Biologando

Cólica na gravidez é normal? O que pode ser?

Publicado em 08/11/2018 às 09h11

A cólica na gravidez não é incomum, mas pode ser assustador. A dor pode ser aguda e penetrante ou embotada e dolorida. Assim, pode ser difícil determinar se sua dor é séria ou leve. É importante saber o que é normal e quando ligar para o seu médico, informa a Dra. Debra Rose Wilson [1] , especialista em medicina holística da Walden University.

CAUSAS COMUNS DE CÓLICA NA GRAVIDEZ

GASES NA GRAVIDEZ

Gases podem causar dor abdominal excruciante. Pode ficar em uma área ou percorrer sua barriga, costas e peito. Segundo a Clínica Mayo, as mulheres experimentam mais gases durante a gravidez devido ao aumento da progesterona. Assim, a progesterona faz com que os músculos intestinais relaxem e se estendam o tempo que leva para “alimentar” os intestinos. A comida, então,  permanece no cólon por mais tempo, o que permite que mais gás se desenvolva. Dessa forma, à medida que sua gravidez avança, seu útero em expansão aumenta a pressão sobre os órgãos, o que pode retardar ainda mais a digestão e permitir que o gás se acumule, causando uma espécie de cólica na gravidez.

Tratamento: Se a dor abdominal é causada pelo gás, ela deve responder às mudanças no estilo de vida. Então, tente comer várias pequenas refeições ao longo do dia e beba muita água. O exercício, com toda a certeza, pode ajudar na digestão, então, identifique alimentos que desencadeiem gases e os evitem. Alimentos fritos e gordurosos, bem como feijão e repolho, são culpados comuns. Ao mesmo tempo, evite todas as bebidas gaseificadas. Muitas mulheres acreditam que a cólica na gravidez sejam gases, mas existem outras razões benignas para a ocorrência da dor.

DOR NO LIGAMENTO REDONDO

Existem dois grandes ligamentos redondos que correm do útero através da virilha. Esses ligamentos suportam o útero e, então, como o útero se estende para acomodar o seu bebê em crescimento, o mesmo acontece com os ligamentos. Isso pode causar dor aguda ou incômoda no abdômen, nos quadris ou dor na virilha, como se fosse uma cólica na gravidez. Mudar sua posição, espirrar ou tossir pode desencadear uma dor no ligamento. Isso geralmente ocorre na última metade da gravidez.

Tratamento: Para reduzir ou eliminar a dor do ligamento redondo, pratique levantar-se lentamente se estiver sentado ou deitado. Se você sentir um espirro ou tosse vindo, dobre e flexione seus quadris. Isso, de fato, pode ajudar a reduzir a pressão nos ligamentos. Alongamento diário, da mesma forma,  é um método eficaz para reduzir a dor do ligamento redondo.

PRISÃO DE VENTRE

A constipação ou prisão de ventre é uma queixa comum entre as mulheres grávidas. Hormônios flutuantes, dieta pobre em líquidos ou fibras, falta de exercícios, pílulas de ferro ou ansiedade podem levar à constipação. A constipação pode causar dor severa. É certamente marcado como uma cólica na gravidez ou dor aguda e pontiaguda.

Tratamento: Tente aumentar a quantidade de fibras na sua dieta. O aumento de fluidos também pode ajudar. As gestante, decerto, devem beber pelo menos 8 a 10 copos de água por dia. Converse com seu médico antes de tomar algum amaciante de fezes ou laxantes. Alguns amaciantes de fezes ou laxantes naturais não são recomendados durante a gravidez.

CONTRAÇÕES DE TREINAMENTO OU BRAXTON-HICKS

Essas contrações “práticas” ou “falsas” ocorrem quando os músculos uterinos se contraem por até dois minutos. As contrações não são de parto e são irregulares e imprevisíveis. Elas podem causar dor e pressão desconfortável, mas é uma parte normal da gravidez. As contrações de Braxton-Hicks geralmente ocorrem no terceiro trimestre da gravidez. Ao contrário das contrações do trabalho de parto, essas contrações não se tornam progressivamente mais dolorosas ou mais frequentes com o tempo.

SÍNDROME DE HELLP

De acordo com um estudo publicado na revista Science Direct [2], a síndrome HELLP é um acrônimo para suas três partes principais: hemólise, enzimas hepáticas elevadas e plaquetas baixas. É uma complicação com risco de vida da gravidez. Não está claro o que causa HELLP, mas algumas mulheres desenvolvem a condição depois de receber um diagnóstico de pré-eclâmpsia. Segundo a Fundação Pré-eclâmpsia, há mais de 150 mil novos casos por ano no Brasil. Mulheres sem pré-eclâmpsia também podem adquirir essa síndrome. HELLP é mais comum nas primeiras gravidezes.

Se você tiver cólica na gravidez acompanhada por qualquer um desses sintomas adicionais, consulte imediatamente um médico. Isso porque, as complicações perigosas ou até mesmo a morte podem acontecer se a HELLP não for tratada imediatamente. A dor do lado direito da barriga é um sintoma de HELLP. Outros sintomas incluem:

  • Dor de cabeça constante;
  • Fadiga e mal-estar;
  • Náusea e vômito;
  • Visão embaçada;
  • Pressão alta;
  • Edema (inchaço nos pés, principalmente);
  • Sangramento.

OUTRAS RAZÕES PARA PREOCUPAÇÃO

A cólica na gravidez também pode ser um sinal de outras condições mais graves. Dessa forma, estas condições requerem atenção médica imediata. Essas incluem:

  • Aborto espontâneo;
  • Gravidez ectópica;
  • Ruptura da placenta;
  • Pré-eclâmpsia.

Condições não diretamente relacionadas à gravidez podem, também, causar dor de barriga. Essas incluem:

  • Pedras nos rins;
  • Infecções do trato urinário;
  • Cálculos biliares;
  • Pancreatite;
  • Apendicite;
  • Obstrução intestinal;
  • Alergias alimentares ou sensibilidades;
  • Doença ulcerosa péptica;
  • E, por fim, vírus estomacal.

QUANDO IR AO MÉDICO?

Vá ao médico, imediatamente, se a sua dor for acompanhada por qualquer um dos seguintes sintomas:

  • Febre ou calafrios;
  • Sangramento vaginal ou manchas;
  • Corrimento vaginal;
  • Contrações repetitivas;
  • Náusea ou vômito;
  • Tontura e enjoo;
  • E, por fim, dor ao urinar ou ardor.

Ao considerar se a dor abdominal é gás ou algo mais grave, mantenha todas essas informações em mente. Embora às vezes grave a dor de gases geralmente se resolve dentro de um curto período de tempo. Muitas vezes, aliás, é aliviada quando você arrota ou “solta” o gás. Você pode conectar um episódio a algo que comeu ou a um período de estresse. Com toda a certeza, os gases intestinais não são acompanhado por febre, vômito, sangramento ou outros sintomas graves. Da mesma forma, as dores de gases não ficam mais longas, mais fortes e mais próximas ao longo do tempo. Isso é, certamente, o trabalho de parto precoce. Sempre que tiver dúvidas, ligue para o seu médico ou entre e procure o hospital mais próximo.

Opinião médica: Dra. Debra Rose Wilson [1]

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 

Categoria: Opinião, Saúde
Comentários (0) e Compartilhar

Ministério da Saúde chama atenção para a Semana Nacional de Prevenção do Câncer Bucal

Publicado em 05/11/2018 às 16h45

Hábitos simples e saudáveis como boa higiene, não beber e não fumar podem ajudar a reduzir incidência da doença. O SUS oferece prevenção e tratamento do câncer de boca em todo o país

De 5 a 9 de novembro acontece a Semana Nacional de Prevenção do Câncer Bucal no país. O período, previsto na Lei nº 13.230/2015, é realizado sempre na primeira semana de novembro. O  objetivo da data é estimular junto aos gestores e à população, ações preventivas, campanhas educativas, debater políticas públicas, apoiar atividades organizadas e desenvolvidas pela sociedade civil, entre outros. Durante toda esta semana, o Ministério da Saúde irá realizar ações de comunicação, nas redes sociais, tv e rádio, para informar o que é a doença, como preveni-la, e orientar sobre onde e quais os serviços de saúde bucal estão disponíveis à população no Sistema Único de Saúde (SUS). A pasta também criou página exclusiva sobre a doença em seu portal.

O câncer de boca está mais presente entre os homens e 70% dos casos são diagnosticados em indivíduos com idade superior a 50 anos. Afeta os lábios e o interior da cavidade oral. Dentro da boca devem ser observados gengivas, bochechas, céu da boca, língua (principalmente as bordas), além da região embaixo da língua. O câncer do lábio é mais comum em pessoas brancas e ocorre mais frequentemente no lábio inferior. A estimativa de novos casos de câncer de boca para 2018, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), é de 14,7 mil, sendo 11,2 mil homens e 3,5 mil mulheres.

Atitudes simples como abstenção de fumo e bebidas alcoólicas, dieta rica em alimentos saudáveis e boa higiene oral diminuem as chances de desenvolver a maioria das doenças malignas, inclusive os tumores na boca, que são os mais comuns tipos de câncer de cabeça e pescoço no Brasil. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que a prevenção pode ajudar a reduzir a incidência de câncer em até 25% até 2025.

ATENDIMENTO NO SUS

No Sistema Único de Saúde (SUS), por meio da Política Nacional de Saúde Bucal, são desenvolvidas ações de promoção, prevenção e recuperação da saúde bucal da população brasileira. Hoje, o Brasil é referência mundial na oferta de saúde bucal pública. Nos últimos 12 anos, foram criados  mecanismos de ampliação desse acesso de forma universal e integral, por meio de ações coletivas e individuais, inserindo-se simultaneamente na atenção básica, especializada e hospitalar. 

A coordenadora de Saúde Bucal do Ministério da Saúde, Lívia Maria Almeida de Souza, ressalta que o país tem muito a comemorar com os resultados obtidos com a Política Nacional de Saúde Bucal, que neste ano completou 14 anos de existência. “Conseguimos implantar o programa na atenção básica, secundária e terciária. O indivíduo que necessitar de tratamento odontológico poderá ser atendido nesses três níveis de atenção. Na atenção especializada, ele pode ser atendido em um Centro Especializado Odontológico (CEO) para tratamento de canal, por exemplo. Temos 1.121 CEO que atende cinco especialidades mínimas obrigatórias. Caso esse paciente necessite, poderá ser atendido nos hospitais públicos que oferecem a rede de cuidado para as pessoas com deficiência. Desta forma, temos um quantitativo que abrange toda a população brasileira em termos de atendimento odontológico”, disse Lívia.

A PREVENÇÃO AO CÂNCER DE BOCA COMEÇA PELO DENTISTA

O atendimento bucal, no SUS, começa na Atenção Básica e é realizado pelas equipes de Saúde Bucal, que integram as equipes da estratégia Saúde da Família. O primeiro passo a ser dado por quem precisa de atendimento bucal é buscar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima da sua residência. O SUS conta ainda com 302 Unidades Odontológicas Móveis, sendo que destas, 33 são Unidades Odontológicas Móveis (UOM) nos Distritos Sanitários Indígenas (DSEI) e 7 são Unidades Odontológicas Móveis (UOM) em Consultórios na Rua (CnaR). Esses serviços permitem ampliar o acesso de saúde bucal a populações específicas e vulneráveis.

A partir da avaliação inicial do dentista, o paciente pode ser encaminhado à atenção especializada, nos CEO. Essas unidades especializadas realizam serviços de diagnóstico bucal, com ênfase no diagnóstico e detecção do câncer de boca; periodontia especializada; cirurgia oral menor dos tecidos moles e duros; endodontia; e atendimento a portadores de necessidades especiais. Hoje são 1.121 CEO em todo o país.

As equipes de Saúde Bucal podem ser compostas por: cirurgião-dentista; técnico ou auxiliar em saúde bucal ou pelo cirurgião-dentista; e técnico em saúde bucal + auxiliar ou técnico em saúde bucal. Toda equipe é responsável por um território que, em geral, concentra de 3 mil a 4 mil pessoas. As equipes, que atuam na Atenção Básica, são responsáveis por realizar minimamente, ações de promoção, prevenção, diagnóstico, tratamento, reabilitação e  manutenção da saúde, buscando resolver pelo menos 80% das demandas apresentadas pelos cidadãos.

Há ainda, no âmbito do SUS, 1.921 Laboratórios Regionais de Próteses Dentárias (LRPD), que realizam o serviço de prótese dentária total, prótese dentária parcial removível e/ou prótese coronária/intrarradiculares e fixas/adesivas.

Atualmente são  26.655 Equipes de Saúde Bucal presentes em 5.043 municípios brasileiros. Desta forma, cerca de 90,53% dos municípios do país têm, ao menos, uma das principais linhas de ação da Política Nacional de Saúde Bucal.

Em 2017 foram realizados pelo SUS 626.910 procedimentos de próteses dentárias. Entre janeiro a maio de 2018 já foram 243.937. Já as atividades de diagnóstico bucal, periodontia especializada, cirurgia e endodontia ofertadas nos CEO somaram 836.964 procedimentos. Nos estabelecimentos especializados que atendem a pessoas com deficiência foram registrados 734.800 procedimentos.

OUTRAS AÇÕES

Também por meio da saúde bucal do SUS, atualmente, 111,7 milhões de pessoas, que moram em 5.060 municípios, dispõem de fluoretação regular da água para consumo humano.

O Ministério da Saúde conta ainda com articulação intersetorial envolvendo o Ministério da Educação (MEC). O Programa Saúde na Escola estabelece ações voltadas às crianças, adolescentes, jovens e adultos da educação pública brasileira. Entre as ações, estão medidas como incentivo à aplicação do flúor, escovação supervisionada e rodas de conversas com alunos, pais, responsáveis e professores. Atualmente, 18,3 milhões de estudantes de 78.934 escolas participantes são beneficiados pela iniciativa.

Por Zinda Perrú, da Agência Saúde

Categoria: Ciência, Saúde
Comentários (0) e Compartilhar

Sintomas de pressão alta

Publicado em 05/11/2018 às 09h21

Os sintomas de pressão alta como tontura, visão embaçada, dor de cabeça e dor na nuca geralmente surgem quando a pressão está muito alta, mas a pessoa também pode apresentar pressão alta sem apresentar nenhum sintoma. 

Por isso, se desconfiar que a pressão está alta, o que se deve fazer é medir a pressão em casa ou na farmácia. Para medir a pressão corretamente é importante urinar e descansar por cerca de 5 minutos antes de fazer a medição. 

Principais sintomas

Os sintomas que podem indicar que a pressão está muito alta podem ser:

  1. Enjoo;
  2. Dor de cabeça;
  3. Dor na nuca;
  4. Sonolência;
  5. Zumbido no ouvido;
  6. Pequenos pontos de sangue nos olhos;
  7. Visão dupla ou embaçada;
  8. Dificuldade para respirar;
  9. Palpitações cardíacas.

Estes sintomas geralmente surgem quando a pressão está muito alta e, neste caso, o que se deve fazer é ir ao pronto-socorro imediatamente ou tomar o remédio receitado pelo cardiologista, imediatamente. Apesar da pressão alta ser uma doença silenciosa, ela pode provocar problemas de saúde graves, como insuficiência cardíaca, AVC ou perda de visão e, por isso, é indicado verificar a pressão arterial pelo menos 1 vez por ano. 

O que fazer numa crise de pressão alta

Quando a pressão sobe repentinamente, e surgem sintomas como dor de cabeça especialmente na nuca, sonolência, dificuldade para respirar e visão dupla é importante tomar os remédios receitados pelo médico e repousar, tentando relaxar. Porém, caso a pressão alta se mantenha superior a 140/90 mmHg após uma hora, é indicado ir ao hospital para tomar anti-hipertensivos na veia.

Caso a pressão alta não resulte em sintomas, pode-se tomar um copo de suco de laranja feito na hora e tentar relaxar. Após 1 hora da ingestão do suco, deve-se medir a pressão novamente e, caso ainda esteja elevada, é recomendado ir ao hospital para que seja indicada a melhor forma de diminuir a pressão. 

Sintomas de pressão alta na gravidez

Os sintomas de pressão alta na gravidez, também chamada de pré-eclâmpsia, podem incluir fortes dores abdominais e pernas e pés muito inchados, principalmente no final da gestação. Neste caso, deve-se consultar o obstetra o mais rápido possível para iniciar o tratamento adequado e prevenir complicações graves, como eclâmpsia, que pode prejudicar o bebê. 

Fonte: Tua Saúde

Categoria: Opinião, Saúde
Comentários (0) e Compartilhar

Sintomas de anemia: Como saber se tenho anemia sem fazer exame de sangue?

Publicado em 05/11/2018 às 08h48

Os sintomas de anemia passam, na maioria das vezes, despercebidos. A anemia pode ser definida como um sintoma de algum problema que reduziu as hemácias do sangue. A melhor forma de saber se estamos anêmicos é fazendo um exame de sangue, como o hemograma, por exemplo. Mas, há sinais no seu corpo que indicam anemia. Por isso, muitas pessoas perguntam: Como saber se tenho anemia sem fazer o exame de sangue? Leia: Como interpretar um Hemograma Completo.

De acordo com a Dra. Mary Jane Browm, existem diversos tipos de anemia. Contudo, a mais comum, é conhecida como anemia ferropriva, ou seja, anemia causada por falta de ferro no organismo. O ferro, é na verdade um grande aliado da hemácia no transporte de oxigênio no sangue. Assim, quando falta ferro, falta a oxigenação adequada no organismo. Quanto menos hemácias e quanto menos ferro, mais o corpo sentirá os sintomas listados abaixo.

ANALISE OS SINTOMAS DE ANEMIA

SENTE CANSAÇO E FALTA DE ENERGIA O TEMPO TODO?

Um estudo publicado no New England Journal of Medicine [2], apesar de este ser um sintoma bastante comum para doenças como a diabetes, este é também um dos sinais de anemia.  Isso acontece porque quando as hemácias do sangue diminuem, o transporte de oxigênio fica comprometido. O resultado é que nossos órgãos e tecidos não recebem oxigenação. Como o oxigênio é um combustível essencial para as células funcionarem, sem ele, o corpo estará sempre cansado e fraco. Além disso, a pessoa terá tonturas, falta de ânimo, dificuldade de concentração, sono em excesso e dor de cabeça constante. Normalmente os jovens e pessoas saudáveis quando estão anêmicas, só sentem cansaço quando fazem esforços. Já uma pessoa debilitada por sintomas de anemia crônica ou idosos os sintomas serão mais acentuados.

VOCÊ SENTE FALTA DE AR?

Quando uma pessoa está muito anêmica, a falta de oxigênio nas células de todo o corpo, leva a uma espécie de cansaço cardíaco e pulmonar. Afinal, o coração e o pulmão estão lutando para oxigenar o corpo em vão. O estudo publicado no periódico Lancet [3], diz que como a quantidade de oxigênio que chega às células não é adequada, o organismo responde com aumento da frequência respiratória, na esperança de aumentar a oxigenação do sangue. Assim, é comum que uma pessoa anêmica sinta falta de ar e apresente uma respiração ofegante, um dos sintomas de amenia mais marcantes.

SE CORAÇÃO VIVE ACELERADO?

Episódios de taquicardia podem acontecer com pessoas anêmicas. De fato, com o aumento da frequência respiratória, ocorre ao, mesmo tempo um aumento da atividade do coração. O coração acelera na tentativa de aumentar a quantidade de sangue e oxigênio em todo corpo. É fácil entender, pois, se o sangue está pobre em oxigênio, o coração precisa trabalhar dobrado para que chegue mais sangue para as células.

VOCÊ SEMPRE SENTE CÂIMBRAS?

A falta de oxigenação dos músculos, associado à redução considerável da circulação sanguínea, leva a distúrbios no funcionamento normal da musculatura, podendo surgir contrações involuntárias.

SUA PELE E CONJUNTIVA ESTÃO PÁLIDAS?

Para suprir a oxigenação e a quantidade de hemácias circulando, essas células se concentram em tecidos mais vitais para manter esses órgãos funcionando adequadamente. Como a pele é um tecido que precisa de pouco sangue, assim, quando o organismo está anêmico, ela recebe menos quantidades. O resultado disso é que quando as pessoas estão com anemia, a pele fica pálida e sem cor. Além disso, basta examinar a conjuntiva, aquela pele que fica embaixo dos olhos. Quando uma pessoa é saudável, a conjuntiva tem uma cor forte bem rosada ou até vermelha. Com anemia, essa parte do olho fica praticamente branca.

DOR NO PEITO, VOCÊ SENTE?

As pessoas que sofrem de problemas cardíacos sofrerão muito mais com os sintomas de anemia. Isso porque, a redução da oxigenação dos tecidos e a aceleração dos batimentos cardíacos irão exigir de um coração doente. Um órgão debilitado terá dificuldade de aumentar o seu funcionamento. Uma pessoa com problemas no coração deve estar sempre fazendo exame de sangue para saber se está anêmico. Baixo valor das hemácias por ser fatal para um doente cardíaco. Assim, pode, de fato, desencadear sintomas de infarto.

Fonte: Diário de Biologia

Categoria: Ciência, Saúde
Comentários (0) e Compartilhar

Idosa alimenta gatos desabrigados em parque e provoca corrente do bem

Publicado em 03/11/2018 às 10h24

Uma senhora de um Centro de Idosos, que sai todos os dias e alimenta gatinhos desabrigados, provocou com sua ação solidária uma corrente do bem pelo Facebook. Há 10 anos ela faz a boa ação em San Jose, na Califórnia, EUA. Na semana passada, depois que a história da idosa foi descoberta e contada na rede social, várias pessoas decidiram colaborar porque Dona Evan compra ração com o próprio dinheiro.

Quem descobriu dona Evan foi Rita Rama. Ela conta que todo sábado a família vê a senhora alimentando os gatinhos, em um parque em San Jose. Aí Rita conversou com a idosa e pediu autorização para contar a história dela no Facebook. “Ela caminha até o parque com seu andador com bolsas e garrafas. Ela para seu andador e coloca alguns pratos de papel e despeja um pouco de comida e água para os gatos”, conta.

E aí “uma comunidade de gatos desabrigados vem de todos os cantos e começa a comer”. Rita conta que a idosa observa, acaricia os animais e depois volta para casa, o centro de convivência. “Hoje, minha filha [e eu} observamos de longe. Finalmente tivemos a chance de conhecer essa mulher gentil”.

Descoberta

Dona Evan vive há 10 anos no Centro de Idosos e alimenta os gatos abandonados todos os dias, faça chuva ou faça sol. “Eu faço isso por 10 anos. Fui criada para cumprir compromissos, inclusive com nossos animais de estimação”, diz.

Atualmente, existem 14 gatos sob seus cuidados e ela está preocupada com eles, porque alguns não são castrados e ela se esforça para encontrar um lar pra eles. Rama perguntou a Evan se ela poderia compartilhar isso e talvez ajudá-la a encontrar casas para esses 14 gatos. Deu certo.

Corrente do bem

Depois que a história foi postada, uma assistente veterinária de San Jose respondeu ao post e se ofereceu para ajudar. “Eu moro em San Jose e atualmente estou trabalhando em um hospital de animais. Se alguém puder me colocar em contato com ela, conheço algumas pessoas, inclusive eu mesma, amaria ajudá-la!”, escreveu Anya Micha Escamilla.

Depois disso, muitas pessoas de fora do estado se ofereceram para ajudar a cobrir os gastos com alimentação e outros custos. “Eu adoraria doar comida para ela, para que ela não tenha que gastar seu próprio dinheiro. Alguma idéia de como eu posso conseguir isso com ela?” escreveu TLyn Schaf. “Precisamos ajudá-la a financiar sua missão pequena, mas sincera !!! Eu estou disposto a doar uma castração para um dos 14 … E você?” escreveu Marti Tony.

“Como podemos patrocinar a castração de um desses gatos? Gostaríamos de patrocinar o mais rápido possível! Eu gostaria de pagar ao veterinário ou à clínica diretamente”, escreveu Kathrine Mejia.

Com informações do SunnySkyz

Fonte: Só Notícia Boa

Categoria: Animais, Opinião
Comentários (0) e Compartilhar

Novembro Azul 2018: mensagens sobre câncer de próstata que salvam vidas

Publicado em 01/11/2018 às 09h40

O câncer de próstata só perde para o de pele no número de casos entre homens 

Até o fim de 2018, 68 220 homens devem ser diagnosticados com câncer de próstata. E tanto para prevenir novos casos desse tumor como para fazer um diagnóstico precoce e garantir um tratamento de qualidade que existe o Novembro Azul. Em homenagem a esse mês, SAÚDE compilou textos, notícias e mensagens que visam conscientizar os homens e seus familiares a lidarem bem com essa doença.

PSA

PSA é a sigla para Prostate-Specific Antigens, ou antígenos específicos da próstata em português. O que são esses tais antígenos? Tratam-se de moléculas produzidas por essa glândula, inclusive quando ela está saudável. O que muda, na verdade, é a quantidade de PSA em circulação quando algum homem apresenta um câncer de próstata, por exemplo. Daí veio a ideia dos especialistas: fazer um exame para medir a concentração dessa partícula no sangue para verificar a presença dessa e de outras doenças.

Para que serve o exame de PSA

Para detectar precocemente casos de câncer de próstata e outras condições, como a hiperplasia prostática benigna e a prostatite. O PSA é solicitado no início das investigações médicas. Outros exames complementam o diagnóstico, como o toque retal.

Aliás, o toque retal – ainda cercado de preconceitos bobos – não seria indicado para o rastreamento inicial do câncer de próstata, mas é frequentemente pedido por ser rápido e barato. Converse com um profissional para avaliar o seu caso especificamente.

Como o teste é feito

Uma amostra de sangue é colhida e enviada ao laboratório para análise. No geral, os médicos pedem a medição do PSA total, mas podem também requisitar a quantidade de PSA livre – ou seja, a quantidade que não está ligada à nenhuma proteína, se houver alterações nos resultados.

Recentemente, chegou ao Brasil o Prostate Health Index (PHI), ou Índice de Saúde da Próstata. Ele usa uma terceira fração do PSA para fazer um diagnóstico mais certeiro e reduzir a necessidade de biópsias.

Os resultados

O PSA total é considerado normal quando está em até 2,5 ng/ml. Se varia entre 2 e 10ng/ml, o médico pode pedir o PSA fracionado para avaliar melhor o quadro.

Mas atenção: a taxa de PSA no corpo aumenta naturalmente com a idade. Fora que alguns casos de câncer sequer apresentam alterações significativas nos níveis da molécula. Em outras palavras, a interpretação do resultado deve ser individualizada.

Categoria: Ciência, Saúde
Comentários (1) e Compartilhar

Novo medicamento elimina sintomas da doença celíaca

Publicado em 29/10/2018 às 10h02

Cientistas da Universidade de Viena, na Áustria, desenvolveram um medicamento capaz de aliviar ou mesmo eliminar completamente os sintomas da doença celíaca, uma hipersensibilidade que as pessoas tem ao glúten, proteína encontrada em cereais como trigo, cevada e centeio.

Os medicamentos encontrados até hoje podem interferir no sistema imunológico e provocar efeitos colaterais.

Por isso, em vez de desenvolver uma droga que interfira com o sistema imunológico, a equipe do professor Oliver Spadiut criou um remédio simples que ataca diretamente as moléculas do glúten para torná-las inofensivas ao organismo das pessoas sensíveis à substância.

Isso torna o processo de aprovação muito mais simples, o que significa que o produto deve estar disponível nas farmácias em dois ou três anos.

“Nossos corpos produzem anticorpos que se encaixam precisamente nos antígenos invasores, assim como uma chave em uma fechadura. Essa resposta imune torna esses antígenos inofensivos,” explica Spadiut.

“Se um novo fragmento de anticorpo é encontrado e produzido que se liga à molécula de glúten invasora e a bloqueia sem ativar o sistema imunológico, os sintomas da doença celíaca podem ser suprimidos.”

Como

Para fazer isso, a equipe reprogramou geneticamente algumas bactérias para que elas produzam exatamente o fragmento de anticorpo desejado.

“Isso demorou um bocado de tempo, mas agora desenvolvemos um processo que pode ser facilmente reproduzido, pode ser ampliado para aplicação industrial e oferece um rendimento muito bom do produto desejado,” disse o pesquisador.

O projeto foi financiado pela SCIOTEC Diagnostic Technologies GmbH, que deverá colocar o novo produto médico no mercado.

Com informações do Diário da Saúde

Fonte: Só Notícia Boa

 

Categoria: Ciência, Saúde
Comentários (0) e Compartilhar

Pais evangélicos descobrem que filha é lésbica e sua reação emociona

Publicado em 24/10/2018 às 10h38

A reação com que todo LGBT sonha quando decide revelar sua orientação sexual para os pais.

A mineira *Fernanda tomou a difícil decisão de contar para seus pais que é lésbica e que namora há quase um ano.

Os pais de Fernanda foram criados na roça, são pessoas humildes e evangélicos. Então, ela temia que eles não aceitassem sua orientação sexual. Ao Razões para Acreditar, Fernanda contou que sempre gostou de meninas, porém, para não desapontar os pais e seguir à risca os ensinamentos da igreja, namorou meninos por longos períodos.

Ela começou a se relacionar com mulheres quando saiu de casa para estudar. “Tive mais liberdade, vontade de viver minha vida e me relacionar com meninas. Vi que realmente foi o que sempre quis. Me envolvi com pessoas que me fizeram mal, porém não tinha para onde correr, pois meus pais, que são meu refúgio, não poderiam saber”, lembra Fernanda.

Mas chegou o dia em que Fernanda não aguentava mais esconder dos pais que é lésbica. A conversa que ela adiou por muitos anos finalmente aconteceu. Para sua surpresa, ao invés de rejeitada, como pensou que seria por muitos anos, Fernanda talvez nunca se sentiu tão amada pelos pais. Eles disseram o quanto amam a filha e pediram para que ela nunca permita que alguém a humilhe por causa da sua orientação sexual “porque essa sociedade é uma hipocrisia só”.

“Eles agiram como cristãos de verdade. Fizeram o que Jesus faria, me amaram incondicionalmente, deram total apoio, não me humilharam. Meus pais mostraram o verdadeiro sentido da palavra amor, e estou radiante de felicidade.”

Fernanda adoraria que a reação dos seus pais não virasse notícia, que fosse algo comum, mas ela sabe que não é. Ela conta que tem amigas e amigos LGBT que não são aceitos por pais que vivem dentro da igreja e com a Bíblia na mão. “Só tem uma coisa a dizer para aqueles que passam por isso: ‘Sintam-se abraçados, sintam-se amados e não percam a fé’.”

Veja os prints da conversa de Fernanda com seus pais:

 

Fonte: Razões para Acreditar

Categoria: Opinião
Comentários (1) e Compartilhar

Nenhum amigo aparece na festa de menino, mas um apelo da mãe…

Publicado em 24/10/2018 às 10h14

Um menino convidou 32 pessoas para a festa de aniversário, mas nenhum amigo apareceu. Nenhum!

Teddy reservou um restaurante para os colegas e seus pais, no Arizona, EUA. A festa teria pizza, bebidas, sacolas com doces e outras surpresas.

Quando a mãe viu a carinha de decepção do filho, ela tirou uma foto e compartilhou com um amigo jornalista. Ele jogou a imagem nas redes sociais e algo incrível aconteceu.

Centenas de pessoas receberam o post e enviaram presentes para Teddy. E o menino sem amigos também recebeu convites inesperados. As equipes de basquete e futebol da cidade convidaram Teddy para ir aos seus jogos gratuitamente. Ele poderá assistir a partidas como Phoenix Suns X Los Angeles Lakers de LeBron James.

Por que?

A mãe de Teddy não entendeu o motivo de os amiguinhos não compareceram. Ela disse que planejou a festa várias semanas antes para ter certeza de que o pai da criança, que trabalha em outra cidade, pudesse ir. Mesmo assim as crianças, avisadas também com antecedência, não foram.

Restou a Teddy o carinho de pessoas estranhas, sem qualquer interesse, que o ajudaram a superar a frustração. Como se vê, mesmo em situações constrangedoras é possível dar a volta por cima. Agora famoso, Teddy saberá bem quem são seus amigos de verdade.

Fonte: Só Notícia Boa

Categoria: Opinião
Comentários (0) e Compartilhar

Paixão por time incentiva jovem Down a aprender a ler

Publicado em 18/10/2018 às 16h08

Um menino com Síndrome de Down usa o time do Palmeiras para aprender a ler e escrever. Graças ao verdão, Luan, de 14 anos, tem melhorado o aprendizado em sala de aula e vem surpreendendo professores e até a vice-diretora da escola. O menino, de 14 anos que mora e estuda em Urupês, na região de São José do Rio Preto, estuda com alunos que não possuem nenhuma deficiência.

Como

Ele sabe a escalação do time de Felipão, tem o nome de Fernando Prass na ponta da língua e o escudo do Verdão em cada folha de aprendizado na escola, pra incentivá-lo. O menino surpreendeu colegas e professores: “Ele tinha feito a escalação do time e ele começou a ler. Até então, ele escrevia, mas não queria ler para a gente. Então a gente achava que ele não conseguia ler ou alguma coisa assim”, diz a vice-diretora da escola, Maria Rita Simioni.

Então a escola passou a usar o Palmeiras na sala de aula. Os nomes dos jogadores são usados para ensinar na separação de sílabas, por exemplo. “A gente começou a perceber os dias da semana também. Então se tem jogo na quarta, ele vinha na terça e falava: ‘amanhã tem jogo’. São ganchos que os professores aproveitam na aula pra tá usando com o Luan”, diz a vice-diretora.

Paixão

De onde vem a paixão pelo time?

“A primeira camisa que eu dei para ele, aí… Como eu sou palmeirense, não tão fanático, mas ele virou palmeirense fanático”,  conta o pai. Luan é só mais uma prova de que o esporte tem diversas maneiras para estimular a inclusão e o aprendizado.

“Felipão, eu te amo”, diz o garoto.

Fonte: Só Boa Notícia

 

Categoria: Opinião
Comentários (0) e Compartilhar

left show tsN fwR fsN|left fwR tsN|left show fwR tsN|bnull|||login news c05|fsN fwR normalcase c05 tsN|c05|login news fwR normalcase c05|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||