Benefícios do Ginkgo biloba: Porque você deve tomar o suplemento, baseado em estudos

Publicado em 14/01/2019 às 10h06

Os benefícios do Ginkgo biloba já são mais do que comprovados. O Ginkgo é uma árvore nativa da China que foi cultivada por milhares de anos para uma variedade de usos. Alguns botânicos preferem trata-la como um fóssil vivo. Afinal, é o único membro sobrevivente de uma antiga ordem de plantas.

As folhas e sementes são usadas com frequência na medicina tradicional chinesa, a pesquisa moderna concentra-se principalmente no extrato de ginkgo, que é feito das folhas. Assim, os suplementos à base do extrato dessa planta, estão associados a vários tratamentos. Contudo, a maioria das pessoas usam para melhora das funções cerebrais e para circulação sanguínea.

10 IMPORTANTES BENEFÍCIOS DO GINKGO BILOBA

1. AÇÃO ANTIOXIDANTE

O Ginkgo contém potentes substâncias antioxidantes. Por isso, essa planta pode combater os efeitos nocivos dos radicais livres e evitar o envelhecimento celular precoce. O ginkgo, a saber, contém altos níveis de flavonoides e terpenoides, compostos famosos pelo alto efeito antioxidantes [1 , 2 ].

Durante nossas funções metabólicas normais, nós produzimos radicais livres têm o potencial de danificar tecidos saudáveis, contribuindo para o envelhecimento acelerado e o desenvolvimento de doenças. Contudo, os Antioxidantes combatem ou neutralizam os efeitos nocivos dos radicais livres. Assim, inserir alimentos e suplementos antioxidantes no organismo é indispensável.

2. ALTO PODER ANTI-INFLAMATÓRIO

A capacidade de combater inflamações é um dos benefícios do Ginkgo biloba mais conhecidos. A inflamação, a saber, faz parte da resposta natural do corpo a lesões ou invasões de corpos estranhos. Assim, sabemos que algumas doenças crônicas desencadeiam uma resposta inflamatória mesmo quando não há doença ou lesão presente. Com o tempo, essa inflamação excessiva pode causar danos permanentes aos tecidos e ao DNA do corpo.

Anos de pesquisas mostram que o extrato de ginkgo pode reduzir os marcadores de inflamação em células humanas e animais em diversas doenças  [3 , 4]. Dentre as doenças, podemos citar artrite, Síndrome do Intestino Irritável, diversos tipos de canceres e cardiopatias. Além disso, um estudo publicado na revista Phytomedicine [5] comprovou que o Ginkgo biloba pode ser tão eficaz quanto os medicamentos inibidores de colinesterase, normalmente usados no tratamento para o Alzheimer.

3. MELHORA A CIRCULAÇÃO E EVITA DOENÇAS CARDÍACAS

Ginkgo pode aumentar o fluxo sanguíneo, funcionando como vasodilatador. Dessa forma, o seu extrato pode ter aplicações para o tratamento de doenças relacionadas à má circulação. Um importante estudo [6] em pacientes cardíacos que  usaram suplementos de ginkgo revelou um aumento imediato no fluxo sanguíneo para várias partes do corpo. Ao mesmo tempo, houve um aumento de 12% nos níveis de óxido nítrico circulante, o responsável pela dilatação dos vasos sanguíneos.  Este resultado foi corroborado em outro estudo com idosos tratados com o extrato de ginkgo [7].

Da mesma forma, pesquisas adicionais também apontam para os efeitos protetores do ginkgo na saúde do coração, do cérebro e na prevenção do derrame. Existem múltiplas explicações potenciais para isso, uma das quais pode ser os compostos anti-inflamatórios presentes na planta [8 , 9].

4. REDUZ DISTÚRBIOS PSIQUIÁTRICOS E SINTOMAS DO ALZHEIMER

Os benefícios do Ginkgo biloba relacionados a distúrbios psiquiátricos tem sido repetidamente estudados. Sabe-se então, que o extrato da planta possui capacidade de reduzir a ansiedade, o estresse e outros sintomas associados à doença de Alzheimer e ao declínio cognitivo associado ao envelhecimento.

Uma revisão de 21 estudos revelou que, quando usado em conjunto com a medicina convencional, o extrato de ginkgo pode aumentar as capacidades funcionais em pessoas com sintomas de Alzheimer leve [10]. Outra revisão, contudo, avaliou quatro estudos e encontrou uma redução significativa em um espectro de sintomas associados à demência quando o ginkgo foi usado por 22 a 24 semanas [11].

5. MELHORA O DESEMPENHO DAS FUNÇÕES CEREBRAIS

Algumas pesquisas mostram que o ginkgo pode melhorar o desempenho mental em pessoas saudáveis. Com isso, um dos  benefícios do Ginkgo biloba está relacionado ao aumento do desempenho mental e do bem-estar, segundo estudo [12]. Embora alguns estudos ainda não apontem a eficácia do ginkgo em relação a memória, resultados de diversos outros estudos deram origem a alegações ligando o ginkgo a melhor memória, foco e atenção.

6. REDUZ A ANSIEDADE

Algumas pesquisas indicam que a suplementação com ginkgo pode reduzir os sintomas de ansiedade. Pesquisas em animais observaram reduções nos sintomas de ansiedade que podem ser atribuídas ao teor de antioxidantes do ginkgo [13].

Em um estudo, 170 pessoas com ansiedade generalizada foram tratadas com 240 mg ou 480 mg de ginkgo ou um placebo. O grupo tratado com a dose mais alta de ginkgo relatou uma redução de 45% nos sintomas de ansiedade, comparado ao grupo placebo [14].

7. AJUDA A TRATAR DEPRESSÃO

Uma revisão de estudos em animais sugere que a ginkgo pode funcionar como remédio para depressão e ajudar a tratar sinais de depressão [15]. Dessa forma, para a pesquisa, os ratos que receberam ginkgo antes de uma situação estressante inevitável foram menos afetados emocionalmente pelo estresse do que o grupo que não recebeu o suplemento.

Dessa forma, o estudo indicou que esse efeito estava relacionado às propriedades anti-inflamatórias do ginkgo. Este poder do extrato, decerto, melhora a capacidade do organismo de lidar com altos níveis de hormônio do estresse. Portanto, acredita-se que a os sintomas da depressão desencadeados por estresse podem ser aliviados com suplemento de ginkgo, sobretudo, a depressão em adolescentes.

8. AJUDA NA SAÚDE DOS OLHOS

Algumas pesquisas iniciais mostram que a suplementação com ginkgo pode aumentar o fluxo sanguíneo para os olhos, mas não necessariamente melhorar a visão. Assim, acredita-se que um dos benefícios do Ginkgo biloba é, justamente, ajudar na saúde dos olhos.

Pessoas com glaucoma que usaram suplemento de ginkgo tiveram melhora na circulação sanguínea ocular e, consequentemente, alívio dos sintomas. Ao mesmo tempo, o extrato diminuiu o efeito a progressão da degeneração macular relacionada à idade [16,  17]

9. TRATA CEFALEIA E ENXAQUECA

Muitos médicos já recomendam o uso dos suplementos de ginkgo no tratamento de doenças relacionadas problemas neurológicos. Aliás, na medicina tradicional chinesa, o ginkgo é um tratamento muito popular para vários tipos de dor de cabeça e enxaquecas [18].

É bem conhecido que o ginkgo tem efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes. Dessa forma, se uma dor de cabeça ou enxaqueca é causada por estresse excessivo, o ginkgo pode ser útil. Podendo ajudar em sintomas como dor de cabeça constante. Além disso, se uma dor de cabeça está relacionada à redução do fluxo sanguíneo ou vasos sanguíneos contraídos, a capacidade do ginkgo de dilatar os vasos sanguíneos pode melhorar os sintomas.

Mas, atenção! Algumas enxaquecas são causadas pela dilatação excessiva dos vasos sanguíneos. Nesta situação, o ginkgo pode ter pouco ou nenhum efeito.

10. REDUZ SINTOMAS DA TPM

Pesquisas preliminares indicam que o ginkgo pode ajudar a tratar os sintomas físicos e psicológicos da síndrome pré-menstrual (TPM). Um estudo em 85 estudantes universitários revelou uma redução de 23% nos sintomas [19]. Curiosamente, o grupo placebo neste estudo também experimentou uma ligeira redução nos sintomas da TPM, embora tenha sido muito menor em 8,8%.

NAT. PROD. [1] VITAMINS AND HORMONES [2] AGING AND DISEASE [3] CARCINOGENESIS [4] PHYTOMEDICINE [57] PHYTOTHERAPY RESEARCH [6] CHEMICAL BIOLOGICAL [8]TOPICS IN MEDICINE BIOLOGICAL [910] INT PSYCHOGERIATRY [11] HUM PSYCHOPHARMACOL [12] PHYTOTHERAPHY RES [13] J PSYCHIATRY [14] CNS NEUROL DISORD DRUG [15J ETHNOPHARMACOL [18].

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 

Fonte: Diário de Biologia

Categoria: Ciência, Saúde
Tags: Benefícios, Depressão, Ginkgo biloba

Enviar comentário

voltar para Biologando

left show tsN fwR fsN|left fwR tsN|left show fwR tsN|bnull|||login news c05|fsN fwR normalcase c05 tsN|c05|login news fwR normalcase c05|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||