Meio Ambiente

Prefeitura amplia abastecimento de água do bairro Napoleão

Publicado em 14/09/2018 às 16h48

Objetivo da Prefeitura é aumentar fornecimento para residências e comércio da região, melhorando qualidade de vida de moradores

Um novo reservatório de 50 mil litros começou a ser instalado, nesta quarta-feira (12), para beneficiar moradores do bairro Napoleão. O novo tanque será mais uma opção de armazenamento de água potável para as residências, assegurando maior abastecimento. O local já possuía um depósito, porém, o bairro cresceu, necessitando de reservas. O objetivo da Prefeitura é ampliar o fornecimento de água para atender domicílios e comércios da região.

Por questões técnicas, o novo reservatório, com capacidade de 50 mil litros, foi instalado no Cardoso de Melo. No entanto, ele irá abastecer o bairro Napoleão. O coordenador de Água e Esgoto do Demsur, Gustavo Goretti, explica o motivo. "O depósito é para atender a parte alta do Napoleão, porém o local escolhido foi o mais adequado para receber a água das elevatórias. Lá, já havia um reservatório, então decidimos colocar mais um para garantir armazenamento de água. Também porque vamos retirar o existente para reformar e torná-lo ainda mais produtivo para os moradores do bairro", esclareceu.

Essa é mais uma ação do Programa Mais Água do Demsur, que reúne outros investimentos para ampliar o fornecimento em Muriaé. Nas próximas semanas, serão instalados novos reservatórios nos distritos de Itamuri, Bom Jesus da Cachoeira e comunidade de Patrimônio dos Carneiros. Serão os últimos dos 11 reservatórios adquiridos neste ano para eliminar o problema de falta de água. Os demais depósitos foram implantados nos bairros Gaspar, Joanópolis. João XXIII, Padre Tiago, Cardoso de Melo (2) e Porto Belo. Os bairros mais altos deverão ter o abastecimento regularizado nos próximos meses, melhorando em 25% o fornecimento de água na cidade.

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Demsur mobiliza centenas de pessoas com passeata em homenagem ao Dia Mundial da Limpeza Urbana

Publicado em 14/09/2018 às 16h30

Evento terminou com ato na praça do Trabalhador e apresentação do Esquadrão Demsur

Um grande ato, promovido pelo Demsur, levou centenas de pessoas às ruas de Muriaé na manhã desta sexta-feira (14) em comemoração do Dia Mundial da Limpeza Urbana. O movimento também acontece em mais de 170 cidades do país. Os personagens do Esquadrão Demsur foram uma atração a parte, principalmente, junto ao público infantil.

A concentração ocorreu próximo ao Centro Administrativo e em seguida iniciou uma caminhada por algumas das principais ruas da Barra. O evento contou com a presença de alunos das escolas municipais Cândido Portinari, do bairro São Joaquim, e José Miguel Muahad, da Barra; estaduais Silveira Brum, do Centro; Columba Teixeira e Silva, do bairro São Cristóvão; e Escola Estadual Desembargador Canedo, da Barra; e também do Instituto Federa Sudeste de Minas – IF Sudeste. Além, é claro, de dezenas de servidores do Demsur.

Servidores do Departamento de Limpeza Urbana (garis e varredores) e funcionários do setor administrativo do Demsur também fizeram o percurso.

Uma grande estrutura foi montada pela autarquia com a participação de diversos carros e caminhões, além do bebedouro móvel (Pipinha) que forneceu água potável aos participantes. A Polícia Militar realizou apoio logístico no controle do trânsito, assim como o Demuttran na sinalização das vias. O Demsur também contou com apoio da Fundarte na sonorização e estrutura.

A caminhada terminou na praça do Trabalhador onde foi destacado a importância da conscientização do comprometimento das pessoas na manutenção da cidade limpa.

Durante o evento foram apresentados oficialmente os personagens do Esquadrão Demsur (Dé, Sú, Goto e Lilico), que a partir de agora irão atuar em todas as campanhas educativas da autarquia com a finalidade de divulgar os trabalhos desenvolvidos e a conscientização da preservação ambiental de uma forma lúdica e divertida. Aliás, os personagens foram a grande atração entre as crianças que se divertiram e tiraram muitas fotos.

Um grupo de estudantes do IF Sudeste também fizeram uma apresentação musical e a dupla de palhaços do Demsur Lili e Mocotó, interpretados pelos servidores Elisângela Fagundes e Alessandro Pontes encerraram as atividades com o teatral sobre educação ambiental.

 

Categoria: Muriaé
Comentários (1) e Compartilhar

Sustentabilidade empresarial: 5 dicas para se tornar uma empresa consciente

Publicado em 14/09/2018 às 16h20

 

 

Por * Vinicius Ferraz

A sua empresa é consciente com os problemas ambientais? Pode não parecer, mas essa era uma pergunta que poucos faziam há duas décadas atrás, mas cuja resposta pode representar o sucesso (ou o fracasso) de uma organização atualmente. O conceito de "sustentabilidade empresarial" ganhou o mundo nos últimos anos e passou a fazer parte do dia a dia de todos os processos e práticas no ambiente corporativo.

Ser sustentável deixou de ser uma mera "filantropia" para se tornar um recurso estratégico de engajamento com o consumidor. Pesquisa da Opinion Box, por exemplo, mostra que 54% dos cidadãos preferem marcas que reconhecidamente cuidam do meio ambiente e 65% deles (praticamente duas em cada três pessoas) deixariam de comprar produtos de uma empresa poluidora. Portanto, confira cinco dicas para conscientizar sua organização:

Energia limpa: seja por meio dos computadores ou smartphones ou até com grandes maquinários industriais, a grande maioria das empresas brasileiras demanda um alto consumo de energia elétrica em seus processos internos. Para reduzir esse dano ambiental, a alternativa é apostar nas placas solares que conseguem transformar a energia emitida pela luz solar em eletricidade. É um procedimento limpo, sustentável e totalmente sem ruído, cujo investimento permite uma redução considerável nas despesas da organização.

Reciclagem e reuso: outra ação que deve ser estimulada dentro das corporações é a reutilização de diferentes equipamentos e a reciclagem dos materiais. Um caso típico é o desperdício com papéis, que podem ser reaproveitados como rascunhos em reuniões, por exemplo. Antigos computadores e produtos eletrônicos também devem ter o descarte correto para não contaminar o meio ambiente.

Conscientização dos colaboradores: para um programa de sustentabilidade empresarial dar certo, é necessário que todos dentro da companhia estejam envolvidos com iniciativas que valorizem o meio ambiente. A empresa deve realizar treinamentos, cursos e workshops para orientar seus colaboradores sobre a importância de práticas sustentáveis e, principalmente, valorizar aqueles que dão bons exemplos no dia a dia.

Mudança de valores: além disso, não adianta se preocupar em economizar energia e reciclar o lixo gerado pela organização se essas medidas forem apenas ações pontuais ou até mesmo simples jogada de marketing. Uma empresa que se preocupa com sustentabilidade precisa inserir esse conceito em seus valores e em sua missão. Só assim é possível pensar na preservação do meio ambiente em todos os processos internos e também na relação com seus stakeholders.

Compliance sustentável: por fim, é recomendável ter um profissional de compliance voltado especificamente para essa questão. Em linhas gerais, o termo diz respeito às medidas utilizadas pela empresa para cumprir as normas e a legislação vigente, detectando quando alguém não está "dentro das regras". Hoje, há leis ambientais que precisam ser cumpridas à risca para evitar pesadas multas.

* Vinicius Ferraz é Cofundador e CEO da Solar21, startup fundada em Brasília e que oferece uma solução pioneira: o aluguel de sistema solar fotovoltaico a custo ZERO de investimento.

Categoria: Brasil
Comentários (0) e Compartilhar

Lara Matana: arte e consciência ecológica

Publicado em 14/09/2018 às 15h43

Lara Donatoni Matana é uma artista que trabalha em harmonia com a natureza, que atua em defesa do planeta, que quer resgatar a humanidade através de seu belo trabalho artístico. Do descarte de madeira, que será reutilizada de forma sustentável e inteligente, ela extrai efeitos sedutores de placas, caibros, toras, tocos e toquinhos, sarrafos, farpas, lascas e, principalmente, lâminas. Assim, alcança resultados visuais de grande efeito, que remetem aos caleidoscópios, rosáceas, prismas e arabescos.

É por meio da meditação e da prática do yoga que Lara faz essa reflexão para trabalhar o belo em suas obras e estimular as pessoas a viver de uma forma mais harmônica. "O trabalho da sustentabilidade está intrinsicamente ligado à percepção de que o homem é um sujeito atuante na natureza. Como então trabalhar a sustentabilidade sem a nossa inclusão nesse processo?", questiona a artista.

Nascida no interior de São Paulo e radicada no Mato Grosso, Lara descobriu a arte aos 22 anos, quando começou a estudar pintura. Na época, não imaginava que dava início à sua trajetória na história da arte contemporânea brasileira. Autodidata, se dedicou a pesquisas individuais de materiais e de linguagem própria até descobrir seu caminho.

Foi entre restolhos lenhosos, pó de serra e densos troncos que Lara descobriu a matéria prima de seu trabalho. Rapidamente sua arte ganhou notoriedade ao trazer as madeiras caídas e desprezadas para criação dos quadros, esculturas e objetos de design, no momento onde o termo sustentabilidade ganhou terreno e força, tornando-se uma bandeira de engajamento humanístico e ecológico.

Com muita sensibilidade, a artista revela em suas obras um olhar abstrato para o que é belo. Luzes e sombras, cores e efeitos, tudo reflete no seu imaginário criativo. Temas como metafísica, física quântica, filosofia e psicanálise são importantes fonte de pesquisa para seus trabalhos. "É a percepção do todo através das obras", diz.

A inspiração vem por meio da prática do yoga, da meditação e da observação da individualidade do ser humano, que permitem um aprofundamento em si mesmo, em busca do que há de melhor. "Essa é a motivação da minha vida e está em tudo o que eu faço", conta Lara.

As obras materializam a essência da criadora por meio de suas impressões e sensações, de coisas que a sensibilidade alcança, como a plenitude, o equilíbrio e a harmonia. "Na meditação a consciência expande e aumenta a percepção de possibilidades do belo, de luz, de amor, de tudo o que você não perceberia naturalmente. São anos de estudo, dedicação e prática", diz.

Depois de quase 30 anos morando em Cuiabá (MT), mudou-se para Valinhos (SP) em 2014, onde construiu um espaço integrado de suas atividades: o estúdio de yoga, a marcenaria, o ateliê e a galeria de arte, onde está exposto seu acervo. A ideia é proporcionar uma experiência de vivência, meditação e conexão entre homem, arte e natureza.

Ao longo de sua carreira já participou de mais de 20 exposições individuais e coletivas no eixo – Cuiabá/ São Paulo/Rio de Janeiro e Curitiba, e também em Miami e Paris. Em 2007 tornou-se imortal da Academia Brasileira de Belas Artes – ABBA – assumindo a cadeira número 42 de escultora. Em 2008, por unanimidade, teve sua elevação de grau para a cadeira número 02 da ABBA, cujo patrono é o pintor Henrique Bernardelli.

LARA MATANA

laramatana.com

Galeria de Arte Lara Matana

Alameda Itatinga, nº 254, Joapiranga, Valinhos-SP.

Tel.: (19) 97146-6722

 

Categoria: Brasil
Comentários (0) e Compartilhar

Serviço de limpeza das vias públicas, realizado pelo Demsur, contempla 62 bairros em 2 meses

Publicado em 14/09/2018 às 15h35

O Demsur segue com o incansável trabalho de deixar Muriaé cada vez mais limpa. Desde que a autarquia investiu e aumentou em 3 vezes o número de equipes realizando os trabalhos de capina, roçada e caiação, todos os 62 bairros habitados de Muriaé e 8 distritos foram contemplados com esses serviços.

O trabalho também foi realizado na Via Saúde, nos trevos das rodovias que cortam a cidade e também em todos os reservatórios da autarquia. Um dos maiores investimentos do Demsur neste ano tem sido na limpeza do município.

O objetivo é deixar todos os bairros limpos e proporcionar um ambiente agradável para os moradores. Vale destacar que ao realizar a limpeza das vias públicas, automaticamente, a autarquia diminui o risco do aparecimento de insetos e outros animais.

As equipes seguem um cronograma preestabelecido pela coordenação do Departamento de Limpeza Urbana (DLU) que visa contemplar todos os bairros da cidade, assim como os distritos. Após a conclusão desse calendário as equipes iniciaram um novo ciclo e com isso, a cidade permanece constantemente limpa.

O trabalho de limpeza realizado pelo Demsur é constante e ininterrupto, com isso a população ganha em qualidade de vida.

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Plataforma 2018: Brasil do Amanhã discute o manejo consciente de florestas na próxima segunda (17/9)

Publicado em 12/09/2018 às 15h29

Gerente de Estratégias e Conservação da Fundação Boticário, André Ferreti, é um dos convidados. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site do Museu do Amanhã

 A fim de discutir os desafios nacionais para preservação da sustentabilidade, a nova edição da Plataforma 2018: Brasil do Amanhã abordará o tema Florestas. O evento será realizado no auditório do Museu do Amanhã, na próxima segunda-feira (17/9), a partir das 18h. As inscrições são gratuitas podem ser feitas no site do equipamento cultural.

Com mediação de Marcelo Lins, jornalista da GloboNews, o evento terá a presença de André Ferreti, gerente de Estratégias e Conservação da Fundação Boticário; Adriana Ramos, coordenadora do Programa de Política e Direito Socioambiental do Instituto Socioambiental (ISA); André Baniwa, presidente da Organização Indígena da Bacia do Içana (OIBI); e Adalberto Veríssimo, cofundador do Imazon.

Intencionalmente organizada a um ano das eleições majoritárias, a Plataforma 2018: Brasil do Amanhã se propõe a desenvolver temas de interesse nacional, com o objetivo de aprimorar o nível de informação, mobilização e engajamento social. Até as vésperas das eleições, ainda serão organizados dois eventos visando comunicar de forma eficiente, inclusiva e apartidária os desafios e os compromissos necessários para a construção de um país melhor. Os temas serão energia (1º/10) e educação (15/10). Os eventos são transmitidos via streaming pelo site do Canal Futura.

 

Acompanhe a Plataforma 2018: Brasil do Amanhã no site www.brasildoamanha.org.br.

Serviço:

"2018: Brasil do Amanhã – Florestas"

Data: segunda-feira, 17 de setembro

Horário: a partir das 18h

Local: Auditório do Museu do Amanhã (Praça Mauá, nº 1, Centro – Rio de Janeiro)

Credenciamento de jornalistas: imprensa@museudoamanha.org.br

Categoria: Geral
Comentários (0) e Compartilhar

Festival BH Sustentável acontece neste final de semana em novo local

Publicado em 12/09/2018 às 15h12

Nos dias 15 e 16 de setembro, a partir das 12h, a capital mineira sediará o festival que reúne workshops e palestras direcionadas à evolução do ser humano e sustentabilidade, além dos shows das bandas Falamansa, CPM 22, Maneva, 1Kilo, Ponto de Equilíbrio e Poesia Acústica, no estacionamento do Raja Grill

Devido ao grande interesse do público, e com o objetivo de atender a todos com a máxima qualidade e comodidade, a Curió Produções e GET Produções anunciaram mudança no local da realização do Festival BH Sustentável. Neste final de semana, dias 15 e 16 de setembro, sábado e domingo, a partir de 12h, o Estacionamento do Raja Grill (Av. Raja Gabáglia, 3385 - São Bento, Belo Horizonte – MG) receberá o novo conceito de evento relacionado à sustentabilidade, que promete encantar os mineiros. A festa reunirá em um só lugar atrações culturais, shows, palestras, workshops e variadas atividades de conversa que terão como intuito promover a consciência ambiental, com presença confirmada das bandas Maneva, 1Kilo, Falamansa, CPM 22, Poesia Acústica e Ponto de Equilíbrio.

Segundo os organizadores, o BH Sustentável vai além da música e da arte, prometendo deixar um legado para a cidade. Com forte apelo social, o evento apresenta o conceito de promover atitudes que mudam o mundo. Por isso, tem a missão de fazer o público entender a importância do papel de cidadão na relação com seu habitat e seus espaços, ou seja, o meio ambiente. Sendo assim, a mobilização, urbanismo, a cidadania, educação, equilíbrio, inovação e muitos outros conceitos ligados a sustentabilidade serão temas que pautarão os debates e workshops para conscientizar crianças, jovens e adultos para a importância com as questões ambientais do planeta. Haverá ponto de coleta de materiais recicláveis e lixo eletrônico durante o evento.

E, pensando no caminho mais próximo e atraente para levar o público ao festival, a organização reuniu grandes representantes do rap, rock, reggae e do forró que apoiam a causa e ajudam a levantar a bandeira da transformação através da música, para animar ainda mais a festa. Além disso, durante os dois dias, o evento disponibilizará três espaços distintos que receberão as atrações musicais, workshops e também de uma praça de alimentação totalmente orgânica que contará com cervejas artesanais e a participação especial dos principais e mais renomados chefes de Belo Horizonte.

Os ingressos para curtir o Festival BH Sustentável estão à venda pela plataforma digital Sympla, com valores a partir de R$ 50 (meia), podendo optar por individuais, para participar de apenas um dia, ou passaporte. E crianças, com idade menor que 06 anos, acompanhada dos pais, têm entrada gratuita.

 

Serviço

Festival BH Sustentável

Data: 15 e 16 de setembro, sábado e domingo

Local: Estacionamento do Raja Grill (Av. Raja Gabáglia, 3385 - São Bento, Belo Horizonte – MG)

Atrações:

Sábado – Maneva, 1Kilo e Falamansa

Domingo – CPM 22, Poesia Acústica e Ponto de Equilíbrio

Ingressos: a partir de R$ 50 (meia)

Vendas: Sympla

http://www.sympla.com.br/festival-bh-sustentavel__335422

Realização: Curió Produções e GET Produções

Classificação Etária: 16 anos

Categoria: Minas Gerais
Comentários (0) e Compartilhar

Começa a temporada de observação de aves no Santuário do Caraça

Publicado em 12/09/2018 às 08h40

Prática ajuda na conscientização e preservação ambiental, diminui o estresse e aumenta a capacidade de percepção; Santuário do Caraça é um ótimo local para realizar a atividade, pois, além de estar localizado próximo a capital mineira, possui mais de 380 espécies para observação

Observação de aves: uma prática antes muito atribuída a profissionais das ciências biológicas se tornou uma ótima opção de hobby e, até fonte de pesquisas para diversas pessoas de várias faixas etárias e profissões. O ato também é chamado de birdwatching ou passarinhar, como é popularmente conhecido.

De acordo com os dados da Avistar Brasil, grupo que promove o maior encontro de praticantes da modalidade no país, existem mais de 35 mil observadores de aves no país. E não poderia ser diferente, já que o território nacional é o segundo maior do mundo em número de aves, passando de mais de 1.900 espécies, o que totaliza cerca de 20% das aves do mundo, de acordo com pesquisa feita pela Save Brasil, braço da BirdLife International.

Além de auxiliar, e muito, para a preservação e conscientização ambiental e catalogação das espécies, a modalidade faz muito bem para quem a pratica. Pesquisas da Universidade de Exeter, na Inglaterra, apontam que observar aves, mesmo que em ruas perto de casa, ajuda a combater a depressão e a ansiedade. O estudo comprovou que as pessoas que moram em bairros arborizados e com mais aves por perto, tem menos chances desenvolverem problemas de saúde, como o estresse. A pratica também estimula e aprimora a capacidade de atenção e os sentidos, como audição e visão.

Para começar a praticar o birdwatching não é necessário nenhum alto investimento ou especialização, os observadores precisam, geralmente, de um binóculo de qualidade e um guia de bolsa, para auxilia-lo na identificação das espécies. Uma outra característica fundamental dos adeptos é não ter preguiça de levantar cedo da cama, pois o melhor horário para fazer a observação é pela manhã, quando as aves estão mais ativas.

É muito fácil encontrar espécies em praticamente todos os ambientes, portanto, as aves podem ser observadas em praças, parques e jardins das cidades. Para observar espécies mais raras é necessário sair das zonas urbanas e se aventurar em verdadeiras e divertidas expedições. Um ótimo lugar para ter esse contato com as aves é no Santuário do Caraça, na divisa dos municípios de Barão de Cocais, Catas Altas e Santa Bárbara, em Minas Gerais. Composto por quase 13 mil hectares de Mata Atlântica, Campos Rupestres e Cerrado, com diversas trilhas desde as mais curtas, até as que levam horas de caminhadas, passando por belíssimas cachoeiras, o Santuário possui mais de 380 espécies de aves, algumas existentes só naquela região e com risco de extinção.

Marcelo Vasconcelos, mestre e doutor em aves das montanhas do leste do Brasil, e guia do Caraça, diz que é crescente a visita de adeptos da prática ao Santuário, inclusive de outros países. "Nunca guiei o mesmo grupo, ou pessoa, por mais de uma vez. Geralmente, isso é muito difícil. O observador de aves tende a ser 'nômade', escolhendo conhecer mais lugares, e mais aves, do que ficar voltando sempre a um mesmo local e vendo as mesmas espécies. Já recebemos visitantes, que vieram praticar o birdwatching, de diversas localidades do Brasil e até mesmo de outros países. E isso é muito interessante, pois a atividade garante um aprendizado constante, ou seja, quanto mais espécies um observador aprender a identificar, mais habilidoso ele ficará para novas observações. Assim, sempre haverá a possibilidade de observação de espécies ainda não conhecidas, raras ou de beleza única, tornando a atividade muito divertida e recompensadora", afirma.

Entre as aves com risco de desaparecem, e que podem ser encontradas no Caraça, estão: O Macuco, o Uru, a Águia-Cinzenta, o Gavião-de-Penacho, O Falcão-de-Peito-Laranja, o Negrinho-do-Mato e várias outras espécies. Quem vai ao Santuário praticar a modalidade, sempre está em busca dos maravilhosos Beija-Flor-de-Gravata-Verde, Formigueiro-da-Serra, Tapaculo-Serrano, Garrincha-Chorona, Tesourinha-da-Mata, Papa-Moscas-de-Costas-Cinzentas e do Rabo-Mole-da-Serra.

Para praticar o birdwatching no Santuário do Caraça, é recomendado que o observador se hospede nas acomodações disponíveis no local. Assim ele pode começar a expedição bem cedo, explorando melhor as trilhas, sem precisar se preocupar com o horário de funcionamento do local. Os meses de primavera e verão (de setembro a março) são os melhores para realizar a modalidade, já que as aves estão mais ativas, pelo fato de a estação reprodutiva da maioria das espécies se concentrar neste período.

O Santuário do Caraça funciona todos os dias da semana, das 08h às 17h para visitação e 24 horas para hospedagens previamente agendadas. A taxa de entrada para visitação custa, a partir de R$ 12,00. A hospedagem, com pensão completa, varia entre R$ 143,00 e R$ 220,00, por pessoa, a diária, dependendo da acomodação. Para mais informações e reservas acesse o site http://www.santuariodocaraca.com.br/.

 

Serviço

Santuário do Caraça

Local: Estrada do Caraça, KM9 - Entre os municípios de Barão de Cocais, Catas Altas e Santa Bárbara – CEP 35969-000

Fácil acesso pelas rodovias BR 381 e MG 436, além do charmoso acesso por trem (Estação Dois Irmãos – Barão de Cocais/MG)

 

Horário de Funcionamento para visitação: Todos os dias, das 08h às 17h

Valores: a partir de R$ 12,00

 

Hospedagem: (Diárias)

Fazenda do Engenho:

R$ 243,00 para 1 adulto

R$ 162,00 por pessoa para 2 ou mais adultos

R$ 81,00 por criança de 6 a 12 anos (no mesmo apto dos pais)

 

Santuário do Caraça

 

Suítes Imperiais (São 2 suítes para casais - Lado direito do Santuário, andar superior)

R$330,00 para 1 adulto

R$220,00 para 2 ou mais adultos (por pessoa)

R$110,00 por criança de 6 a 12 anos (no mesmo apto dos pais)

 

Sobradinho Afonso Pena (São 4 apartamentos, a ala comporta 14 pessoas - Parte externa do Santuário, sobre a recepção – escada)

R$303,00 para 1 adulto

R$202,00 para 2 ou mais adultos (por pessoa)

R$101,00 por criança de 6 a 12 anos (no mesmo apto dos pais)

 

Ala do Irmão Lourenço (São 9 apartamentos, a ala comporta 24 pessoas – Lado direito, abaixo da Ala do Santuário – escada)

R$303,00 para 1 adulto

R$202,00 para 2 ou mais adultos (por pessoa)

R$101,00 por criança de 6 a 12 anos (no mesmo apto dos pais)

 

Ala do Santuário (São 8 apartamentos, a ala comporta 24 pessoas

(Lado direito do Santuário, andar superior)

R$303,00 para 1 adulto

R$202,00 para 2 ou mais adultos (por pessoa)

R$101,00 por criança de 6 a 12 anos (no mesmo apto dos pais)

 

Ala do Claustro (São 5 apartamentos, a ala comporta 15 pessoas - Próximo ao relógio do sol – parte interna, ao lado do Santuário)

R$303,00 para 1 adulto

R$202,00 para 2 ou mais adultos (por pessoa)

R$101,00 por criança de 6 a 12 anos (no mesmo apto dos pais)

 

Ala da Carapuça (São 10 apartamentos, a ala comporta 20 pessoas - Parte externa do Santuário, em frente ao Museu e Biblioteca)

R$303,00 para 1 adulto

R$202,00 para 2 ou mais adultos (por pessoa)

R$101,00 por criança de 6 a 12 anos (no mesmo apto dos pais)

 

Chalé (Comporta 4 pessoas, sendo um quarto com uma cama de casal e duas de solteiro. Ocupação mínima – 2 adultos):

R$235,50 para 1 adulto

R$157,00 para 2 ou mais adultos (por pessoa)

R$78,50 por criança de 6 a 12 anos (no mesmo apto dos pais)

 

Casa da Ponte (Comporta até 15 pessoas, sendo dividida em duas partes: Parte principal – 12 pessoas. Ocupação mínima – 6 adultos e Suíte – 3 pessoas. Ocupação mínima – 2 adultos. As duas partes podem ser reservadas separadamente)

R$235,50 para 1 adulto

R$157,00 para 2 ou mais adultos (por pessoa)

R$78,50 por criança de 6 a 12 anos (no mesmo apto dos pais)

 

Ala dos Irmãos (São 8 quartos, a ala comporta 20 pessoas - Lado esquerdo do Santuário, abaixo da Ala do Claustro – escada)

R$235,50 para 1 adulto

R$157,00 para 2 ou mais adultos (por pessoa)

R$78,50 por criança de 6 a 12 anos (no mesmo apto dos pais)

 

Crianças de até 5 anos (no mesmo apto dos pais) não pagam

Reservas: centraldereservas@santuariodocaraca.com.br

Mais informações:http://www.santuariodocaraca.com.br/

Categoria: Minas Gerais
Comentários (0) e Compartilhar

Napoleão: novo reservatório de 50 mil litros é instalado para beneficiar moradores

Publicado em 12/09/2018 às 08h32

Chegou o momento dos moradores do Napoleão serem beneficiados com mais um reservatório. Na prática, o novo tanque será mais uma opção de armazenamento de água potável para os moradores daquela região assegurando uma maior quantidade armazenada e, automaticamente, garantindo o abastecimento.

Por questões técnicas o novo reservatório, com capacidade de armazenamento de 50 mil litros, foi instalado nesta terça-feira (11) no Cardoso de Melo, no entanto, ele irá abastecer as residências e comércios do bairro Napoleão.

Essa é mais uma ação do Programa Mais Água, que reúne muitos outros investimentos visando a melhoria e ampliação dos serviços prestados pelo Demsur referente ao fornecimento de água potável à população muriaeense.

Nas próximas semana o Demsur irá instalar novos reservatórios nos distritos de Itamuri e Bom Jesus da Cachoeira, além de outro na comunidade de Patrimônio dos Carneiros.

Categoria: Muriaé
Comentários (1) e Compartilhar

Prefeitura instala mais de 500 papeleiras pelos bairros e distritos de Muriaé

Publicado em 11/09/2018 às 16h55

Ação evita que lixo seja jogado na rua, promovendo espaços mais limpos e adequados para moradores

A Prefeitura está instalando mais de 500 papeleiras pelas ruas de Muriaé e distritos para colaborar com a limpeza urbana e rural. O trabalho teve a sua primeira etapa no primeiro semestre pelos bairros centrais. Desde a última quarta-feira (5), ele voltou a acontecer nos bairros Planalto, Cerâmica e Safira. É a primeira vez que são instaladas lixeiras nos pontos mais populosos da cidade. A ação pretende evitar que as pessoas joguem o lixo nas ruas, promovendo espaços mais limpos e adequados para moradores.

No primeiro momento, todas as praças da área central da cidade receberam papeleiras. O equipamento é instalado nos pontos de maior passagem de pessoas, auxiliando na limpeza dos locais públicos. Os espaços comuns, as praças do Centro, Barra, Porto, Dornelas já receberam as lixeirinhas, assim como a área de lazer e confraternização do Planalto. “É a primeira vez que o nosso bairro tem papeleiras. Agora, tendo uma latinha ou um papel na mão, temos o local exato para depositar”, disse um dos primeiros moradores do bairro, que reside no local há mais 40 anos, Joaquim da Fonseca.

Mais 1.000 papeleiras estão sendo licitadas pelo Demsur para serem instaladas, em breve, nos demais bairros e distritos. Algumas para completar todo o eixo urbano e outras para repor aquelas que foram estragadas por atos de vandalismo. “Faremos os recolhimentos periodicamente, sem deixar que acumule entulho, porém precisamos contar com os moradores para preservação de todas”, lembrou o diretor de Limpeza Urbana, Alcemar Felizardo.

 

Categoria: Muriaé
Comentários (1) e Compartilhar

left show tsN fwR fsN|left fwR tsN|left show fwR tsN|bnull|||login news c05|fsN fwR normalcase c05 tsN|c05|login news fwR normalcase c05|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||