Belisário se torna patrimônio hídrico e está protegido contra exploração mineral

Publicado em 14/02/2019 às 08h56

Prefeitura criou documento para preservar distrito do extrativismo e poluição de nascentes

Para proteger o Parque Estadual Serra do Brigadeiro, assim como a Área de Proteção Ambiental Parque do Itajurú (APA Municipal Pico do Itajurú), da mineração, a Prefeitura de Muriaé se antecipou aos fatos e criou a Lei Municipal 5.763, para proteger a região de Muriaé (Belisário) do extrativismo mineral e da extinção das nascentes.

A posição foi tomada para atender a população do distrito, que organizou um movimento de repulsa. Após a criação da lei, 100 quilômetros quadrados, cerca de 10 mil hectares, no entorno de Belisário foi transformado em Patrimônio Hídrico. Desta maneira, a região rica em recursos ambientais estará protegida, já que a nova lei estabelece limites para as explorações ao redor dos parques da Serra do Brigadeiro e APA Municipal Pico do Itajurú.  

A Secretaria de Meio Ambiente foi ao local, fez as medições e definiu a área e regras a serem aplicadas. A nova lei foi construída com o objetivo de dificultar as explorações de impacto na região. Na área delimitada pela lei ficou definido que deverão ser incentivadas novas atividades econômicas e sociais sustentáveis, como a prática de turismo natural ou ecológico, agricultura familiar, conservação ambiental e promoção de pesquisas.

“Os dois parques são de uma rica produção hídrica, é o nosso pulmão, e nos permite receber o Imposto sobre Circulação de Mercadorias, o ICMS Ecológico, que é revertido para melhorias necessárias a estas áreas. Estes 10 mil hectares compreendem reservas de Mata Atlântica, que envolvem mais de 2 mil nascentes”, explica o coordenador de Meio Ambiente da Prefeitura, Lucas Melo.

A partir de então, qualquer exploração a ser realizada na região deverá respeitar o raio de 100 quilômetros quadrados (10 mil hectares) ao redor das reservas ambientais. Os moradores de Belisário passaram a ter mais controle sobre as terras que pertencentes ao Patrimônio Hídrico.

Mais de 27 pedidos foram registrados como solicitação para mineração

Estudos que já foram realizados sobre a presença de bauxita no Brasil comprovaram que a Serra do Brigadeiro possui uma das maiores jazidas da matéria-prima do alumínio do país. A área vem sendo desejada há anos pelas mineradoras.

Através de pesquisas na internet, se pôde averiguar que mais de 27 pedidos de autorização para minerar no Parque Serra do Brigadeiro e entorno foram solicitados.

A Serra do Brigadeiro que circunda toda a cidade e a Apa Pico do Itajurú, localizada na zona rural de Muriaé, são grandes geradoras de água. A região tem registradas mais de 2 mil nascentes, as quais abastecem o distrito, Muriaé e as cidades vizinhas. 

Categoria: Muriaé, Região
Tags: Belisário, Patrimônio Hídrico, Pico do Itajuru

Enviar comentário

voltar para Meio Ambiente

left show tsN fwR fsN|left fwR tsN|left show fwR tsN|bnull|||login news c05|fsN fwR normalcase c05 tsN|c05|login news fwR normalcase c05|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||