Biologando

O que é tricomoníase? Quais são os sintomas e como pega?

Publicado em 06/02/2019 às 15h24

O que é tricomoníase? A tricomoníase é uma infecção causada pelo protozoário Trichomonas vaginalis que ataca o colo do útero, a vagina e a uretra. Acredita-se que 80% das pessoas com a doença não tenham sintomas. Contudo, quando ocorrem os primeiros sinais são coceira e ardência vaginal.

Embora poucos saibam, tricomoníase é uma doença sexualmente transmissível. Aliás, mesmo que, normalmente seja a mulher a interessada em saber o que é tricomoníase, os homens também podem desenvolver a infecção. Nas mulheres, o organismo causa uma infecção na vagina , na uretra ou em ambos. No entanto, nos homens, a infecção só acontece na uretra. Uma vez que a infecção começa, ela pode ser facilmente transmitida através do contato genital desprotegido.

Assim, sua transmissão ocorre por meio das relações sexuais ou contato íntimo com secreções de uma pessoa contaminada. Pode ser transmitida por mulher/homem e mulher/mulher. Em geral, afeta mais as mulheres. No entanto, é necessário que o companheiro (a) também faça o tratamento recomendado pelo médico.

 Uma publicação da Johns Hopkins Medicine [2] mostrou que mulheres com mais de 40 anos têm o dobro de chances de serem infectadas. Contudo, o grupo de risco são pessoas que:

  • Tem múltiplos parceiros sexuais
  • Tem uma história de outras DSTs
  • Teve infecções prévias por tricomoníase
  • Faz sexo sem camisinha

Atenção: Além de saber o que é tricomoníase, é importante entender que a doença não se espalha através do contato físico normal, como abraçar, beijar, compartilhar pratos ou sentar-se em um assento de toalete. Além disso, não pode ser transmitido através de contato sexual que não envolva os genitais.

 QUAIS SÃO OS SINTOMAS DA TRICOMONÍASE?

Estranhamente, a tricomoníase, geralmente, não apresenta sintomas. Uma publicação da Clinical Infectious Diseases [1] revelou que 85% das mulheres que pegam o protozoário não apresentam qualquer sintoma. Contudo, quando os sintomas ocorrem, eles geralmente começam de cinco a 28 dias depois da infecção. Mesmo assim, em algumas pessoas o processo pode levar muito mais tempo. Os sintomas mais comuns entre as mulheres são:

  • Corrimento amarelo, mas que também pode ser branco, cinza ou esverdeado, e geralmente espumoso
  • Corrimento com mau cheiro
  • Sangramento vaginal fraco
  • Coceira e ardência vaginal
  • Genitais vermelhos e inchados
  • Desejo frequente de urinar e dor durante a micção
  • Dor na relação sexual

Para os homens, os sintomas são poucos, porém, intensos:

  • corrimento na uretra
  • Queimação enquanto urina ou após ejacular
  • vontade de urinar com frequência

POR QUE OCORRE COCEIRA E ARDÊNCIA NA VAGINA?

Trichomonas vaginalis é um parasita que só infecta o ser humano; costuma viver na vagina ou na uretra, mas pode também ser encontrado em outras partes do sistema geniturinário. Por viver principalmente na parte interna da vagina, essa doença causa microlesões e dores, e pode até levar ao desenvolvimento de outras DSTs. Um dos primeiros sintomas da tricomoníase é a coceira na vagina e a ardência ao urinar. Se não for tratada a mulher poderá ter um corrimento amarelo ou esverdeado e corrimento com mau cheiro. Além disso, dores durante o sexo, culminado com dor na barriga.

Nos homens a tricomoníase raramente apresentam sintomas e geralmente, eles nem sabem que estão infectados. Entretanto, em casos que a infecção alcança um nível elevado, podem passar a sentir irritação na parte interna do pênis, um leve corrimento e ardor ao urinar ou ejacular.

COMO É FEITO O DIAGNÓSTICO?

O diagnóstico para coceira vaginal consiste em um exame pélvico mostra manchas vermelhas na parede vaginal ou colo do útero. Em seguida, utiliza-se o exame do conteúdo vaginal ao microscópio, de fácil interpretação e realização. Colhe-se uma gota do corrimento, coloca-se sobre a lâmina com uma gota de solução fisiológica. Em seguida, observa-se ao microscópio, buscando o parasita flagelado. Vários deles, decerto, estarão movimentando-se ativamente entre as células epiteliais e os leucócitos. O achado de T. vaginalis impõe o tratamento da pessoa e também do seu parceiro ou parceira sexual, já que se trata de uma DST. Além disso, o médico pode pedir exames de sangue, como hemograma completo e exame de urina. A coceira na vagina e a ardência ao urinar só irá parar com o tratamento.

COMO A TRICOMONÍASE É TRATADA?

A tricomoníase pode ser curada com antibióticos. O médico pode recomendar metronidazol (Flagyl) ou tinidazol (Tindamax). É importante, contudo, não beber álcool nas primeiras 24 horas após tomar metronidazol ou nas primeiras 72 horas após tomar tinidazol. Pode causar náuseas e vômitos graves.

Outra atitude importante é cuidar para que seus parceiros sexuais examinados e que tomem a medicação. Não ter os sintomas não significa que eles não tenham a infecção. Ao mesmo tempo, é preciso evitar contato sexual por uma semana após todos os parceiros terem sido tratados. Logo no início do tratamento a coceira na vagina e o corrimento com mau cheiro devem parar completamente.

ARTIGOS MÉDICO-CIENTÍFICOS: CLINICAL INFECTIOUS DISEASES [1]  JOHNS HOPKINS MEDICINE [2]

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 

Fonte: Diário de Biologia

 

Categoria: Ciência, Saúde
Comentários (0) e Compartilhar

Sintomas da menopausa precoce: tudo sobre menopausa antes dos 45 anos

Publicado em 04/02/2019 às 16h18

Os sintomas da menopausa precoce são basicamente os mesmos que a menopausa em idade normal. À medida que as mulheres envelhecem, o organismo produz menos estrogênio e progesterona, os principais hormônios envolvidos na reprodução feminina. Então, quando esses hormônios atingem um nível baixo o suficiente, a mulher irá interromper o ciclo menstrual.

A menopausa começa, oficialmente, 12 meses após a última menstruação. Assim, para a maioria das mulheres a menopausa começa entre 45 e 55 anos. Contudo, em média a idade é 51 anos. Mas para algumas mulheres, a menopausa pode chegar cedo.

Sendo assim, os médicos consideram que quando a mulher deixa de menstruar entre 35 e 45 anos, pode estar passando pelos sintomas da menopausa precoce.

MENOPAUSA PRECOCE OU PREMATURA?

Há uma grande dúvida, sobretudo das mulheres, entre menopausa precoce  e prematura. A definição do estudo publicado na Annals Of Medicine Health Science Research [1] a menopausa precoce é a que começa entre as idades de 40 e 45 anos. Ao mesmo tempo, a menopausa prematura começa ainda mais cedo, antes dos 40 anos e atinge menos de 1% das mulheres. Por isso, muitos médicos agora se referem à menopausa prematura como “insuficiência ovariana prematura” ou “insuficiência ovariana primária”. Esses termos, decerto, reduzem parte do estigma para mulheres mais jovens que passam pela menopausa.

SINTOMAS DA MENOPAUSA PRECOCE

Como já dito, os sintomas da menopausa precoce são semelhantes à menopausa normal, na qual podemos citar:

  • menstruação atrasada ou irregular
  • ausência de menstruação ( amenorreia )
  • ondas de calor
  • suor noturno
  • secura vaginal
  • mau humor e lapsos de memória
  • por fim, diminuição do desejo sexual

Assim, quando a mulher tem a menstruação atrasada por três ou mais meses, deve consultar seu médico. Existem na verdade, mais motivos para atrasar ou parar a menstruação, como por exemplo:

  • estresse
  • gravidez
  • doença
  • obesidade
  • mudança na dieta ou exercício
  • resposta a um medicamento ou anticoncepcional
  • por fim, distúrbios na tireoide

Os baixos níveis de estrogênio associados a períodos perdidos podem levar à perda óssea. Por isso, é importante acompanhar sempre os períodos para saber quando estão regulares ou não. De qualquer forma, o tratamento precoce pode ajudar a prevenir danos nos ossos.

O QUE CAUSA MENOPAUSA PRECOCE?

A menopausa precoce ou prematura pode ocorrer por folículo danificado ou com disfunção. Quando isso ocorre, os óvulos não amadurecem ou não são liberados, fazendo com que a menstruação pare. Contudo, esses processos são naturais quando ocorrem na idade acima dos 45 anos. Se ocorrerem precocemente, um especialista deve investigar as causas, por exemplo:

  • Idade. Os riscos da menopausa precoce aumentam após os 35 anos.
  • História de família. Quando há mulheres na família que têm uma história de menopausa precoce ou prematura.
  • Distúrbios genéticos. Ter cromossomos ou genes anormais, como ocorre na síndrome de Turner ou na síndrome do X-frágil .
  • A exposição a medicamentos quimioterápicos e radioterapia no tratamento de câncer.
  • Condições auto-imunes. Quando o sistema imunológico ataca erroneamente os órgãos produtores de hormônios.
  • Infecção. Ter certas infecções, como o vírus da caxumba.
  • Procedimentos para remover os ovários  ou útero podem causar menopausa precoce.

COMO É O DIAGNÓSTICO?

  • O médico perguntará sobre sua história de exposição a toxinas, como quimioterapia e radioterapia
  • Realizará um exame físico (incluindo um exame pélvico)
  • Realizará um teste de gravidez
  • Exames de sangue para certos hormônios, incluindo: hormônio folículo-estimulante (FSH) , estradiol , prolactina e hormônio anti-Mülleriano (AMH)
  • Por fim, pode pedir um teste de DNA para ver se há genes causando os sintomas da menopausa precoce.

QUAIS SÃO AS COMPLICAÇÕES?

Os sintomas da menopausa precoce podem aumentar a chance de desenvolver outras condições. Esses incluem:

  • Infertilidade. A maioria das mulheres que passam pela menopausa precoce ou prematura não consegue engravidar.
  • Estresse, ansiedade e depressão. Essas mudanças de humor geralmente são sintomas da menopausa precoce.
  • Perda óssea (osteoporose ): A osteoporose é causada por baixos níveis de estrogênio e deixa maiores riscos de fraturas ósseas.
  • Doença cardíaca. A doença cardíaca também pode resultar de baixos níveis de estrogênio.

QUAIS SÃO AS OPÇÕES DE TRATAMENTO?

Geralmente, os médicos decidem o tratamento baseado nos sintomas da menopausa precoce de cada mulher, individualmente. Assim, o tratamento de uma, não necessariamente, o mesmo que outra. Alguns tratamentos comuns para a menopausa precoce são:

TERAPIA DE REPOSIÇÃO HORMONAL

O estrogênio e progesterona suplementar podem ajudar a substituir alguns dos hormônios reprodutivos que o corpo não é mais capaz de produzir. Além disso, esse tratamento também ajuda a prevenir a perda óssea e apoia a saúde do coração.

CÁLCIO SUPLEMENTAR E VITAMINA D

Cálcio e vitamina D suplementares podem ajudar a prevenir a osteoporose naquelas mulheres que não estão recebendo o suficiente desses nutrientes da alimentação. Assim, mulheres com idades entre 19 e 50 anos devem receber 1.000 miligramas de cálcio por dia através de alimentos ou suplementos. AO mesmo tempo, mulheres com mais de 51 anos devem receber 1.200 miligramas por dia.

Uma publicação da National Institutes of Health  [2], a quantidade diária recomendada de vitamina D é de cerca de 600-800 UI por dia através de alimentos ou suplementos.

ESTRATÉGIAS PARA LIDAR COM A INFERTILIDADE

Algumas mulheres com menopausa prematura ainda podem engravidar sem qualquer tratamento. Assim, quando a mulher quer ter filhos e não conseguem por estarem com sintomas da menopausa precoce, devem considerar a fertilização in vitro com o uso de óvulos de doadores ou a adoção.

ARTIGOS MÉDICO-CIENTÍFICOS: ANNALS OF MEDICINE HEALTH SCIENCE RESEARCH [1]  NATIONAL INSTITUTES OF HEALTH  [2]

Fonte: Diário de Biologia

Categoria: Ciência, Saúde
Comentários (0) e Compartilhar

Como fazer aromaterapia para diminuir a ansiedade

Publicado em 04/02/2019 às 16h09

A aromaterapia é uma das formas naturais mais eficazes para reduzir o estresse e a ansiedade, mesmo em pessoas que sofrem com transtorno de ansiedade. No entanto, a aromaterapia também pode ser usada no dia-a-dia antes de situações mais estressantes, como prestar uma prova, ir em uma entrevista de emprego ou fazer um discurso importante.

Já nos casos mais graves, em que a ansiedade surge frequentemente sem razão aparente, além da aromaterapia também é necessário consultar um psicólogo para identificar o problema e iniciar o tratamento adequado. 

Como usar o óleo essencial

A melhor via para utilização do óleo essencial é a inalação, pois dessa forma as moléculas do óleo conseguem chegar rapidamente até ao cérebro, causando alterações rápidas nas emoções. Para fazer corretamente essa inalação é aconselhado respirar o óleo essencial diretamente do frasco.

Assim, deve-se abrir a tampa, encostar o frasco perto do nariz e inspirar profundamente, depois manter o ar dentro dos pulmões por 2 a 3 segundos e depois liberar novamente o ar. Inicialmente, deve-se fazer 3 inalações seguidas várias vezes ao dia, mas ao longo do tempo deve-se ir aumentando para 5 ou 7 inalações.

O ideal é sempre utilizar óleos essenciais biológicos, pois têm menos risco de conter toxinas ou qualquer outro tipo de contaminantes.

5 melhores óleos essenciais para ansiedade

Os óleos essenciais podem ser inalados diretamente do frasco, usados num aromatizador ou aplicados na pele. Além disso, alguns tipos de óleos também podem ser ingeridos, no entanto, essa prática só deve ser feita com a indicação de um naturopata, já que pode causar queimaduras no esôfago se não for feita com os óleos adequados.

1. Alfazema

Este é provavelmente o óleo essencial mais conhecido e utilizado para tratar a ansiedade. Isto porque alguns estudos identificaram que o óleo essencial de alfazema, ou lavanda, como também é conhecida, é capaz de reduzir os níveis de cortisol, um hormônio responsável pela sensação de estresse.

Além disso, tem ação protetora do sistema cardiovascular e ajuda a restaurar a paz interior, diminuindo a irritabilidade, ataques de pânico e a inquietação.

2. Bergamota

A bergamota faz parte da família do cítricos e, por isso, possui um aroma revitalizante que reduz a pressão arterial e a frequência cardíaca, balanceando a atividade nervosa e diminuindo o estresse. Em alguns estudos, a bergamota demonstrou ser capaz de diminuir os níveis de glicocorticoides no organismo, hormônios que são responsáveis pelo aumento da ansiedade e do estresse.

3. Nardo

O óleo essencial de Nardo, conhecido cientificamente como Nardostachys jatamansi, tem excelentes propriedades relaxantes, ansiolíticas e antidepressivas que permitem aliviar casos de ansiedade persistente e variações emocionais frequentes. É um tipo de óleo que ajuda a libertas as causas mais profundas de ansiedade e que cria uma sensação de paz interior.

4. Ilangue-ilangue

O Ilangue-ilangue é uma planta que possui um aroma revitalizante que, além de acalmar e melhorar a disposição, estimula sentimentos de coragem e otimismo. Este óleo essencial, quando utilizado frequentemente também reduz a ação do cortisol no corpo.

5. Patchouli

O patchouli é o óleo essencial ideal para pessoas que sofrem com excesso de trabalho e ansiedade crônica, pois tem ação calmante, ansiolítica e antidepressiva.

Onde comprar os óleos essenciais

Os óleos essenciais normalmente podem ser comprados em lojas de produtos naturais e, até, em algumas drogarias. No entanto, sempre que possível é aconselhado consultar o vendedor para pedir óleos essenciais de origem biológica que, embora sejam mais caros, trazem menos riscos para a saúde, por não possuírem toxinas que possam ser inaladas.

Além disso, o preço de cada óleo essencial pode variar bastante de acordo com a planta que é utilizada na sua preparação. Algumas marcas de óleos essenciais que têm produtos biológicos são a Florame ou Folha D'Água, por exemplo.

Fonte: Tua Saúde

Categoria: Ciência, Saúde
Comentários (0) e Compartilhar

O que é água boricada, para que serve e como usar?

Publicado em 01/02/2019 às 15h51

O QUE É ÁGUA BORICADA?

Saber o que é água boricada é uma dúvida recorrente, uma vez que, há muitos sites oferecendo receitas com esse produto. Trata-se, então, de uma solução preparada com 3% de Ácido bórico (H3BO3), que vem do elemento químico boro. Algumas preparações de ácido bórico podem causar irritação da pele e podem até mesmo ser tóxicas se ingeridas.

Sendo assim, pode parecer uma substância química perigosa, mas o ácido bórico possui uma gama de usos tanto na área de saúde tratando infecções fúngicas, como em preparações em produtos caseiros de limpeza. Você pode encontrar ácido bórico em:

  • Produtos químicos de revelação fotográfica
  • Produtos para controle de baratas
  • Alguns produtos para lavagem dos olhos

 Perigo no manuseio do ácido bórico: O ácido bórico é um pó branco e cristalino, que é um componente de certos minerais e águas vulcânicas ou fontes termais. Contudo, seu manuseio deve ser evitado, sobretudo sem equipamentos de proteção. Embora o composto seja popular, ele é tóxico se ingerido. Por isso, é importante evitá-lo em casas com animais de estimação e crianças.

PARA QUE SERVE ÁGUA BORICADA?

Além de entender o que é água boricada, muita gente quer saber para que serve essa solução. A água boricada é um produto do ácido bórico. Uma preparação muito fraca com pouquíssimo do ácido, apenas 3%, às vezes menos. Então, esse componente confere propriedades antissépticas para uso tópico. Contudo, a água boricada não deve ser ingerida em hipótese alguma, pois pode causar intoxicação.

Mesmo assim, a água boricada é indicada para uma série de problemas como fungos vaginais e limpeza ocular. É importante que sua leitura não pare aqui e que todas as considerações sejam levadas em conta.

1- MICOSE VAGINAL

O ácido bórico está presente em algumas fórmulas de medicamentos intravaginais contra fungo. Um estudo publicado no Disease Control and Prevention [1] analisou os tratamentos disponíveis para doenças sexualmente transmissíveis. Os  autores constataram que as cápsula de gelatina intravaginais contendo ácido bórico eliminaram o fungo Candida albicans, causador da candidíase em 70% dos casos.

Ao mesmo tempo, uma publicação na revista Diabetes Care [2] descobriu que os supositórios vaginais contendo ácido bórico eram mais eficazes contra os sintomas da candidíase  em mulheres diabéticas do que a medicação oral comum.

Aliás, o banho de assento Lucretin [bula] da Farmasa, por exemplo, contém ácido bórico como principal princípio ativo. Além de explicar o que é água boricada e ácido bórico, a bula indica o uso para vulvovaginites, tricomoníase, candidíase, leucorreias e pós-operatório ginecológico.

Embora não tenhamos encontrado um estudo científico comprovando a eficácia, ao que parece fazer banho de assento com água boricada pode funcionar bem contra micose vaginal.

2- LAVAGEM DOS OLHOS

Um estudo publicado no periódico Clinics [3] por médicos brasileiros revelou que as lavagens oculares com água boricada chegam a 53% dos tratamentos caseiros relatados pelos pacientes. De fato, diversos medicamentos para limpeza ocular listam a presença de ácido bórico na sua fórmula, como o Higicler [bula] e o Colírio Legrand [bula].

Dessa forma, lavar os olhos com água boricada tem sido a preferência de muitas pessoas. Acredita-se que as propriedades antibacterianas e antifúngicas são suaves. Isso significa que ele pode ajudar a retardar ou impedir o crescimento de bactérias ou fungos no olho, sem causar problemas. Ao mesmo tempo, pode ser usado como um agente de ajuste de tonicidade para tornar as lavagens oculares mais compatíveis com o ambiente químico do olho.

Mas, nem tudo são flores. Uma publicação no Arquivos Brasileiros de Oftalmonologia [4] revelou que a aplicação incorreta da água boricada pode agravar quadros infecciosos. Os autores dizem que os frascos de água boricada podem ser veículos de transferência de micro-organismos patógenos para os olhos.

No estudo, as tampas de frascos que continham água boricada tinham bactérias da espécie Staphylococus aureus. Ao mesmo tempo, na conjuntiva do paciente foi encontrada a bactéria Morganella morganii. Ao mesmo tempo, o uso de lavagens oculares com água boricada pode ter alguns efeitos colaterais negativos, que podem incluir:

  • alterações na visão, incluindo visão turva
  • irritação e dor nos olhos
  • olhos vermelhos
  • feridas ou em torno dos olhos

4- PARONÍQUIA

Uma publicação da The Oncologist [5] estudou tratamentos alternativos para pacientes de câncer que estavam em processo de quimioterapia e radioterapia. Para paroníquia, uma infecção da pele que rodeia a unha, habitualmente causada pela levedura Candida albicans e, mais raramente, por bactérias, os autores recomendaram o uso de água boricada para lavagem do local.

OUTROS USOS DO ÁCIDO BÓRICO

O ácido bórico tem vários usos domésticos, médicos e industriais. Dessa forma, pode aparecer em produtos que vão desde garrafas de amostras de urina a tratamentos com inseticidas.

PISCINAS

Os proprietários de piscinas usam ácido bórico para manutenção. A substância, a saber, pode ajudar a estabilizar o nível de pH da água e evitar problemas com algas. Ao mesmo tempo sua utilização a quantidade de cloro na piscina. O composto pode ajudar a manter a água limpa e brilhante.

FRASCOS DE URINA

Os frascos de amostras de urina podem conter ácido bórico como conservante. O objetivo é manter a qualidade da urina até o momento da análise em laboratório. Dessa forma, evitará a ação precoce de fungos e bactérias. Inclusive, pesquisas mostram que a adição dessa substância ajuda a diminuir os resultados falso-positivos. Também preserva os glóbulos brancos na urina para análise.

MATA BARATAS

Uma das formas mais conhecidas de acabar com infestação de baratas é, justamente, usando o ácido bórico. Em uma publicação do College Of Agriculture, Food and Enviroment [6], o autor revelou que para o controle de baratas, o ácido bórico tende a ser mais eficaz. Baratas sucumbem ao ácido bórico depois de rastejar sobre superfícies tratadas. As minúsculas partículas de pó aderem ao corpo do inseto e são ingeridas quando a barata as preenche de suas pernas e antenas. O ácido bórico retém sua potência quase indefinidamente desde que o depósito de poeira permaneça seco.

Atenção: Nunca use ácido bórico internamente pela boca, em feridas abertas ou em crianças. A ingestão de ácido bórico pode ser fatal. Agora que você sabe o que é água boricada, se ingerir o produto, procure atendimento médico de emergência.

ARTIGOS MÉDICO-CIENTÍFICOS: DISEASE CONTROL AND PREVENTION [ 1 ] DIABETES CARE [ 2 ] CLINICS [ 3 ] ARQUIVOS BRASILEIROS DE OFTALMONOLOGIA [ 4 ] THE ONCOLOGIST [ 5 ]  COLLEGE OF AGRICULTURE, FOOD AND ENVIROMENT [ 6 

 

Fonte: Diário de Biologia

Categoria: Ciência
Comentários (1) e Compartilhar

Durante as férias, garoto arrecada materiais escolares para crianças carentes

Publicado em 30/01/2019 às 15h52

Ele tem apenas 9 anos, mas sabe como poucos o verdadeiro significado de ser empático. Nascido em João Pinheiro, município localizado no noroeste de Minas, Othávyo Teixeira organizou uma campanha de arrecadação de materiais escolares pelo segundo ano consecutivo.

Porquê? “Eu me coloquei no lugar das crianças que não têm e fiquei triste”, diz o garoto.

O destino das doações serão os alunos da rede municipal de ensino, a começar pelos mais necessitados.

Há pouco mais de uma semana, Othávyo deu uma entrevista para um jornal local contando mais à respeito de sua iniciativa, sempre com respostas rápidas e objetivas.

“O meu dindo sempre ajuda os outros, às vezes ele fica sem nada, mas feliz por ter ajudado”, diz bem-humorada sua mãe, Carla Teixeira, ao lado da tia, Laura Teixeira. Elas contam que dão todo o apoio financeiro e moral que o garoto precisa, mas afirmam que todo o projeto é de autoria “exclusiva” de Othávyo.

Após o período de campanha, no qual pede doações para vizinhos, colegas e familiares, eles saem no último dia para recolher os donativos – mãe e filho. Já a tia Laura ajuda na gravação dos vídeos, que são o motor de divulgação da campanha no Facebook.

De férias, Othávyo divide seu tempo livre entre trabalhar na campanha de doação de materiais escolares e seu celular, onde adora jogar Free Fire (game-mobile de ação e aventura). Além disso, diz gostar de andar de bicicleta na rua de sua casa ou conversar com seus amigos. “Ele não para um minuto”, brinca a mãe.

Dito isso, comunicativo do jeito que é, Othávyo presta atenção em todos à sua volta e não deixa escapar ninguém. Como conta sua família, a campanha começou porque um colega de sala do garoto iniciou o ano letivo passado sem material escolar.

A ausência de material do colega não passou despercebido dos olhos de Othávyo, que se organizou para doar-lhe os materiais necessários. Nessa época, eles tinham apenas 8 anos.

 

Durante o inverno, ele também se mobilizou para juntar roupas no tradicional bazar de agasalhos promovidos pela comunidade local em João Pinheiro.

Carla conta que o filho faz tudo praticamente sozinho durante as campanhas. Sobre suas roupas, Othávyo diz que “tem para usar, mas um monte de gente aqui fica com frio”, se dispondo a doá-las.

Talvez essa seja a grande diferença – enquanto muitos lamentam as dificuldades enfrentadas pelos outros e não fazem nada para mudar a situação, este garoto de apenas 9 anos, com a pouca bagagem que carrega, mas com o olhar atento, sempre tenta fazer algo para melhorar a vida de seu próximo, nem que seja só um pouquinho.

Othávyo inspira uma reflexão sobre nossas próprias ações. Que tal ajudar também?

COLABORE — Para a campanha, o menino está arrecadando todo o tipo de material escolar — caderno, lápis, borracha, cola, tesoura, régua, lápis de cor, apontador, etc. As doações podem ser entregues na Rua Israel Azambuja, n° 79 ou entrando em contato com Othávyo Teixeira pelo Faoebook que ele mesmo vai buscar.

META — Em 2018, 40 kits foram entregues nas escolas Dois de Maio, Manoel Lucas Prisco e Avelino de
Assis Brasil. Agora a ideia é aumentar o número de contemplados e chegar aos 50. Para isso, o importante é mobilizar a população para ajudar na causa. Empresas parceiras também são muito bem-vindas.

ENTREGA — Os kits para 2019 vão ser entregues aos diretores das escolas do município pelo Othávyo.
Segundo ele mesmo informou, a ideia é que nos primeiros dias desse ano letivo os alunos já estejam
recebendo seus novos materiais. “Eu mesmo queria entregar para cada um, mas como fica mais difícil, eu vou entregar de novo para a direção”, afirmou.

Fonte: Razões para Acreditar

Categoria: Opinião
Comentários (0) e Compartilhar

Benefícios do açafrão: porque você deve passar a utilizá-lo diariamente

Publicado em 29/01/2019 às 18h07

Os benefícios do açafrão já são bem conhecidos de muita gente. Também conhecido como cúrcuma,  esse suplemento nutricional tem sido considerado um dos mais eficazes que existem. Por isso, há hoje, uma gama de estudos sobre os benefícios do açafrão da terra.

Uma publicação do Journal Of Natural Science, Biology and Medicine [ 1 ], diz que  o açafrão contém compostos curcuminóides com propriedades medicinais. Dentre eles, temos a curcumina, o principal ingrediente ativo do açafrão. Além disso, segundo os autores, a curcumina tem poderosos efeitos anti-inflamatórios e é um antioxidante muito forte.

Abaixo, temos os 10 principais razões para que você passe a usar, ou aumente o seu consumo de cúrcuma, baseado em evidências científicas.

BENEFÍCIOS DO AÇAFRÃO DA TERRA

1. VOCÊ TERÁ MENOS DORES

Um estudo médico publicado na Alternative Medicin Review [2] testou as propriedades anti-inflamatórias da curcumina e seu uso em doenças que causam inflamação e, consequentemente, dor. A pesquisa mostrou que a curcumina é capaz de interagir com numerosos alvos moleculares envolvidos na inflamação. Com base na cultura celular precoce e em testes com animais, a pesquisa indica que a curcumina pode funcionar como agente terapêutico e diversas doenças.

Outro estudo publicado no Journal Of Biological Chemistry [3] diz que a curcumina pode bloquear a NF-kB, uma molécula que vai até o núcleo das células e ativa genes relacionados à inflamação. A NF-kB, decerto, desempenha um papel importante em muitas dores crônicas. Assim, acredita-se que a o açafrão inserido na dieta ou como suplemento pode reduzir a inflamação intestinal, pancreatite, artrite e uveíte, bem como certos tipos de câncer.

2. REDUZIRÁ OS SINTOMAS DA DEPRESSÃO

Entre os benefícios do açafrão, estão a melhoria do humor e controle dos sintomas da depressão. De acordo com uma publicação da Phytotherapy Research [4] cuidou de comparar a eficácia e segurança da curcumina em relação à com fluoxetina em pacientes com transtorno depressivo. Este estudo fornece a primeira evidência clínica de que a curcumina pode ser usada como um antidepressivo seguro e eficaz. Ao mesmo tempo, mostrou que a curcumina teve efeito positivo em 62,5% dos pacientes, enquanto a fluoxetina teve melhora em 64,7% dos casos. Isso conclui que, inserir açafrão na dieta pode reduzir um quadro depressivo tanto quanto os medicamentos mais eficientes do mercado.

3.O FIM DA SUA ARTRITE

Um estudo também publicado na Phytotherapy Research [5] estudou 45 pacientes com artrite reumatoide onde buscaram comparar os efeitos do açafrão com o anti-inflamatório Diclofenaco de sódio. Curiosamente, o grupo que fez uso da curcumina apresentou o maior percentual de melhora do que os pacientes do grupo do diclofenaco sódico. Além disso, segundo os autores, o tratamento com curcumina foi considerado seguro e não causou nenhum efeito colateral nos pacientes estudados.

Este estudo fornece a primeira evidência da segurança e superioridade do tratamento com curcumina em pacientes com artrite reumatoide. Então, vamos comemorar a descoberta passando a ingerir açafrão diariamente.

4. VOCÊ TERÁ UM CORAÇÃO FORTE

De acordo com uma publicação da International Journal Of Cardiology [6], o estudo concentrou, sobretudo, nos efeitos da curcumina no sistema cardiovascular. Os autores demonstraram, então, que os efeitos antioxidantes da curcumina diminuem a cardiotoxicidade. Assim, podem, efetivamente, prevenir complicações cardiovasculares, especialmente em pessoas diabéticas. Ao mesmo tempo, os efeitos anti-trombóticos, antiproliferativos e anti-inflamatórios da curcumina pode diminuir o colesterol, e, como isso, proteger contra as alterações patológicas causadoras da aterosclerose.

Os benefícios do açafrão para o coração, não param por aí. O mesmo estudo, demonstrou-se que os efeitos inibidores da curcumina sobre a molécula p300-HAT, melhoram o desenvolvimento de hipertrofia cardíaca e insuficiência cardíaca.

5. PODERÁ PREVENIR O CÂNCER

Alguns especialistas e até pessoas mais antigas, costumam relacionar os canceres como a “doença da velhice”. Assim, eles acreditam que, muitas vezes, a doença surge em resposta ao estilo de vida. Uma publicação da Cancer Letter [7] revelou que a curcumina age na sinalização celular. Assim, ela interfere no ciclo celular, na apoptose (morte das células), na proliferação, na  sobrevivência, invasão, angiogênese, metástase e, por fim, na inflamação. Isso quer dizer, que essa substância presente no açafrão pode afetar em quase todo metabolismo celular. Com isso, a atividade da curcumina parece afetar múltiplos alvos. Então, segundo o estudo, com essas propriedades, é possível que o uso do açafrão previna vários cânceres, como:

  • leucemia e linfoma
  • câncer gastrointestinal
  • câncer geniturinário
  • câncer de mama
  • câncer de ovário
  • carcinoma espinocelular de cabeça e pescoço
  • câncer de pulmão
  • melanoma
  • câncer neurológico
  • e, por fim, o sarcoma

6.TERÁ MAIS LONGEVIDADE

Um dos benefícios do açafrão é também a capacidade que a curcumina parece ter diante das chamadas “doenças da velhice”.De acordo com um estudo publicado no periódico Immunity & Ageing [8], o envelhecimento é manifestado pela diminuição da saúde e aumento das chances de adquirir doenças relacionadas à idade, como câncer, Alzheimer, aterosclerose, distúrbios metabólicos e outros.

Provavelmente, essas doenças são causadas por inflamações causadas por estresse de oxigênio e manifestada pelo aumento do nível de citocinas pró-inflamatórias. Então, é possível que entre os benefícios do açafrão estão o retardamento da velhice e de doenças relacionadas à idade. Sendo assim, o estudo considera a curcumina, um potente antioxidante e anti-inflamatório. A substância, pode e deve então, ser usada para dar um upgrade na saúde dos idosos.

ARTIGOS MÉDICO-CIENTÍFICOS: J. OF NATURAL SCIENCE, BIOLOGY AND MEDICINE ( 1 ) ALTERNATIVE MEDICIN REVIEW [2J.OF BIOLOGICAL CHEMISTRY [3PHYTOTHERAPY RESEARCH [4] [5INTERNATIONAL J.OF CARDIOLOGY [6CANCER LETTER [7IMMUNITY & AGEING [8

Fonte: Diário de Biologia

Categoria: Ciência, Saúde
Comentários (0) e Compartilhar

“Escolhi tudo do jeitinho que você gosta”

Publicado em 28/01/2019 às 15h33

Ele estava na "pindaíba", sem dinheiro nem pra comer, sua amiga percebeu que estava acontecendo algo, e resolveu fazer uma boa compra no supermercado e levou até sua casa: "Escolhi tudo do jeitinho que você gosta".

Um relato sobre amizade:

Gostaria de não me identificar. Mas tenho um depoimento que pode ajudar as pessoas a entenderem que às vezesFazer um pequeno ato para nós pode mudar a vida do outro.

Em 2008, passei por um momento de grande dificuldade, fiquei sem ter o que comer em casa. Morava sozinho e tinha ficado desempregado e começara a pouco tempo em um novo trabalho.Faltava dinheiro pra ir pra faculdade, pra necessidades básicas e eu estava devendo na cantina da empresa, esperando ansiosamente o salário para liquidar a dívida dos almoços que eram as melhores refeições.O mundo estava caindo e eu não percebia.

Achava que havia solução. Pedia muito a Deus que me ajudasse e seguia em frente. Passei a ir pra o trabalho a pé, para economizar o vale transporte e poder ir pra faculdade, era o último período, de vez em quando visitava um amigo pra poder comer algo (digo sem vergonha, pois eu pedia mesmo) e seguia confiante, pois sempre fui um cara alegre e de fé.

A minha melhor amiga percebeu que algo estava diferente. Apesar de eu tentar, nem sempre a gente consegue esconder dos que conhecem bem nosso sorriso e o meu era de preocupação. Ela me pôs no carro, me levou pra casa, senão iria a pé e ao chegar ela disse: “Eu te conheço, algo está errado, fala…”Eu desabafei, não poupei uma palavra. Vomitei todo meu desespero. Ela me abraçou, chorou comigo e disse estar chateada por eu ter escondido isso dela. Foi um bálsamo. Fui pra casa grato a Deus por ter tido a chance de desabafar.Um tempo depois o telefone toca e ela com voz de choro disse: “Desce aqui, esqueci de te entregar algo.”Ao descer meio sonolento, pois era tarde da noite, ela estava com a mala do carro aberta cheia de sacolas de supermercado, um estoque imenso de frutas, verduras, itens que não tinha nem como comprar naquela “pindaíba”. Nos só chorávamos e eu queria agradecer, mas antes de falar ela: “não diga nada, quando puder, faça isso por alguém”. As vezes a gente só precisa abrir os olhos para ver o outro. Pergunte sempre se está tudo bem e se perceber algo errado, ofereça seus ouvidos, seu ombro e se puder, faça algo mais. O mais lindo de tudo foi ouvir: “Escolhi tudo do jeitinho que você gosta.“Obrigado, minha amiga. Te amo pra sempre!

Fonte: Razões para Acreditar

Categoria: Opinião
Comentários (1) e Compartilhar

Noivo cadeirante emociona ao dançar valsa com esposa em cerimônia de casamento

Publicado em 23/01/2019 às 10h17

Casar-se é um sonho na vida de incontáveis pessoas que acreditam no amor e numa alma gêmea. Poder compartilhar a alegria e o amor da união entre duas pessoas com amigos e familiares é um privilégio que merece ser apreciado momento a momento.

E assim foi o casamento de Cinthia Zanuni, de 33 anos, e Hugo Rohling, de 38. Eles oficializaram a união no início do ano e emocionaram os convidados presentes com uma linda valsa de casamento, logo após Hugo, que é cadeirante, se levantar com o auxílio do pai e do seu irmão para bailar com Cinthia.

O vídeo que capturou esse momento viralizou na internet, comovendo centenas de milhares de internautas.

Cinthia e Hugo se conheceram em 2017, com a ajuda de um aplicativo de relacionamento. Nessa época, Hugo já era paraplégico há três anos, devido a um traumático acidente de moto na Estrada do Manso, no Mato Grosso.

Os noivos contam que até antes da cerimônia de casamento, não haviam conseguido se abraçar “como as outras pessoas”.

“O Hugo não consegue me abraçar como todo mundo, de pé, de corpo inteiro. Aí um dia ele falou para mim ‘a minha visão de vida é outra, eu vejo tudo de baixo. Eu queria tanto ver nosso casamento de cima, como todo mundo’”, disse Cinthia.

Cinthia começou a maquinar numa maneira de deixar Hugo em pé, de modo que ele pudesse sentir tudo aquilo que as outras pessoas da festa estivessem sentindo, e com a ajuda de sua irmã e seu cunhado – que são coreógrafos de casamento, – tudo conspirou para dar certo.

Eles então começaram a ensaiar os movimentos de dança dois dias antes da cerimônia. Os ensaios eram carregados de incertezas e emoções, pois eles não sabiam se realmente a empreitada funcionaria. “Por ele ficar muito tempo sentado, ele tem muitos espasmos, a perna dele dobra e não fica reta”, diz Cinthia.

O casamento foi planejado pensando numa locomoção facilitada e em uma maior autonomia de Hugo para transitar pelo salão.

“A gente não tinha dinheiro para fazer o casamento daquele jeito, tivemos parceiros que contribuíram e que tinham a curiosidade de saber como era o casamento de um cadeirante”, relembra Cinthia.

Do encontro para o casamento

O casal se conheceu em um popular aplicativo de relacionamento – entre muitas conversas, flertes e curtidas nas fotos um do outro, o fato de Hugo ser cadeirante não foi um empecilho, muito pelo contrário.

Segundo Cinthia, a tensão e o receio que a rondavam no início do namoro hoje é tratada sempre com bom humor. “Ele lida com isso de um jeito tão leve que foi leve para mim também”.

Durante a festa de casamento da irmã de Cinthia, em abril do ano passado, Hugo a pediu em casamento, após alguns meses de namoro.

Os noivos atualmente trabalham junto. Ela é maquiadora profissional e viaja Brasil (e mundo) afora para dar cursos e palestras. Ele é o homem por trás da gestão administrativa, financeira e demais burocracias da empresa, além de fazer o atendimento de alunos e alunas. “Se não fosse assim, a gente não conseguiria ficar junto. Teve mês que fiquei só quatro dias em Cuiabá”, finalizou.

Adaptações e Desafios

Muito além da parceria profissional e amorosa, Cinthia e Hugo são parceiros nos momentos ruins e nas situações desagradáveis, onde apoiam um ao outro.

“Eu lembro que a gente entrou em uma loja e fui olhar umas camisas. Eu ouvi ele falando ‘para, eu não quero!’, quando fui ver a mulher estava empurrando a cadeira dele no provador. Ela queria estender um lençol para ele se trocar na frente de todo mundo”, relata.

O casal sempre questiona e discute a acessibilidade de cadeirantes e a representatividade em geral de pessoas com deficiência nos estabelecimentos que frequentam.

“Em qual marca você vê um cadeirante no catálogo? Em qual desfile você vê o cadeirante entrando? Não tem!”, desabafa Cinthia.

Até para encontrar roupas compatíveis para Hugo foi um desafio, inclusive no casamento.

 

Seu terno foi confeccionado sob medida, em vista de que o tecido do paletó não enrolasse nas rodas da cadeira e que também fosse confortável enquanto ele se movimentasse.

Entre diversas situações desconfortantes, como a falta de preparo e infraestrutura de locais que não disponibilizam qualquer acessibilidade para cadeirantes, até a lua de mel do casal ficou comprometida.

Hugo afirma que teve dificuldade para encontrar hotéis e passeios em pontos turísticos, pois os organizadores de estabelecimentos e expedições muitas vezes não se importam com clientes que possuem necessidades especiais. Ao final, a bandeira da acessibilidade é sempre levantada por eles.

“Nunca é para mim, eu sou o que menos precisa de tudo isso. Quem precisa dessa acessibilidade são os idosos, mulheres grávidas, mãe que tem filhos pequenos com algum tipo de lesão, é uma luta para todas essas pessoas”, diz Hugo.

Veja o vídeo:

 

Fonte: Razões para Acreditar

Categoria: Opinião
Comentários (1) e Compartilhar

Filha aceita gerar o próprio irmão para realizar o sonho da mãe

Publicado em 21/01/2019 às 09h41

“Eu vi o sofrimento dela. A cada consulta, ela saía mais frustrada. Vi ali a oportunidade de provar o meu amor.”

A Andreia Carrasco, 43 anos, é mãe de Jessica, 21 anos, sua primeira filha. Ela tentou engravidar novamente, mas não conseguiu por causa da falência ovariana precoce ou menopausa precoce, aos 33 anos.

Foi então que cogitou a fertilização in vitro com óvulos doados. Porém, seu ex-marido não entendia nem aceitava o procedimento. Depois de alguns anos, eles se separaram. Andreia casou-se pela segunda vez, com Rogério Marins, 46 anos, que tinha o sonho de ser pai.

Andreia procurou uma clínica de reprodução humana, fez tratamento com hormônios e outros medicamentos, mas não conseguiu engravidar, pois seus ovários, útero e endométrio continuavam atróficos. A família mora em Mauá, na região metropolitana de São Paulo.

O médico disse para Andreia que ela só poderia realizar o seu sonho e de Rogerio através de uma “barriga solidária” ou útero de substituição. Jessica acompanhou a mãe em todas as etapas do tratamento. Vendo o sofrimento de Andreia, Jessica topou na hora emprestar sua barriga para gerar o embrião.

Em novembro do ano passado, foram transferidos dois embriões para o seu útero (o sêmen é de Rogério e o óvulo de uma doadora anônima). A jovem fez o teste de gravidez alguns dias depois e deu positivo.

“Eu vi o sofrimento dela. A cada consulta, ela saía mais frustrada. Vi ali a oportunidade de provar o meu amor. Decidi gerar o bebê dela para realizar o nosso sonho, o meu de ter um irmão e o deles de ter um filho”, disse Jessica.

Perguntada sobre qual é sensação de ver a filha gerando o próprio irmão, Andreia respondeu: “É maravilhosa a sensação de saber que vou ter o meu tão sonhado filho, com a minha realizando esse sonho. Não tenho palavras para descrever o que sinto. Posso viver mil anos, e não conseguirei retribuir tamanho gesto. Estamos muito felizes!”.

“Ela é uma menina de ouro. Pra falar a verdade, eu já tinha me conformado em não poder ser pai. Me casei com a Andreia mesmo sabendo que ela não poderia ter filhos. Eu nunca vou conseguir retribuir tamanho gesto de amor que a Jessica [minha filha do coração] está fazendo por nós”, afirma Rogerio.

“Quero que as pessoas saibam da nossa história, porque sei que muitas mulheres estão passando por dificuldades para engravidar, e muitas desconhecem o procedimento de útero de substituição [barriga solidária]”, explica Andreia.

Jessica está grávida de 11 semanas e seu irmãozinho vai se chamar Rafael. A família aguarda ansiosa a chegada do pequeno. “O amor vence barreiras. Eu e Jessica temos uma relação muito forte. Ela é minha amiga e companheira de vida”, comemora Andreia.

Falta de informação e um pouco de empatia

 

A felicidade da família contrasta com o preconceito de pessoas que não sabem o que é a “barriga solidária”. O procedimento é usado por casais que não podem mais engravidar. A mulher apenas empresta seu útero temporariamente para gerar o embrião, como é o caso de Jessica. Ela não será a mãe de Rafael, mas sua irmã.

Publicamos a história no Instagram e muita gente comentou que não entendia nem aceitava a decisão de Jessica de gerar o próprio irmão. Disseram que Jessica é a mãe da criança, pois quando nasce uma criança, nasce uma mãe. Ela pensa diferente:

“Discordo completamente, afinal, se nascesse uma mãe com o parto, não haveria tantas crianças largadas à própria sorte nas ruas e nos orfanatos, vítimas de maus tratos ou abandono.”

Andreia entende que o preconceito é causado pela falta de informação e explica por que não quis adotar uma criança:

“Os comentários tóxicos são de pessoas que desconhecem o procedimento. Quanto à adoção, cogitamos, sim, a possibilidade de uma adoção, mas a burocracia é tão grande, que preferimos tentar ter o nosso próprio filho. A fila de espera para adotar uma criança é gigantesca. Eu já tenho 43 anos, não tenho mais tempo para ficar de 5 a 10 anos esperando.”

Barriga de Aluguel

Assim como proíbe a venda de órgãos, a Constituição Brasileira veta o “aluguel” de barrigas. O empréstimo pode ser feito apenas de forma solidária: a “barriga de aluguel” é ilegal no Brasil. Veja o que diz a resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM) sobre a “barriga solidária” (cessão temporária do útero).

Fonte: Razões para Acreditar

Categoria: Ciência, Opinião
Comentários (0) e Compartilhar

Pomada para furúnculo e outros truques caseiros para tratamento

Publicado em 21/01/2019 às 08h40

A pomada para furúnculo é o que a maioria das pessoas buscam quando tem o problema. Os furúnculos são inchaços, cheios de pus, que se formam sob a pele. Ao mesmo tempo são lesões dolorosas e crescem se enchendo de secreções até serem drenados. Surgem, a saber, ​​por penetração de bactérias que infectam e inflamam os folículos pilosos. A maioria dos furúnculos, decerto, é causada pela bactéria Staphylococcus aureus. É comum que surjam no rosto, pescoço, axilas e nádegas.

A Dra. Debra Rose Wilson [1], especialista em medicina holística da Walden University , alerta que caso a infecção se torne insustentável, é necessário buscar ajuda médica para drenagem. Ele fará, então, uma pequena incisão ao ferver e usar gaze estéril para absorver e remover pus adicionais. Contudo, muitos casos de furúnculos podem ser tratados no conforto da sua própria casa com remédios alternativos ou uma pomada para furúnculo.

POMADA PARA FURÚNCULO

Aplicar a pomada ou creme certos pode favorecer a secagem do furúnculo mais rápido, suavizando a dor e o desconforto. Uma boa razão para usa-las é que podem ser aplicadas em qualquer parte do corpo.

Elas podem ser utilizadas no tratamento de furúnculo inflamado em qualquer lugar do corpo. As pomadas antibiótica são sem dúvida as mais usadas e recomendadas pelos médicos. Isso porque, elas tem um poder de secar e eliminar as bactérias da ferida. Alguns exemplos de pomadas para furúnculo com poder antibiótico são:

  • Nebaciderme [bula] e Nebacetin [bula]. Contém dois antibióticos, a neomicina e a bacitracina zíncica, que juntos inibem o crescimento de vários tipos de bactérias. A neomicina determina um erro na leitura do código genético da bactéria, interferindo na síntese de suas proteínas. A bacitracina zíncica inibe a biossíntese da parede celular bacteriana. Sua ação inclui, principalmente, as bactérias que costumam causar infecções de pele e de mucosas.
  • Bactroban [bula]. Contém mupirocina, um agente antibacteriano tópico que mostra atividade contra os organismos responsáveis pela maior parte das infecções de pele, como por exemplo o Staphylococcus aureus. Assim, é indicado para o tratamento de infecções bacterianas de pele como: impetigo, foliculite e furunculose.

OUTRAS DICAS PARA TRATAMENTO

APLIQUE CALOR

Calor ajuda a aumentar a circulação em na área afetada. Isso, decerto, leva mais glóbulos brancos e anticorpos para a área para combater a infecção. Portanto, aplicar calor no furúnculo é um dos melhores remédios caseiros que você pode usar. Além disso, pode ajudar bastante no tratamento em conjunto com a pomada para furúnculo. Aplique uma compressa quente na área por 20 minutos. Repita por três ou quatro vezes por dia, todos os dias, até que o furúnculo desapareça.

AÇAFRÃO EM PÓ

O açafrão tem propriedades antibacterianas e anti-inflamatórias, os quais podem ajudar a curar os furúnculos rapidamente. O açafrão, a saber, já tem sido usado como um purificador de sangue natural por milênios na medicina oriental.

Para aproveitar suas propriedades, pode-se ingerir açafrão em pó ou usá-lo topicamente para tratar furúnculos. Mas, nada te impede de fazer os dois tratamentos! Para ingeri-lo, ferva uma colher de chá de açafrão em pó em água ou leite. Em seguida, depois de esfriar, beba três vezes ao dia. Para usá-lo topicamente, misture açafrão com água e / ou gengibre para fazer uma pasta e aplique-a sobre o furúnculo pelo menos duas vezes por dia. Este tratamento também pode ser feito em conjunto com a pomada para furúnculo com antibiótico.

ÓLEO DE RÍCINO (MAMONA)

O óleo de rícino contém um composto chamado ácido ricinoleico, que é um anti-inflamatório natural, mas, bastante potente. Isto, combinado com as suas propriedades antibacterianas poderosas, faz com que seja um excelente tratamento natural para furúnculos. Simplesmente aplique uma pequena quantidade de óleo de mamona diretamente no furúnculo pelo menos três vezes ao dia até que ele desapareça.

QUANDO IR AO MÉDICO

Às vezes, remédios caseiros não são suficientes para furúnculos teimosos. Mesmo você tendo em casa uma pomada para furúnculo com antibiótico, muitas é preciso ir ao médico. Então, marque uma consulta:

  • Se o furúnculo continua aumentando apesar do tratamento caseiro.
  • Se o furúnculo não desapareceu ou diminuiu após uma semana de tratamento em casa.
  • Se o furúnculo tem o tamanho de uma bola de pingue-pongue, ou mais.
  • Se pele ao redor dele está vermelha brilhante ou tem estrias vermelhas se estendendo a partir dele.
  • Se o furúnculo está extremamente doloroso, dando fisgadas de dor.
  • Se você tem tido furúnculos recorrentes ao longo de vários meses.
  • Se você também tem diabetes.
 OPINIÃO MÉDICA: DRA. DEBRA ROSE WILSON [1]

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 

Fonte: Diário de Biologia

Categoria: Ciência, Saúde
Comentários (0) e Compartilhar

left show tsN fwR fsN|left fwR tsN|left show fwR tsN|bnull|||login news c05|fsN fwR normalcase c05 tsN|c05|login news fwR normalcase c05|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||