é que seja feita uma proposta de parcelamento da dívida a partir de cerca de 90 dias da futura gestão", completou.
De acordo com a AMM, a dívida do Governo de Minas com Muriaé é de aproximadamente R$61 milhões. A exemplo do que vem ocorrendo em outras cidades, a Prefeitura precisou declarar situação de emergência, passando a adotar medidas de contenção de despesas que entraram em vigor no dia 5 de novembro. A medida tem o objetivo principal de permitir que os salários dos servidores municipais possam ser pagos em dia pela administração.
 

 

Categoria: Minas Gerais, Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Muriaeenses podem se inscrever em cursos online de qualificação profissional

Publicado em 16/11/2018 às 07h53

Projeto Progredir também proporciona acesso ao mercado de trabalho e ações de incentivo ao empreendedorismo; são mais de 190 mil opções de cursos

Os muriaeenses podem se inscrever em cursos profissionalizantes online gratuitos. No portal do Programa Progredir estão disponíveis, atualmente, mais de 190 cursos de qualificação profissional a distância, com inscrições abertas em diversas áreas do conhecimento. Além disso, oferece aproximadamente 9 mil vagas de emprego em todo país.

O objetivo é preparar as pessoas para o mercado de trabalho. O Progredir também propõe ações de incentivo ao empreendedorismo, por meio do microcrédito produtivo, para quem já possui ou quer começar um negócio.

Para conhecer os cursos, saber mais sobre as vagas de emprego e ações empreendedoras, basta acessar o site www.mds.gov.br/progredir e fazer o cadastro.

Para participar é necessário ser inscrito no Cadastro Único (CadÚnico). Os interessados também podem entrar em contato com a equipe do Programa Acessuas Trabalho em Muriaé pelo telefone (32) 3696-3386 ou pelo email acessuastrabalho.muriae@gmail.com

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e o Programa Acessuas Trabalho, é a articuladora do Portal Progredir na cidade.

Categoria: Brasil, Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Febre amarela: risco se aproxima e Ministério alerta para a vacinação

Publicado em 14/11/2018 às 14h57

O período de maior transmissão da febre amarela é de dezembro a março. Estados como RJ, MG e SP  têm um grande contingente populacional sem vaicinação

A população que mora em áreas recomendadas para a vacina da febre amarela deve buscar a vacinação antes do início do verão, período de maior risco de transmissão da doença. O alerta do Ministério da Saúde se dá porque áreas recém-afetadas e com grande contingente populacional, como as regiões metropolitanas do Rio de Janeiro, Minas Gerias e São Paulo, ainda possuem um quantitativo elevado de pessoas não vacinadas, ou seja, que estão sob risco de adoecer. A doença tem alta letalidade, em torno de 40%, o que torna a situação mais grave.

Desde o surto registrado em dezembro de 2017, a vacinação para febre amarela foi ampliada para 4.469 municípios. Isso se deu, a partir da inclusão de 940 cidades localizadas principalmente nas proximidades das capitais e áreas metropolitanas das regiões Sudeste e Sul do Brasil, onde houve evidência da circulação viral. A cobertura vacinal deve ser de, no mínimo, 95% da população.

“Precisamos garantir que, principalmente nos municípios do Rio de Janeiro e de São Paulo, onde aconteceram muitos casos nos dois últimos anos, haja uma vacinação preventiva antecipando ao período de verão, quando tradicionalmente há uma maior circulação do vírus”, explica Carla Domingues, coordenadora do Programa Nacional de Imunizações.

A vacina contra febre amarela é ofertada no Calendário Nacional de Vacinação e distribuída mensalmente aos estados. Neste ano já foram enviados, para todo o país, 30 milhões de doses da vacina de febre amarela. Apesar dessa disponibilidade, há uma baixa procura da população pela vacinação. As pessoas devem tomar a dose pelo menos 10 dias antes do deslocamento para as áreas recomendadas.

 

“A necessidade dessa vacinação preventiva é fundamental na febre amarela porque se a maioria da população dessas áreas recomendadas estiver vacinada, quando houver o pico da doença em dezembro, a necessidade será apenas de um bloqueio vacinal e não veremos correria e enormes filas em busca da vacina”, afirma Carla Domingues.

O público-alvo para vacinação são pessoas a partir de nove meses de idade, que não tenham comprovação de vacinação. “Convocamos a todos da faixa etária das áreas recomendadas a buscarem as salas de vacinação. Não adianta vacinar um grupo e outro não, já que a febre amarela é uma doença transmitida por um mosquito infectado e ele pode picar qualquer pessoa. Não devemos esperar pelo aparecimento da doença”, enfatiza Carla Domingues.

Desde abril de 2017, o Brasil adota o esquema de dose única da vacina, conforme recomendação da Organização Mundial de Saúde, respaldada em estudos que asseguram que uma dose é suficiente para a proteção por toda a vida. 

NÚMEROS FEBRE AMARELA

Segundo o novo boletim epidemiológico, de 1º de julho a 8 de novembro deste ano, foram notificados 271 casos humanos suspeitos de febre amarela, dos quais 150 foram descartados, 120 permanecem em investigação e 1 foi confirmado. Também neste período, foram notificadas 1.079 epizootias em primatas não humanos. O novo período de monitoramento é de 1º de julho de 2018 a 30 de junho de 2019. Os dados evidenciam a manutenção da circulação viral no período de baixa ocorrência (junho a setembro), quando as baixas temperaturas e pluviosidade geralmente implicam em condições menos favoráveis à transmissão.

O boletim ainda traz a confirmação do primeiro óbito por febre amarela no segundo semestre deste ano. O caso foi registrado em São Paulo, com local provável de infecção no município de Caraguatatuba, onde casos em macacos (epizootias) haviam sido detectados meses antes da ocorrência do caso. Neste novo período de monitoramento também foram registradas epizootias em macacos nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Mato Grosso, onde ações de vigilância estão em curso.

Diante disso, o Ministério da Saúde alerta a rede de serviços de saúde de vigilância epidemiológica e ambiental para antecipar a resposta e prevenir a ocorrência da doença em humanos. Entre as orientações para a intensificação da vigilância, estão: avaliar as coberturas vacinais nos municípios da Área com recomendação de Vacina (ACRV) e vacinar pessoas a partir de 9 meses de idade antes do período sazonal da doença; orientar viajantes com destino à ACRV sobre a importância da vacinação preventiva (pelo menos 10 dias antes da viagem), sobretudo aqueles que pretendem realizar atividades em áreas silvestres ou rurais; sensibilizar instituições e profissionais dos setores de saúde e extra saúde (meio ambiente, agricultura/pecuária, entre outros) sobre a importância da notificação e investigação da morte em macacos.

No período de monitoramento anterior (de 1º de julho de 2017 a 30 de junho de 2018), foram confirmados 1.376 casos de febre amarela no país e 483 óbitos. Ao todo, foram notificados, neste período, 7.518 casos suspeitos, sendo que 5.364 foram descartados e 778 continuam em investigação. Desde o início do ano (de 1º de janeiro a 8 de novembro), foram confirmados 1.311 casos de febre amarela no país e 450 óbitos. No mesmo período do ano passado, foram confimados 736 casos e 230 mortes.

Da Agência Saúde, Nivaldo Coelho

Categoria: Brasil, Geral
Comentários (0) e Compartilhar

47º BPM - Muriaé-MG: Polícia Militar realiza treinamento de combate a explosões a caixas eletrônicos.

Publicado em 14/11/2018 às 14h53

A Polícia Militar realizou nesta terça-feira(13), o treinamento de seus profissionais para ocorrências envolvendo explosão a caixas eletrônicos. Após ter firmado no mês passado uma parceria com as instituições financeiras Banco do Brasil, Sicoob e Cresol, onde foi viabilizada a aquisição de equipamentos de Air Soft para treinamento de ações táticas em casos como assalto a banco e situações similares, o 47º BPM iniciou a utilização desses materiais em treinamento de campo. A utilização dos fuzis e pistolas de air soft trouxe mais “realidade” para o sucesso do treinamento que foi realizado na zona rural ministrado pelo Sargento Montes e Sargento Rafael, com a supervisão do comandante do pelotão Tático Móvel, Tenente Melo. Todo efetivo receberá o treinamento, assim como gerente de bancos das cidades que pertencem a Unidade, no intuito de capacitar e preservar vidas.

Categoria: Muriaé, Região
Comentários (0) e Compartilhar

left show tsN fwR fsN|left fwR tsN|left show fwR tsN|bnull|||login news c05|fsN fwR normalcase c05 tsN|c05|login news fwR normalcase c05|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||