Biologando

Após 31 anos, pai biológico conhece filha e faz festa

Publicado em 04/09/2018 às 14h19

Uma emoção difícil de descrever com palavras

Impossível mensurar a emoção de um pai que conheceu sua filha biológica depois de tanto tempo. Greg Hicksnão se aguentava de tanta emoção quando abraçou Michelle Cehn, que ele não sabia que existia até um mês atrás.

Hicks fez uma festa quando descobriu que era pai de Michelle, que nasceu em 1986, mas foi adotada pelo casal Johan e Joel Cehn. As informações são do SóNotíciaBoa.

Apesar dos pais adotivos terem criado Michelle com muito amor, ela cresceu perguntando sobre seus pais biológicos.

“Crescendo, eu fiquei tão curiosa. Tinha um fascínio de um dia encontrar minha mãe biológica e não achei que seria possível encontrar meu pai biológico”, disse Cehn ao SWNS.

Michelle conheceu sua mãe biológica em 2009, com a ajuda da mãe adotiva. Foi quando descobriu as razões que fizeram Diane doar a filha para a adoção. Diane tinha apenas 23 anos e achou melhor doar a recém-nascida para uma família mais estruturada, pois não tinha condições para criá-la sozinha.

Isso porque Diane não sabia quem era o pai biológico da bebê. Então, as duas mães se uniram para ajudar Michelle a realizar mais esse sonho.

Após fazer testes de DNA em vários locais de testes genéticos, em abril, um parente de Michelle apareceu e disse o nome do pai biológico: Hicks.

Michelle usou o Facebook para rastrear o pai e mandar uma mensagem para ele – deu certo! Em seguida, um teste de paternidade confirmou que ela era filha de Hicks.

“Foi tipo, ‘Uau, isso é real’. Oh meu Deus bondoso. O que alguém faz?”, lembra Hicks.

Ele fez uma festa quando encontrou a filha pela primeira vez. Hicks correu até Michelle e eles se abraçaram fortemente.

“Ele estava tão animado que pulou em cima de um bloco de concreto e eu imediatamente pensei que era algo que eu teria feito”, disse Michelle. “Ele me deu em um grande abraço de urso e foi tão, tão legal”.

Michelle também descobriu que agora tem um irmão por parte de pai – ela cresceu como filha única.

“Foi muito legal descobrir que eu também tinha um irmão. Eu desejei irmãos durante toda a minha vida”, comemora Michelle.

Assista ao vídeo:

 

Categoria: Opinião
Comentários (1) e Compartilhar

Incêndio no Museu Nacional: presente dos governantes aos Biólogos pela passagem do seu dia

Publicado em 04/09/2018 às 08h19

Na data de ontem, 3 de setembro, se “comemorou” o Dia do Biólogo, que, na verdade não teve nenhum motivo a ser celebrado.

Durante a noite do último domingo, obras, documentos e inúmeras peças de valor arqueológico, antropológico, botânico, zoológico e cultural foram consumidas pelas chamas com o incêndio do Museu Nacional, no Rio de Janeiro. A ciência brasileira está de luto pela perda incalculável, pouco depois de o museu comemorar seus 200 anos.

Muitas foram as tentativas dos funcionários e coordenadores do Museu para se tentar evitar este desastre. Uma luta em vão, dado o descaso com que as autoridades tratavam do assunto. No último relatório enviado ao Ministério da Cultura, os profissionais foram enfáticos ao afirmar dos riscos de acontecer esta tragédia. E o que foi feito?

Absolutamente NADA.

Pelo contrário. Em todo o período que antecedeu o acontecimento o Museu Nacional sofreu seguidos cortes no orçamento. Para se ter uma ideia, desde 2014 o museu não vinha recebendo a verba de R$ 520 mil anuais necessários à sua manutenção, apresentando sinais visíveis de má conservação, como paredes descascadas e fios elétricos expostos. 

O patrimônio consumido pelas chamas representa, literalmente, a vida de centenas de profissionais que dedicaram a construção de suas carreiras em projetos de pesquisas, muitas vezes realizadas com recursos próprios.

O pior é ter que ouvir agora os discursos dos governantes se comprometendo em não poupar esforços para a “reconstrução” do Museu. O assunto é o mais falado nos palanques pré-eleição por todo o pais.

Pura demagogia, já que bem sabemos que grande parte do que foi perdido jamais poderá ser reconstruído.

 

Categoria: Opinião
Comentários (1) e Compartilhar

Saiba quais são os Sintomas de problemas no fígado

Publicado em 31/08/2018 às 16h35

Os primeiros sinais e sintomas de problemas no fígado são a dor abdominal do lado direito e a barriga inchada. Além desses, também podem ocorrer os sinais de cor amarelada na pele e nos olhos e urina escura, de cor amarelo forte.

Algumas das causas comuns de problemas no fígado são o excesso de gordura neste órgão, que ocorre principalmente em pessoas com excesso de peso ou que não praticam atividade física, o excesso de álcool, o uso abusivo de medicamentos e doenças como hepatite, cirrose, ascite, esquistossomose e hipertensão portal

Porém, se o que sente não melhora ou é recorrente, consulte um hepatologista para entender o motivo do seu mal-estar. 

Diante da presença destes sintomas, é importante procurar o médico para investigar a causa do problema e iniciar o tratamento adequado.

Exames de diagnóstico

Para diagnosticar problemas no fígado, deve-se fazer um exame de sangue chamado hepatograma, que avalia as funções deste órgão a partir dos níveis de:

  • AST e ALT;
  • GGT, também chama de Gama GT;
  • Fosfatase alcalina;
  • Bilirrubina direta, indireta e total;
  • Albumina;
  • INR e TAP ou TP;
  • 5′ nucleotidase (5’NTD);
  • LDH.

Além dos exames de sangue, o médico também pode pedir exames complementares como ultrassonografia e tomografia computadorizada.

Tratamento

O tratamento a ser feito depende das causas da doença, mas os casos mais leves são tratados apenas com alterações na dieta. No entanto, nas situações de maior gravidade, também podem ser necessários tomar remédios para diminuir a inflamação, o colesterol, a glicemia e outros fatores que afetam o fígado.

Além disso, deve-se conversar com o médico e pedir autorização para complementar o tratamento com remédios caseiros que ajudam a limpar este órgão, como os feitos com boldo, alface ou alfazema. 

Alimentação para tratar o fígado

Em caso de problemas no fígado, recomenda-se beber pelo menos 1,5 L de água por dia e consumir alimentos de fácil digestão e com pouca gordura, como peixes, carnes brancas, frutas, legumes, sucos naturais, queijos brancos e leite e derivados desnatados.

Além disso, deve-se preferir preparações cozidas, assadas ou grelhadas, evitando frituras, refrigerantes, biscoitos recheados, manteiga, carnes vermelhadas, salsicha, linguiça, bacon, chocolate e doces em geral, sendo também importante evitar o consumo de qualquer tipo de bebidas alcoólicas. 

O gastroenterologista é o médico especialista mais indicado para o tratamento das doenças do fígado, e ele deve ser consultado se os sintomas persistirem, mesmo após as alterações na dieta.

Fonte: Tua Saúde

Categoria: Saúde
Comentários (0) e Compartilhar

C&T: Fundação premia trabalhos com R$ 250 mil

Publicado em 27/08/2018 às 14h29

Os interessados devem enviar a documentação até sexta-feira dia 31 de agosto

Interessados em concorrer ao 18º Prêmio Péter Murányi têm até sexta-feira, dia 31 de agosto, para enviar suas iniciativas. Sob o tema "Ciência & Tecnologia", serão entregues R$ 250 mil, sendo R$ 200 mil ao vencedor, R$ 30 mil e R$ 20 mil ao segundo e terceiro colocados, respectivamente.

A iniciativa, criada em 2002 pela Fundação Péter Murányi, tem como objetivo reconhecer trabalhos que melhorem a qualidade de vida da sociedade com base em três critérios: a inovação da proposta; a aplicabilidade prática; e como o trabalho impacta e beneficia populações em desenvolvimento.

Colocamos abaixo, quais são as principais dúvidas e qual o procedimento deve ser seguido para quem tem interesse em concorrer.

Quem pode participar?

Qualquer pessoa que tenha um projeto voltado para a área de Ciência & Tecnologia – inovador, com resultados de sua aplicação, comprovando melhorias na qualidade de vida - pode participar. Apenas, é necessário que esse projeto seja indicado por uma instituição, para assegurar sua originalidade. Lembrando que o valor do Prêmio é concedido para os autores do trabalho (pessoa física), e não para a entidade que o indicou.

Como faço para me inscrever?

Só podem participar os trabalhos "indicados" por instituições (empresas, universidades, ONG's ou outras instituições de ensino e pesquisa). Essas entidades precisam estar cadastradas na Fundação, mas ainda é possível se cadastrar enviando um email, conforme modelo disponível no site da entidade.

Também é necessário enviar formulário de inscrição, de acordo com o descrito no Edital.

Quanto eu pago para concorrer ao Prêmio?

A participação é gratuita. Basta atender aos critérios delimitados pela Fundação Péter Murányi e seguir as orientações do Edital.

Como e quando o vencedor será definido?

Os vencedores do 18a Prêmio Péter Murányi serão conhecidos em fevereiro de 2019. Os projetos serão analisados por especialistas da área. A colocação das três iniciativas será definida por um júri com representantes científicos, acadêmicos, empresários e pessoas da sociedade civil.

 

SERVIÇO:

18º Prêmio Péter Murányi – Ciência & Tecnologia

Cadastro e envio dos trabalhos: até 31 de agosto de 2018

Divulgação dos finalistas: fevereiro de 2019

Cerimônia de entrega: abril de 2019

Para mais informações, basta acessar: www.fundacaopetermuranyi.org.br/premio.

 

Sobre o Prêmio Péter Murányi

A premiação acontece anualmente, alternando os temas "Alimentação", "Educação", "Saúde" e "Ciência & Tecnologia". Conta com o apoio da ABC (Academia Brasileira de Ciências), Aciesp (Academia de Ciências do Estado de São Paulo),Anpei (Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras), Aconbras (Associação dos Cônsules no Brasil), CIEE (Centro de Integração Empresa-Escola), CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência).

Os interessados devem enviar a documentação até sexta-feira dia 31 de agosto

 

Interessados em concorrer ao 18º Prêmio Péter Murányi têm até sexta-feira, dia 31 de agosto, para enviar suas iniciativas. Sob o tema "Ciência & Tecnologia", serão entregues R$ 250 mil, sendo R$ 200 mil ao vencedor, R$ 30 mil e R$ 20 mil ao segundo e terceiro colocados, respectivamente.

A iniciativa, criada em 2002 pela Fundação Péter Murányi, tem como objetivo reconhecer trabalhos que melhorem a qualidade de vida da sociedade com base em três critérios: a inovação da proposta; a aplicabilidade prática; e como o trabalho impacta e beneficia populações em desenvolvimento.

Colocamos abaixo, quais são as principais dúvidas e qual o procedimento deve ser seguido para quem tem interesse em concorrer.

Quem pode participar?

Qualquer pessoa que tenha um projeto voltado para a área de Ciência & Tecnologia – inovador, com resultados de sua aplicação, comprovando melhorias na qualidade de vida - pode participar. Apenas, é necessário que esse projeto seja indicado por uma instituição, para assegurar sua originalidade. Lembrando que o valor do Prêmio é concedido para os autores do trabalho (pessoa física), e não para a entidade que o indicou.

Como faço para me inscrever?

Só podem participar os trabalhos "indicados" por instituições (empresas, universidades, ONG's ou outras instituições de ensino e pesquisa). Essas entidades precisam estar cadastradas na Fundação, mas ainda é possível se cadastrar enviando um email, conforme modelo disponível no site da entidade.

Também é necessário enviar formulário de inscrição, de acordo com o descrito no Edital.

Quanto eu pago para concorrer ao Prêmio?

A participação é gratuita. Basta atender aos critérios delimitados pela Fundação Péter Murányi e seguir as orientações do Edital.

Como e quando o vencedor será definido?

Os vencedores do 18a Prêmio Péter Murányi serão conhecidos em fevereiro de 2019. Os projetos serão analisados por especialistas da área. A colocação das três iniciativas será definida por um júri com representantes científicos, acadêmicos, empresários e pessoas da sociedade civil.

 

SERVIÇO:

18º Prêmio Péter Murányi – Ciência & Tecnologia

Cadastro e envio dos trabalhos: até 31 de agosto de 2018

Divulgação dos finalistas: fevereiro de 2019

Cerimônia de entrega: abril de 2019

Para mais informações, basta acessar: www.fundacaopetermuranyi.org.br/premio.

 

Sobre o Prêmio Péter Murányi

A premiação acontece anualmente, alternando os temas "Alimentação", "Educação", "Saúde" e "Ciência & Tecnologia". Conta com o apoio da ABC (Academia Brasileira de Ciências), Aciesp (Academia de Ciências do Estado de São Paulo),Anpei (Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras), Aconbras (Associação dos Cônsules no Brasil), CIEE (Centro de Integração Empresa-Escola), CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência).

Categoria: Ciência, Opinião
Comentários (0) e Compartilhar

Vacinação antirrábica na área rural acontece até sexta-feira

Publicado em 27/08/2018 às 13h54

Objetivo da ação promovida pela Prefeitura é proteger animais e seus donos contra raiva

Após imunizar cães e gatos na área urbana de Muriaé, será a vez de caninos e felinos da área rural receberem a dose da vacina entre segunda e sexta-feira (27 e 31 de agosto). Promovida pela Prefeitura, o objetivo da Campanha de Vacinação Antirrábica é proteger animais e seus donos contra a raiva.

Ao todo, a meta é vacinar, de forma gratuita, aproximadamente 15 mil cães e gatos da cidade. A raiva é uma zoonose que pode matar se não for prevenida e cuidada, e a vacina é única forma de prevenção da doença. A orientação aos tutores é para que os cães sejam levados presos em guias e os gatos sejam transportados em gaiolas ou caixas especiais para evitar acidentes. Caso os animais estejam doentes ou em tratamento de saúde, devem esperar a recuperação para receber a vacina – isso vale também para as fêmeas que estejam prenhas.

Para quem perder o prazo da vacinação, a diretora da Saúde Ambiental da Prefeitura, Carla Morcerf, informa que os animais podem ser levados ao Setor de Vigilância Ambiental (localizado na Rua Vereador José Messias, 65, Santo Antônio – prédio da antiga Amiu) para receber a dose. “É muito importante que os cães e gatos sejam vacinados contra a raiva, para ficarem livres desta doença. A vacina é, ainda hoje, a única forma de prevenção”, frisa.

 

Serviço

Campanha de Vacinação Antirrábica na área rural:

Período: entre 27 e 31 de agosto

Vacinação gratuita

Para quem perder o prazo da campanha:

Endereço: Rua Vereador José Messias, 65, 2º andar (sala 19), Santo Antônio

Dia e horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 7h30min às 11h e das 13h30min às 17h

Telefone: 3729-1301

 

Dia 27, segunda-feira

Bom Jesus, Divisório e São Fernando

Equipe da Prefeitura nº 1

Das 9h às 9h30min: E.E. José Ribeiro (Barreiro)

Das 11h às 12h: E.E. Faz Providência (Fco. Augusto)

Das 13h às 15 h: Posto de Saúde Bom Jesus da Cachoeira

 

Equipe da Prefeitura nº 2

Das 8h às 9h: E.E. Divisório

Das 9h40min às 11h: E.E. Pascoal Demarque

Das 13h às 15h: Posto de Saúde São Fernando

 

Dia 28, terça-feira

Macuco, Boa Família, Vermelho e Pirapanema

 

Equipe da Prefeitura nº 1

Das 8h às 11h: Posto de Saúde Macuco

Das 13h30min às 17h: Posto de Saúde Boa Família

 

Equipe da Prefeitura nº 2

Das 8h às 9h: E.E. Águas Claras Dala Paula

Das 9h às 10h: Comunidade Santo Cristo

Das 12h às 14h30min: Posto de Saúde Vermelho

Das 15h às 16h: Posto de Saúde Pirapanema

 

Dia 29, quarta-feira

Graminha, Estiva e Campo Capoeirão

Equipe da Prefeitura nº 1

Das 8h às 10h: E. E. Fazenda Boa Vista (Estiva)

Das 10h às 11h: E. M. Tiradentes (Samuel Rabelo)

Das 12h30min às 13h30min: Venda do Sr. Misael

Das 14h às 15h: E. M. Graminha

 

Equipe da Prefeitura nº 2

Das 8h às 9h: Fazenda Santa Rosa

Das 9h30min às 10h: E. M. Joaquim A. Pereira (Gameleira)

Das 10h30min às 11h30min: E. M. Fazenda Santa Maria

Das 13h às 14h: Santa Fé (Laerte)

Das 14h às 15h: Venda João Honório (São Joao do Gloria)

Das 15h às 16h: Posto de Saúde São Joao do Gloria

Das 16h às 17h: Campo Capoeirão

 

Dia 30, quinta-feira

Belisário e São Domingos

Equipe da Prefeitura nº 1

Das 8h às 9h: Escola Fazenda do Joterlino (Jacuba)

Das 9h às 10h: Fazenda Ribada

Das 10h às 11h: São Domingos

Das 12h30min às 14h: Córrego da Onça (Sr. Marcolino Tavares)

Das 14h30min às 15h: Comunidade Igreja São Tomé

 

Equipe da Prefeitura nº 2

Das 8h às 9h: Campo Luiz Trote (Babilônia)

Das 9h às 11h: Posto de Saúde Belisário

Das 12h às 13h: E. M. N. Senhora Aparecida (João Jacob)

Das 13h às 14h: E. M. Santo Antônio (Aloísio Rogério)

 

Dia 31, sexta-feira

Sofocó, Capetinga, Hastenreiter, Itamuri e Patrimônio dos Carneiros

Equipe da Prefeitura nº 1

Das 8h às 9h30min: E. M. Antônio P. da Silva (Sofocó)

Das 10h às 11h: Retiro

Das 11h15min às 12h: E. E. Boa Sorte (Antônio Nacif)

Das 13h30min às 15h: Praça Itamuri

 

Equipe da Prefeitura nº 2

Das 8h às 9h: Escola Usina da Fumaça

Das 9h20min às 10h: Capetinga

Das 10h30min às 11h: Capela do Pontão

Das 11h às 12h: E. E. Patrimônio dos Carneiros

Das 13h às 14h: Capela Bom Jardim

Categoria: Animais, Saúde
Comentários (0) e Compartilhar

Mãe transforma camisa de marido em vestido para filha

Publicado em 24/08/2018 às 17h30

Ela não imaginava que o vestido da filha fosse mexer tanto com a memória das pessoas e que isso viraria um negócio.

 

A americana Carli Grant não imaginava que o vestido da filha fosse mexer tanto com a memória das pessoas e que isso viraria um negócio.

Ela decidiu transformar a camisa que o pai de Amelia, 2 anos, usou no nascimento da menina porque na época estava grávida do seu segundo filho, Elliot, hoje com 4 meses, e precisava economizar dinheiro com roupas para as crianças.

“Eu fiz aquele vestido e ela ficou obcecada por ele. Ela pede o tempo para vestir”, contou Carli à People. “Quando [Josh] chegou em casa, eu disse ‘Você reconhece isso?’ Quando percebeu, ele arregalou os olhos. Ele estava tipo, ‘Isso é adorável!’ Ele a pegou e disse como tinha ficado bonita.”

Mesmo que não fosse esse o objetivo de Carli, a ideia de remodelar uma roupa com valor sentimental encantou as pessoas depois que seu marido postou nas redes sociais fotos de Amelia no vestido.

Para a surpresa do casal, apareceram várias pessoas querendo remodelar roupas que guardam memórias de uma época que marcou a vida delas. “Quando eu vi, fiquei com lágrimas nos olhos. Eu não conseguia parar de sorrir… Foi tão fofo!”, lembra Carli.

A procura só aumentava, então, o casal resolveu criar uma empresa para dar conta dos pedidos. Eles batizaram o negócio de Refashioned Memories (‘Memórias Remodeladas’, em tradução livre).

Carli diz que recebe por dia pelo menos três pedidos de roupas remodeladas. “Comecei a receber e-mails como ‘eu amo essa ideia! Você poderia fazer isso por mim? É insano a quantidade de pedidos personalizados”, afirma.

Vestidos, macacões para bebês, cobertores e travesseiros estão na lista dos produtos que ela faz. Os interessados podem fazer sua encomenda através da loja online da Refashioned Memories.

Depois de fazer o pedido, o cliente recebe um pacote que contem postagem pré-paga e uma fita métrica, para poder enviar de volta as medidas da criança, assim como a roupa que gostaria de reutilizar. Em até duas semanas, a loja promete enviar o produto final.

crédito das fotos: Reprodução/Instagram @refashionedmemories

Fonte: Razões para Acreditar

Categoria: Opinião
Comentários (1) e Compartilhar

Jovem leva idoso que vivia em casebre para sua casa

Publicado em 23/08/2018 às 09h09

A jovem Vitória Pinto Pereira ficou chocada com a situação do idoso e decidiu levá-lo para a casa dela.

Um barraco erguido com madeiras de entulho e coberto por mato. O lugar era o ‘lar’ de Genésio de Souza, 82 anos. Não é mais graças à compaixão da jovem Vitória Pinto Pereira, 22 anos. Ela ficou chocada com a situação do idoso e decidiu levá-lo para a casa dela.

Genésio vivia em um casebre, em condições desumanas, no bairro São Francisco, em São Luís (MA). Apesar de estar desempregada, Vitória levou o idoso para sua residência, onde ele ficou até a manhã de terça-feira (21), segundo informações do site Imirante.

 
 
 

“Eu soube [do Seu Genésio] através de um compartilhamento de vídeos, mostrando o sofrimento dele”, conta a dona de casa.

Ela explica que já havia denunciado as condições em que o idoso vivia. Mas, Vitória não quis esperar as autoridades competentes darem uma solução para o problema – estava determinada a ajudar, mesmo que precisasse levá-lo para sua casa num primeiro momento, como acabou acontecendo.

“A situação incomodou bastante, e eu tinha que fazer algo. E já estava determinada em ajudá-lo”, afirma.

“Atualmente, com todo esse aumento das inclusões sociais, a valorização dos idosos tem melhorado bastante, porém as autoridades competentes encontram dificuldades em chegar até essas pessoas mais necessitadas, tenho certeza que a única forma de encontrar essas pessoas é por forma de denúncia, assim como foi o caso do senhor Genésio”, acrescenta Vitória.

O idoso foi encaminhado para a casa de repouso Solar do Outono, no bairro Cohab Anil II.

crédito das fotos: Vitória Pinto Pereira/Arquivo pessoal (capa) e Reprodução/TV Mirante (texto)

Fonte: Razões para Acreditar

Categoria: Opinião
Comentários (1) e Compartilhar

Congresso de veterinária está com inscrições abertas

Publicado em 23/08/2018 às 08h40

Congrevet Minas reunirá, em BH, grandes nomes da medicina veterinária em três dias de evento

Estão abertas as inscrições para a 4ª edição do Congresso Veterinário de Minas Gerais (Congrevet), que acontece durante a 7ª Expovet Minas, de 21 a 23 de setembro, no Expominas.

O encontro é voltado aos profissionais e estudantes de medicina veterinária e zootecnia. As inscrições podem ser feitas pelo site https://acessocredenciamento.com.br/evento/congrevet18/.

A programação científica engloba temas de áreas como odontologia, neurocirurgia, doenças infecciosas, dermatologia, patologia clínica, neurologia, emergências, ortopedia, marketing e outros assuntos de cunho específico a cães e gatos. Como em todos os anos, conta com mais de 30 palestrantes nacionais e internacionais, oferecendo 30 horas de aprendizado aos congressistas.

AGENDA – Congrevet 2018

Quando: de 21 a 23 de Setembro
Local: Expominas
Inscrições e outras informações pelo site www.expovet.com.br

 

Categoria: Animais
Comentários (0) e Compartilhar

11 principais causas de dor na barriga

Publicado em 22/08/2018 às 15h30

A dor na barriga é um problema muito comum que pode ser provocado por situações simples como má digestão ou prisão de ventre, por exemplo, e, por isso, pode desaparecer sem precisar de tratamento, sendo apenas aconselhado repousar, evitar comer alimentos gordurosos ou ricos em açúcar e beber muita água.

No entanto quando a dor na barriga é muito intensa ou se mantém por mais de 2 dias é recomendado procurar um gastroenterologista para identificar a causa e iniciar o tratamento adequado.

1. Excesso de gases

O excesso de gases intestinais é a principal causa de desconforto na barriga, especialmente em pessoas que sofrem recorrentemente de prisão de ventre. Mas, os gases intestinais também podem surgir quando se tem um problema intestinal, como intestino irritável, ou intolerância à lactose, assim como quando se comem muitos alimentos como ovo, feijão, leite ou refrigerantes.

O que se sente: além de uma dor em forma de pontada na barriga, o excesso de gases também pode causar barriga inchada, azia, fisgada no peito ou arrotos frequentes.

O que fazer: uma ótima dica é tomar um chá de erva-cidreira com funcho uma vez por dia ou tomar um um remédio para gases, como o Luftal. Além disso, 

2. Má digestão

Tal como o excesso de gases, a má digestão também é um problema muito frequente, acontecendo quando se mistura alimentos de forma errada ou quando se come alimentos ricos em proteínas ou açúcar em excesso.

O que se sente: é comum sentir outros sintomas como azia, arrotos frequentes, sensação de estômago cheio e cansaço excessivo.

O que fazer: deve-se optar por tomar chás digestivos como chá de boldo ou de erva-doce, mas alguns remédios de farmácia, como Gaviscon, Estomazil ou Sal de frutas Eno também podem ser usados. 

3. Excesso de estresse

Os problemas psicológicos causados pelo excesso de estresse, como a depressão ou o esgotamento, podem alterar o funcionamento do sistema gastrointestinal, causando desconforto abdominal que pode ser confundido com problemas no estômago ou intestino.

O que se sente: podem surgir outros sinais como diarreia, prisão de ventre, enjoos, diminuição do apetite, dificuldade para dormir ou dores musculares.

O que fazer: o ideal é tentar relaxar para avaliar se a dor diminui, praticando exercício físico leve, fazendo uma massagem ou descansando num quarto calmo, por exemplo. Porém, se os sintomas continuarem deve-se consultar um médico para identificar se existe outra causa. 

4. Gastrite ou úlcera gástrica

A inflamação do revestimento do estômago, conhecido como gastrite, ou a presença de uma úlcera podem provocar um intensa dor na barriga, especialmente após comer ou quando se ingere alimentos muito picantes ou gordurosos.

O que se sente: além da dor intensa sobre a região do estômago é comum a sensação de enjoo frequente, perda de apetite, vômitos e sensação de estômago inchado.

O que fazer: quando a dor é muito intensa deve-se consultar um gastroenterologista para fazer exames mais específicos como endoscopia para avaliar a existência de uma úlcera, por exemplo. Porém, até à consulta deve-se fazer uma alimentação adequada que ajuda a aliviar os sintomas. 

5. Refluxo gastroesofágico

O refluxo acontece quando o conteúdo ácido do estômago consegue chegar até ao esôfago, causando irritação e inflamação do revestimento desse órgão. Este problema é mais frequente em pessoas com hérnia de iato, excesso de peso, diabético ou fumantes, mas pode acontecer em qualquer pessoa ou idade devido a outros problemas como alterações no estômago ou esvaziamento gástrico demorado, por exemplo.

O que se sente: a dor geralmente surge na boca do estômago e é acompanhada de sensação de queimação na garganta, arrotos frequentes, indigestão, mau hálito ou sensação de bola na garganta. Estes sintomas podem piorar quando se dobra o corpo para baixo ou quando se deita logo após comer.

O que fazer: evitar deitar logo após comer, dormir com a cabeceira da cama ligeiramente elevada, fazer alterações na dieta e, em alguns casos, tomar remédios recomendados pelo gastroenterologista. 

6. Intolerância à lactose ou glúten

As intolerâncias alimentares, como à lactose ou glúten, acontecem quando o organismo não consegue digerir essas substâncias, causando inflamação de todo o sistema gastrointestinal, levando a dor e desconforto generalizado após as refeições, especialmente quando se ingeriu alimentos como pão, massa, queijo ou leite.

O que se sente: a dor geralmente é generalizada e acompanhada de outros sinais como barriga inchada, diarreia, excesso de gases, irritabilidade ou vômitos. Além disso, ao longo do tempo, pode acontecer emagrecimento e perda de massa muscular.

O que fazer: em caso de suspeita de intolerância deve-se consultar o gastroenterologista para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento adequado. Nestes casos, deve-se evitar todos alimentos com a substância a que se tem a intolerância. 

7. Intestino irritável

A síndrome do intestino irritável é um problema que causa a inflamação do revestimento do intestino, podendo não ter uma causa específica ou sendo causado pelo excesso de estresse ou sensibilidade a algum alimento, por exemplo.

O que se sente: é comum sentir-se dor abdominal com fortes cólicas, excesso de gases períodos de diarreia intercalados com prisão de ventre.

O que fazer: deve-se consultar um gastroenterologista para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento adequado. Nos casos em que é possível identificar o que está causando os sintomas, deve-se evitar esse alimento ou situação. 

8. Problemas no útero ou ovários

O surgimento de problemas no útero, como inflamação ou endometriose, assim como alterações nos ovários, como cistos, por exemplo, são uma das principais causas do surgimento de dor no pé da barriga em mulheres.  

O que se sente: Normalmente, este tipo de dor é constante e pouco forte, mas pode causar sangramentos fora do período menstrual ou menstruação irregular, por exemplo.

O que fazer: se existir uma dor no fundo da barriga que dura mais de 1 semana e que possa estar relacionada com o útero ou ovários é importante ir ao ginecologista para fazer exames como o papanicolau ou ultrassonografia, para identificar se existe algum problema e iniciar o tratamento adequado.

9. Problemas na vesícula ou no pâncreas

Alguns problemas mais graves que surgem na vesícula e no pâncreas, como pedra ou inflamação, podem causar intensa dor na parte superior da barriga que piora ao longo do tempo ou fica mais intensa após as refeições.

O que se sente: além da forte dor podem surgir outros sintomas como febre, inchaço da barriga, náuseas, vômitos, diarreia ou fezes amareladas.

O que fazer: estes problemas devem ser tratados rapidamente e, por isso, se exitir suspeita de alterações na vesícula ou no pâncreas deve-se ir ao hospital para identificar o problema e iniciar o tratamento adequado. 

10. Vermes intestinais

Embora os vermes intestinais sejam muito frequentes, especialmente em quem prefere comidas mal passadas, geralmente a dor é um sintoma mais raro, surgindo quando os vermes já estão se desenvolvendo a algum tempo.

O que se sente: os sintomas mais comuns de vermes intestinais são perda de peso, coceira no ânus, diarreia, alterações do apetite, cansaço sem razão aparente e barriga inchada.

O que fazer: deve-se consultar um gastroenterologista para tomar um remédio para vermes como Albendazol ou Mebendazol, por exemplo. 

11. Câncer no intestino ou estômago

A dor na barriga raramente é sinal de câncer, no entanto, estados mais avançados de câncer no intestino ou no estômago podem provocar um dor constante e difícil de descrever.

O que se sente: nos casos de câncer a dor é quase sempre acompanhada de outros sintomas como sangue nas fezes ou vômito, fezes muito escuras, sensação constante de peso no estômago ou região anal, cansaço frequente ou perda de peso sem causa aparente. 

O que fazer: quando existe suspeita de câncer, especialmente no caso de história familiar de câncer, é aconselhado consultar um gastroenterologista. Além disso, pessoas com mais de 50 anos devem fazer endoscopia e colonoscopia frequentes, pois possuem maior risco de desenvolver câncer. 

Quando ir no médico

Em situações de dor na barriga é recomendado ir ao médico quando:

  • A dor é muito forte e impede as tarefas diárias;
  • Não existe melhora dos sintomas após 2 dias;
  • Surgirem sintomas como febre ou vômitos persistentes.

Nestes casos, é preciso fazer medicação prescrita pelo médico para manter o bom funcionamento do organismo, evitando a desidratação.

 

Fonte: Tua Saúde

Categoria: Ciência, Saúde
Comentários (0) e Compartilhar

Vacinação contra pólio e sarampo continua em Muriaé

Publicado em 22/08/2018 às 15h20

Prefeitura já imunizou 62% de crianças de 1 ano e menores de 5 contra estas doenças; doses estão sendo aplicadas nas UBS’s e Centro de Vacinação

A Campanha de Vacinação contra a Pólio e o Sarampo continua em Muriaé. As doses estão sendo aplicadas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) e no Centro Municipal de Vacinação, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30min. A Prefeitura já imunizou 62% do público-alvo, que compreende crianças de 1 ano e menores de 5 anos, com o objetivo de proteger os muriaeenses contras estas doenças.

Até terça-feira (21), foram aplicadas 3.156 doses. Este percentual está acima do nível nacional, que atualmente é de 53%. A meta é vacinar 95% do público-alvo, para reduzir a possibilidade de retorno da pólio e a chamada reemergência do sarampo, doenças já eliminadas no Brasil.

A campanha prossegue até 31 de agosto. A coordenadora Municipal de Imunização, Priscila Secco, frisa a importância da vacinação contra a pólio e o sarampo. “Solicitamos aos pais que levem seus filhos para tomar a vacina, pois ela é a garantia de proteção contra estas doenças”, diz.

 

Serviço

Vacinação contra poliomielite e sarampo:

Data: até 31 de agosto

Local: Unidades Básicas de Saúde de Muriaé e Centro Municipal de Vacinação (localizado ao lado do Terminal Rodoviário, Centro)

Dias: de segunda a sexta-feira

Horário: das 8h às 16h30min

Público-alvo: crianças de 1 ano a menores de 5 anos

Vacinação gratuita

É necessário apresentar cartão de vacina

 

Categoria: Saúde
Comentários (0) e Compartilhar

left show tsN fwR fsN|left fwR tsN|left show fwR tsN|bnull|||login news c05|fsN fwR normalcase c05 tsN|c05|login news fwR normalcase c05|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||