Notícias

Prefeitura reforça importância da doação de sangue

Publicado em 13/11/2018 às 15h54

Doações estão abaixo da média na cidade; coletas acontecem todas as quartas-feiras no Ceae

Com doações abaixo da média na cidade, a Prefeitura reforça a importância da doação de sangue. Cada bolsa coletada pode salvar até quatro vidas. As doações acontecem todas as quartas-feiras, das 7h30min às 15h, no Centro Estadual de Atenção Especializada – CEAE (antigo “Viva Vida/Hiperdia”). A próxima campanha será realizada nesta quarta-feira (14).

A meta do Posto Avançado de Coleta Externa (PACE) é de 120 doadores por campanha, porém, nesse mês, o número de doações caiu para 35 a 40 bolsas por dia de coleta. Vale frisar que o baixo estoque de sangue pode fazer com que procedimentos cirúrgicos sejam adiados. 

Para doar, a pessoa deve estar em boa condição de saúde, ter entre 16 e 69 anos, pesar no mínimo 50kg, não estar em jejum, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas, não ter contraído hepatite após os 11 anos e não ter comportamento de risco para doenças transmissíveis. A Secretaria Municipal de Saúde destaca que a doação é fundamental para garantir a disponibilidade de componentes sanguíneos para os pacientes que necessitam de transfusão.

 

Serviço:

Coletas de sangue em Muriaé:

Local: Centro Estadual de Atenção Especializada – CEAE (antigo “Viva Vida/Hiperdia”)

Endereço: Rua Coronel Izalino, Centro (próximo ao Hospital São Paulo)

Dia: todas as quartas-feiras

Horário: das 7h30min às 15h – sem intervalo para almoço

Doação por ordem de chegada

 

O que é preciso para doar sangue:

– Estar em boa condição de saúde;

– Apresentar documento oficial de identidade com foto;

– Ter entre 16 e 69 anos, sendo que os candidatos a doadores com menos de 18 anos deverão levar autorização e cópia da Carteira de Identidade do responsável;

– Pesar no mínimo 50kg (com desconto de vestimentas);

– O limite de idade para a primeira doação é de 60 anos;

– Não estar em jejum e evitar alimentação gordurosa;

– Ter dormido pelos menos seis horas antes da doação;

– Não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação;

– Não fumar pelo menos duas horas antes da doação.

 

Impedimentos temporários:

– Gripe;

– Gestantes ou mães que amamentam bebês com menos de 12 meses;

– Até 90 dias pós-aborto ou parto normal e até 180 dias após cesárea;

– Ter feito tatuagem ou acupuntura nos últimos 12 meses;

– Exposição à situação de risco para AIDS (múltiplos parceiros sexuais e parceiros usuários de drogas);

– Herpes labial;

– Ter feito endoscopia a menos de seis meses.

 

Impedimentos definitivos:

– Doença de Chagas;

– Hepatite após os 11 anos de idade;

– Portador de HIV, hepatite C, hepatite B e usuários de drogas injetáveis.

 

Intervalos que devem ser respeitados entre as doações:

– Mulheres: período de 90 dias, tendo tido, no máximo, três doações nos últimos 12 meses;

– Homens: período de 60 dias, tendo tido, no máximo, quatro doações nos últimos 12 meses.

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Defesa Civil de Muriaé participa de encontro regional

Publicado em 12/11/2018 às 17h26

Servidores ministraram palestras sobre previsão climática e responsabilidade jurídica dos agentes

A equipe da Coordenadoria Municipal de Proteção Defesa Civil (COMPEDC) participou do primeiro Encontro Regional de Proteção e Defesa Civil da Microrregião de Muriaé, realizado em Carangola, na última quinta-feira (8). No evento, foram discutidos assuntos sobre ações preventivas, de resposta e atendimento durante o período chuvoso, na ocorrência de deslizamentos e enchentes, por exemplo.

Estiveram presentes no encontro representantes de vários segmentos locais, como Executivo, Legislativo e Polícia Militar, além de agentes da Defesa Civil de vários municípios da região.

A Defesa Civil de Muriaé foi representada pelos agentes Raphael Anselmo e Thiago Trota, que ministraram palestras sobre prognóstico climático para novembro e dezembro de 2018 e janeiro de 2019 (NDJ-2019) e a responsabilidade jurídica dos agentes de Defesa Civil, respectivamente.

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Feijoada em prol da Casa Lar acontece no próximo domingo

Publicado em 12/11/2018 às 09h12

Ingressos custam R$30,00; evento será realizado a partir das 12h, na AABB

A Feijoada “Amigos do Bem”, que terá recursos revertidos em prol da Casa Lar, acontece no próximo domingo (18), a partir das 12h, na AABB. Mantida pela Prefeitura, a instituição acolhe crianças e adolescentes que estão afastados do convívio familiar por meio de medida protetiva de abrigo, oferecendo a eles apoio sociofamiliar, à convivência social e comunitária, oficinas e assessoria técnica.

A programação incluirá shows da Banda Marofagy, Grupo de Samba Aí Vem Eles e Uai Soul Roots. Haverá ainda participação do Dj Luiz Cláudio e Fest Dance. Os ingressos custam R$30,00 e podem ser adquiridos na AABB e nas lojas Planeta Criança e Zouk.

A Feijoada “Amigos do Bem” é organizada pelo Grupo Mães que Oram pelos Filhos do bairro São Francisco, com apoio de empresários e entidades de Muriaé.

 

Serviço

Feijoada “Amigos do Bem”:

Data: 18 de novembro (domingo)

Horário: 12h

Local: AABB Muriaé

 

Pontos de vendas dos ingressos:

 - AABB Muriaé (Rodovia BR-356, KM 2)/Telefone: 3721-7562)

 - Loja Planeta Criança (Rua Doutor Afonso Canêdo, 135, Centro)/Telefone: (32) 3722-3627

 - Loja Zouk (Rua Barão do Monte Alto, 67, Centro)/Telefone: (32) 3722-4978

Valor: R$ 30,00 por pessoa

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Em Minas Gerais, homens afirmam cuidar mais da saúde após participar do pré-natal

Publicado em 12/11/2018 às 08h36

Pesquisa Saúde do Homem, Paternidade e Cuidado, do Ministério da Saúde, aponta que 86% dos pais que fizeram o pré-natal em MG passaram a ficar mais cuidadosos com sua saúde

A terceira etapa da pesquisa Saúde do Homem, Paternidade e Cuidado, realizada pelo Ministério da Saúde, indica que 76% dos pais ou cuidadores entrevistados participaram das consultas de pré-natal com suas parceiras em Minas Gerais. Desse total, 86% afirmaram que esse envolvimento os motivaram a cuidar melhor da sua saúde. Os dados demonstram que a paternidade é a principal porta de entrada do homem na unidade de saúde para que ele também se cuide.

“Na saúde brasileira, por barreiras socioculturais, por exemplo, diferentemente da mulher, a população masculina tende a buscar os serviços de saúde já na atenção especializada - e não no atendimento primário, por meio da promoção da saúde e da prevenção - o que traz como consequência o agravamento de doenças” explica o coordenador da Saúde do Homem do Ministério da Saúde, Francisco Norberto Moreira da Silva.

Nesta terceira etapa da pesquisa foram realizadas 37.322 entrevistas com pais ou cuidadores que assumiram a figura paterna e que acompanharam o pré-natal, parto e pós-parto de crianças nascidas no Sistema Único de Saúde (SUS) no ano de 2015. O objetivo da pesquisa é obter dados sobre o acesso, acolhimento e cuidados com a saúde masculina nos serviços públicos de saúde; e levantar informações sobre o envolvimento do pai no pré-natal e nascimento da criança. A coleta de dados foi feita entre março de 2017 e março de 2018. Em Minas Gerais foram feitas 5.480 entrevistas.

Embora a pesquisa aponte maior conscientização em relação à saúde, devido a participação no pré-natal, ainda é alto o número de homens que não têm na sua rotina o cuidado com a saúde. Quando questionados sobre o costume de buscar os estabelecimentos públicos de saúde, 34% dos entrevistados  de Minas Gerais afirmaram não ter o hábito de ir nesses locais. Desse total, 50% informaram que o desinteresse é motivado por nunca ter precisado; falta de interesse ou porque não gosta de hospital. Contudo, muitos agravos poderiam ser evitados, caso os homens realizassem, com regularidade, as medidas de prevenção.

A pesquisa Saúde do Homem, Paternidade e Cuidado integra a estratégia Pré-Natal do Parceiro, presente no eixo Paternidade e Cuidado, da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem (PNAISH), do Ministério da Saúde. A Política visa qualificar a saúde da população masculina, na perspectiva de linhas de cuidado, resguardando a integralidade da atenção (primária - promoção da saúde e prevenção do adoecimento; e especializada) no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

ATENDIMENTO NO SUS

O atendimento do homem, assim como da população em geral, inicia na Atenção Básica (atendimento primário), pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS). A partir da consulta, o profissional de saúde pode encaminhar o paciente para os serviços e centros especializados, como Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) ou Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), no caso da saúde bucal.

Neste mês, novembro azul, período em que é reforçada a conscientização sobre cuidados de prevenção à saúde do homem, serão intensificadas as ações de comunicação no portal e nas redes sociais do Ministério da Saúde, tv e rádio, além da realização e participação da pasta em eventos relacionados ao mês. Também já está no ar, no portal da pasta, página exclusiva voltada à Saúde do Homem.

Na Atenção Básica a população masculina pode fazer uma série de exames de check-up, buscando a prevenção, como: sangue (hemograma e dosagem dos níveis de colesterol total e frações, triglicerídios, glicemia e insulina); aferição de pressão arterial, teste de glicemia, atualização do cartão de vacina, verificação de peso e cálculo de IMC (índice de massa corporal); e função pulmonar (indicada aos fumantes). Também integra a lista, pesquisa de antígeno de superfície do vírus da hepatite B (HBsAg); teste de detecção de sífilis; e pesquisa de anticorpos anti-HIV e dos vírus da hepatite C. Esses cuidados de prevenção, devem ser feitos da infância à vida adulta e velhice.

Em 2017, no SUS, foram registrados 533 milhões de atendimentos ambulatoriais; e 4,3 milhões de procedimentos hospitalares em homens. Ainda no ano passado, no âmbito da estratégia Pré-Natal do Parceiro, foram registradas 3.795 consultas e  31.732 exames de detecção do HIV e sífilis no parceiro ou na gestante.

O Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde mostra que em 2016, 736.842 homens morreram em todo o país. Entre as principais causas de morte estão cânceres (112.272), como de próstata, fígado, pulmonar e de pele; doenças do coração (68.018), como infarto e AVC; agressões (56.409); acidentes (84.139), em especial de transportes (31.565); e doenças cerebrovasculares (51.753); e gripe e pneumonia (41.695).

Por Carolina Valadares, da Agência Saúde

Categoria: Geral
Comentários (1) e Compartilhar

Unifaminas divulga oportunidade de emprego

Publicado em 11/11/2018 às 15h33

O Unifaminas, Campus Muriaé, abre oportunidade de emprego para auxiliar administrativo. 

 

Categoria: Minas Gerais, Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Demsur abre processo seletivo para contratação de estagiário de graduação em Engenharia Civil

Publicado em 09/11/2018 às 14h54

O Demsur publicou nesta quinta-feira (08) edital de processo seletivo público simplificado destinado ao preenchimento de vaga e formação de cadastro de reserva para estagiários de graduação em Engenharia Civil.

O processo é destinado a contratação de 1 (um) estagiário e formação de cadastro de reserva, para alunos de nível superior do curso de Engenharia Civil, pelo período de 01 (um) ano podendo ser prorrogado por igual período. O candidato aprovado irá atuar no Setor Técnico do Demsur.

As inscrições estarão abertas no período de 12/11 a 19/11 e deverão ser feitas presencialmente, de 14h às 16h30, no Setor Técnico do Demsur que fica no 2º andar do Centro Administrativo, situado na Avenida Maestro Sansão, nº 236 (Anexo ao Terminal Rodoviário), no Centro. A inscrição é gratuita.

O candidato deverá observar no edital todos os requisitos essenciais exigidos para o ato da inscrição.

A Prova Objetiva será realizada na data provável de 06/12/2018, de 13h30 às 16h30, em local a ser definido e comunicado até o dia 30/11/2018. A divulgação será feita no site do Demsur e também afixado no painel de avisos do Centro Administrativo Tancredo Neves.

O Resultado Final também será publicado no mural do DEMSUR a partir do dia 17/12/2018, às 16h.

Para acessar o edital o candidato deve acessar o site do Demsur, clicar na aba "Transparência", em seguida em "Concursos/Processo Seletivo" e, por fim, "Processo Seletivo" ou acessar diretamente no link http://www.demsur.com.br/site/concursos/.  

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Unifaminas divulga oportunidade de emprego

Publicado em 09/11/2018 às 14h29

O Unifaminas, Campus Muriaé, abre oportunidade de emprego para auxiliar de laboratório. 

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Almoço beneficente terá recursos revertidos em prol da Saúde Mental de Muriaé

Publicado em 08/11/2018 às 16h25

Evento acontecerá dia 2 de dezembro, na Escola Estadual Orlando de Lima Faria; ingresso custa R$ 10,00

A Saúde Mental de Muriaé, da Secretaria Municipal de Saúde, vai realizar um almoço beneficente para auxiliar na manutenção dos serviços prestados aos pacientes. O evento acontecerá dia 2 de dezembro, a partir das 11h30min, na Escola Estadual Orlando de Lima Faria, no São Francisco, e os ingressos custam R$ 10,00.

Vale frisar que haverá somente entrega de marmitex – não será servido almoço no local. O cardápio inclui arroz, farofa, creme de milho e carne assada.

Atualmente, a Saúde Mental, que compreende o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS II) o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD III) e Unidade de Acolhimento Adulto, atende cerca de 400 pacientes por mês.

 

Serviço

Almoço beneficente:

Data: 2 de dezembro (domingo)

Local: Escola Estadual Orlando de Lima Faria (Rua Manoel Vilas Boas, 450, São Francisco)

Horário: 11h30min

Valor: R$ 10,00

Haverá somente entrega de marmitex (não será servido almoço no local)

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Projeto oferece aulas gratuitas de Jiu-Jitsu para crianças e Jovens de São João do Nepomuceno

Publicado em 08/11/2018 às 16h06

Formar cidadãos através das artes marciais e dar um norte aos jovens. Estes são alguns dos motivos que levaram o atleta Rodrigo Iria Januário a se dedicar em tempo integral ao Projeto “Na Guarda de Deus” de Jiu-Jitsu.

Criado há um ano e meio na cidade de São João do Nepomuceno, distante 148 km de Muriaé, o projeto abriga hoje crianças e jovens que recebem treinamento com 100% de gratuidade, com aulas às terças e quintas-feiras, nos horários de 18 e 19 horas.

Sem uma sede própria, o projeto se vale da parceria com a Escola de Samba Esplendor do Morro, que cede as dependências da quadra para os treinamentos.

O projeto vive de doações e tem, na comunidade de São João do Nepomuceno, seu maior alicerce. “Recebemos apoio de algumas pessoas e empresas, que nos dão suporte para as despesas com Kimonos e as viagens que realizamos para participar dos torneios e campeonatos”, explica o atleta Rodrigo Januário.

Detentor de um mundial da categoria, Januário fala com empolgação do trabalho e dos frutos já colhidos em menos de dois anos de existência. “temos aqui muitos jovens de futuro no esporte. Participamos no início deste ano do campeonato sul americano no Rio de Janeiro e vimos que temos qualidade e nível para ir adiante”, disse.

O professor destaca que vários atletas já somam conquistas e, afirma que, como próxima meta, está a disputa do mundial de 2019. “Para chegarmos a este objetivo, dependemos de nossos parceiros que sempre nos ajudam e que outras pessoas se solidarizem conosco nesta empreitada”, reafirma.

Rodrigo Januário destaca o apoio que tem recebido de algumas empresas e pessoas da cidade. “Não vamos citar todos aqui, mas quero agradecer ao Coronel Aureo Junior que nos ajudou, junto com um seleto grupo de amigos. A Escola Vida de Criança, ao Bar do Fumaça, aos militares sub-tenente Marcos e Sargento Fidélis e muitos outros que nos acolhem”, finaliza.

Os alunos do Projeto “Na Guarda de Deus” de Jiu-Jitsu já participaram de eventos como os campeonatos Brasileiro e Mundial, Aberto do Rio de Janeiro e Mineiro, Copa Pele Vermelha e Copa Sol e Neve da cidade de Cataguases.

Sobre o esporte

O Jiu-Jitsu brasileiro ou, lá fora, o Brazilian Jiu-Jitsu ou BJJ (grafado também como jujitsu ou jujutsu) é uma arte marcial de raiz japonesa que se utiliza essencialmente de golpes de alavancas, torções e pressões para levar um oponente ao chão e dominá-lo. Literalmente, jū em japonês signfica “suavidade”, “brandura”, e jutsu, “arte”, “técnica”. Daí seu sinônimo literal, “arte suave”.

Sua origem secular, como sucede com quase todas as artes marciais ancestrais, não pode ser apontada com precisão. Estilos de luta parecidos foram verificados em diversos povos, da Índia à China, nos séculos III e VIII. O que se sabe é que seu ambiente de desenvolvimento e refinamento foram as escolas de samurais, a casta guerreira do Japão feudal.

A finalidade de sua criação se deu pelo fato de que, no campo de batalha ou durante qualquer enfrentamento, um samurai poderia acabar sem suas espadas ou lanças, necessitando, então, de um método de defesa sem armas. Como os golpes traumáticos não se mostravam suficientes nesse ambiente de luta, já que os samurais vestiam armaduras, as quedas e torções começaram a ganhar espaço pela sua eficiência. O Jiu-Jitsu, assim, nascia de sua contraposição ao kenjitsu e outras artes ditas rígidas, em que os combatentes portavam espadas ou outras armas.

 

Maiores informações sobre o esporte no link: https://www.graciemag.com/historia-do-jiu-jitsu/

 

 

Categoria: Região, Zona da Mata
Comentários (2) e Compartilhar

Remédio capaz de eliminar chikungunya e febre amarela é identificado

Publicado em 08/11/2018 às 15h22

O tratamento, já usado contra hepatite C, traz a esperança de conter os estragos dessas doenças em pessoas infectadas

Por José Tadeu Arantes, Agência Fapesp

Estudo realizado no Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP) mostrou que o remédio sofosbuvir, comumente utilizado no tratamento da hepatite C crônica, é capaz de eliminar também os vírus da chikungunya e da febre amarela.

“Células humanas infectadas pelo vírus da chikungunya foram tratadas com sofosbuvir e o fármaco eliminou o vírus sem danificar as células. A droga se mostrou 11 vezes mais efetiva contra o vírus do que contra as células”, disse uma das autoras do estudo, Rafaela Milan Bonotto.

O estudo relativo à chikungunya foi realizado no âmbito do doutorado de Bonotto com bolsa da Fapesp, com orientação do professor Lucio Freitas-Junior. O artigo a respeito está disponível na plataforma aberta F1000Research. O artigo sobre a pesquisa relativa à febre amarela deverá ser publicado brevemente.

A descoberta tem enorme importância para a saúde pública, pois uma epidemia de chikungunya está prevista para os próximos dois anos no Brasil.

“O processo para obtenção de um medicamento é extremamente demorado e caro. O tempo entre o início da pesquisa e a disponibilização do produto no mercado é, em média, de 12 anos. O custo é da ordem de US$ 1,5 bilhão ou mais”, disse Freitas-Junior. “Já o sofosbuvir é uma droga que passou por todo o processo de aprovação para uso humano. Isso possibilita que ela possa vir a ser utilizada contra a chikungunya em um a três anos. O custo, estimado em cerca de US$ 500 mil, seria muito menor”, compara.

O cientista lembra que a chikungunya é uma doença grave não apenas pelo episódio agudo em si – que apresenta um quadro semelhante ao da dengue –, mas por poder deixar como sequela dores articulares altamente debilitantes, que se estendem por meses ou anos, e podem eventualmente incapacitar a pessoa a exercer sua atividade profissional e até mesmo a sair da cama.

“Não há vacina desenvolvida e as ferramentas para diagnóstico ainda precisam ser otimizadas. O sofosbuvir é algo concreto, que pode se tornar uma ferramenta poderosa para lutar contra esse vírus. Os resultados de nossa pesquisa possibilitam que as instituições eventualmente interessadas deem início aos ensaios clínicos”, disse Freitas-Junior. Ou seja, são necessários mais estudos antes de aplicar a medicação nos pacientes com febre amarela ou chikungunya.

“Ainda não sabemos com precisão como a droga atua em termos moleculares. O que constatamos foi o resultado macroscópico: a eliminação do vírus e a preservação das células. No tratamento da hepatite C, o sofosbuvir se mostrou efetivo por inibir a proteína que sintetiza o genoma viral. Pode ser que ocorra o mesmo no caso da chikungunya, mas o mecanismo de ação ainda precisa ser elucidado”, afirmou Bonotto.

Além de Bonotto e de Freitas-Junior, participaram do estudo: Glaucia Souza-Almeida, Soraya Jabur Badra, Luiz Tadeu Figueiredo e Carolina Borsoi Moraes.

Este conteúdo é da Agência Fapesp.

Fonte: Saúde Abril

Categoria: Brasil, Geral
Comentários (0) e Compartilhar

left show tsN fwR fsN|left fwR tsN|left show fwR tsN|bnull|||login news c05|fsN fwR normalcase c05 tsN|c05|login news fwR normalcase c05|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||