Região

Belisário se torna patrimônio hídrico e está protegido contra exploração mineral

Publicado em 14/02/2019 às 08h56

Prefeitura criou documento para preservar distrito do extrativismo e poluição de nascentes

Para proteger o Parque Estadual Serra do Brigadeiro, assim como a Área de Proteção Ambiental Parque do Itajurú (APA Municipal Pico do Itajurú), da mineração, a Prefeitura de Muriaé se antecipou aos fatos e criou a Lei Municipal 5.763, para proteger a região de Muriaé (Belisário) do extrativismo mineral e da extinção das nascentes.

A posição foi tomada para atender a população do distrito, que organizou um movimento de repulsa. Após a criação da lei, 100 quilômetros quadrados, cerca de 10 mil hectares, no entorno de Belisário foi transformado em Patrimônio Hídrico. Desta maneira, a região rica em recursos ambientais estará protegida, já que a nova lei estabelece limites para as explorações ao redor dos parques da Serra do Brigadeiro e APA Municipal Pico do Itajurú.  

A Secretaria de Meio Ambiente foi ao local, fez as medições e definiu a área e regras a serem aplicadas. A nova lei foi construída com o objetivo de dificultar as explorações de impacto na região. Na área delimitada pela lei ficou definido que deverão ser incentivadas novas atividades econômicas e sociais sustentáveis, como a prática de turismo natural ou ecológico, agricultura familiar, conservação ambiental e promoção de pesquisas.

“Os dois parques são de uma rica produção hídrica, é o nosso pulmão, e nos permite receber o Imposto sobre Circulação de Mercadorias, o ICMS Ecológico, que é revertido para melhorias necessárias a estas áreas. Estes 10 mil hectares compreendem reservas de Mata Atlântica, que envolvem mais de 2 mil nascentes”, explica o coordenador de Meio Ambiente da Prefeitura, Lucas Melo.

A partir de então, qualquer exploração a ser realizada na região deverá respeitar o raio de 100 quilômetros quadrados (10 mil hectares) ao redor das reservas ambientais. Os moradores de Belisário passaram a ter mais controle sobre as terras que pertencentes ao Patrimônio Hídrico.

Mais de 27 pedidos foram registrados como solicitação para mineração

Estudos que já foram realizados sobre a presença de bauxita no Brasil comprovaram que a Serra do Brigadeiro possui uma das maiores jazidas da matéria-prima do alumínio do país. A área vem sendo desejada há anos pelas mineradoras.

Através de pesquisas na internet, se pôde averiguar que mais de 27 pedidos de autorização para minerar no Parque Serra do Brigadeiro e entorno foram solicitados.

A Serra do Brigadeiro que circunda toda a cidade e a Apa Pico do Itajurú, localizada na zona rural de Muriaé, são grandes geradoras de água. A região tem registradas mais de 2 mil nascentes, as quais abastecem o distrito, Muriaé e as cidades vizinhas. 

Categoria: Muriaé, Região
Comentários (0) e Compartilhar

Defesa Civil alerta para chuvas intensas nesta terça-feira

Publicado em 12/02/2019 às 17h59

Há previsão de se chover entre 20 e 30 milímetros

A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec) alerta para um "perigo potencial de chuvas intensas" na noite desta terça-feira (12), com precipitações variando entre 20 e 30 milímetros ou até 50 milímetros, e ventos entre 40 e 60 km/h. As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET).

A Compdec informa que continuará realizando seus monitoramentos. A população pode entrar em contato com o órgão pelos telefones 199 e 98826-9846.

Categoria: Muriaé, Região
Comentários (0) e Compartilhar

Defesa Civil acompanha situação de barragens próximas a Muriaé

Publicado em 29/01/2019 às 16h44

Órgão municipal participa de visitas às barragens e faz monitoramento de rios da região

A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (COMPDEC), órgão vinculado à Prefeitura de Muriaé, informa que acompanha a situação de segurança das cinco barragens em cidades próximas ao município. Já o monitoramento de barragens é atribuição legal de órgãos estaduais.

A COMPDEC, mais conhecida como Defesa Civil, participa de visitas às instalações das barragens e acompanha o Plano de Ajuda Emergencial (PAE) e o Plano de Ajuda Emergencial de Barragem de Mineração (PAEBM). Essas medidas fazem parte da Lei 12.334, que define a Política Nacional de Segurança de Barragens. Além disso, a Defesa Civil faz o monitoramento constante dos três rios - Muriaé, Preto e Glória – que poderiam ser afetados em um possível desastre.

Em maio de 2018, a Defesa Civil foi convidada a visitar a PCH do Glória, que é de propriedade da Vale. Em julho do ano passado, agentes da Defesa Civil de Muriaé visitaram a Barragem de Bom Jardim, da Bauminas, em Miraí, para conhecer suas instalações, funcionamento e sistema de segurança, além do Plano de Ajuda Emergencial, que engloba ações entre a empresa mineradora e as COMPDEC’s.

As visitas a essas e outras barragens em cidades próximas a Muriaé atendem à Lei 12.334, a qual determina que as mineradoras entreguem à Defesa Civil o PAE e o PAEBM, a fim de se executar trabalhos de forma conjunta no momento de emergência.

CBA garante segurança de suas barragens – Dois dias após o rompimento da barragem da Mina Córrego Feijão, da Vale, em Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte, a Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) emitiu no domingo (27) mensagem interna aos seus funcionários lamentando o fato e se solidarizando com todos que tiveram suas vidas impactadas com a tragédia.

No mesmo comunicado, a CBA também esclareceu que possui “sistema robusto” que garante a integridade física de suas barragens, informando que esse processo contempla ações da própria empresa e atividades permanentes realizadas por auditorias técnicas externas, feitas por especialistas. A Companhia ressaltou ainda que todas as barragens de suas operações possuem laudos técnicos que garantem a estabilidade das operações, e que esses relatórios são encaminhados aos órgãos fiscalizadores.

 

Categoria: Muriaé, Região
Comentários (0) e Compartilhar

Nível do Rio Muriaé está baixando, informa Defesa Civil

Publicado em 04/12/2018 às 10h17

A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (COMPDEC) informa que o nível do Rio Muriaé está com escoamento rápido.

Após ter atingido o ápice às 3h, quando chegou a 2m, o nível começou a diminuir de maneira considerável. No momento se encontra em 1,73m - entre o período chuvoso (de outubro e março), a variação de seu nível é de 1,00m a 1,20m. 

A COMPDEC informa também que não há previsão de chuva para esta terça, quarta e quinta-feira na cidade, o que facilita o escoamento do Rio Muriaé.

A Defesa Civil está em constante monitoramento da previsão climática, de encostas e também dos níveis dos rios Muriaé e Preto. A população pode entrar em contato com o órgão pelos telefones 199 e 98826-9846 e também acompanhar pelo Facebook/CompedcMuriaé.

Categoria: Muriaé, Região
Comentários (0) e Compartilhar

Zé da Luz na estrada: Energisa alerta sobre cuidados com a rede elétrica

Publicado em 12/11/2018 às 15h12

Com orientações importantes sobre os riscos e perigos de se aproximar da rede elétrica, o projeto ‘Zé da Luz na Escola’ da Energisa está na estrada. Em outubro, mais de 700 crianças assistiram à peça teatral ‘Segurança Sempre’, conduzida pelo Grupo Pera, com o objetivo conscientizar crianças, adolescentes e adultos sobre os riscos e perigos de se aproximar da rede elétrica, reforçando que a segurança deve estar sempre em primeiro lugar.

Neste mês de novembro, o projeto visitará mais três cidades de Minas. As escolas visitadas serão:

  •         Centro Educacional Municipal 2000, em Pirapetinga, no dia 12 de novembro;
  •         Escola Municipal Albertina Lima da Costa Duarte, em Visconde do Rio Branco, no dia 26 de novembro; e
  •         Escola Municipal Professora Stela Fidelis, em Muriaé, no dia 28 de novembro.

Este ano, o projeto Zé da Luz na Escola já percorreu 34 escolas da área de concessão da Energisa Minas Gerais, beneficiando mais de 10 mil alunos. Fique atento você também e siga as orientações da Energisa, repasse aos filhos, amigos e parentes e evite acidentes:

  •         materiais metálicos como escadas, barras de ferro, arames, trilhos de cortina, antenas devem ficar longe da rede elétrica;
  •         nada pode ser construído próximo à rede elétrica;
  •         aparelhos elétricos devem ficar longe de locais molhados;
  •         fique longe de fios caídos;
  •         remendos em fios podem causar choque.

Ao soltar pipas:

  •         escolha lugares abertos, longe da rede elétrica, como campos de futebol e parques;
  •         nunca tente retirar pipa enrolada em fios elétricos;
  •         jamais use cerol. O uso do cerol pode se transformar em uma arma. Ele deixa as linhas das pipas como uma lâmina afiada, o que pode machucar pessoas, causar mortes e romper os fios com mais facilidade.
  •         não use papel alumínio ou fios metálicos para fazer a sua pipa. Esses materiais conduzem energia elétrica com mais facilidade e provocam choques e curto-circuito.

Veja outras notícias em nosso site: www.energisa.com.br e acompanhe a Energisa nas redes sociais: Facebook e Twitter.

Categoria: Minas Gerais, Região
Comentários (0) e Compartilhar

Defesa Civil alerta para possibilidade de chuvas nesta quinta-feira

Publicado em 25/10/2018 às 15h57

A Defesa Civil alerta para a possibilidade de chuvas fortes para a tarde desta quinta-feira, 25 na zona urbana de Muriaé. De acordo com Boletim divulgado na manhã de hoje, há chances de 90% de chuvas nos períodos de tarde e noite. A Umidade relativa do ar é de 91% e o volume estimado é de 25mm. O acumulado das últimas 72 horas soma 2,7 mm e durante todo o mês de Outubro choveu o acumulado de cerca de 3,9 mm.

A previsão de chuvas se mantém até sábado, 27.

Categoria: Mundo, Região
Comentários (0) e Compartilhar

Curso de Turismo Rural acontecerá em Pirapanema no próximo dia 16

Publicado em 05/10/2018 às 15h48

Parceria entre Prefeitura e Senar objetiva qualificar proprietário rural para receber turistas, oferecendo capacitação para que desenvolvam atividades para clientes

O curso de Turismo Rural acontecerá entre dias 16 e 19 de outubro, no horário de 8h a 17h, no distrito de Pirapanema. A realização é pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), por meio de parceria entre a Prefeitura, Fundarte e Sindicato Rural. O objetivo da atividade é qualificar o proprietário rural para receber turistas, oferecendo a eles a capacitação para desenvolverem atividades dentro de suas propriedades. A oportunidade também ensinará técnicas de atendimento ao cliente e hospedagem.

O treinamento terá carga horária de 32 horas por dia, ministrado pela instrutora do Senar, Cláudia Ferolla. Os conteúdos trabalhados serão ligados ao empreendedorismo, planejamento e administração de propriedades rurais. Serão desenvolvidos conceitos e atividades que irão auxiliar na criação de um plano de negócios bem estruturado, que poderá contribuir para a melhoria da gestão de sítios ou fazendas, estabelecendo ações que levarão a estruturar de forma correta a maneira de receber visitantes e proporcionar entretenimento de qualidade para os moradores da área urbana.

A modalidade começa a ganhar força na região e estabelecer novas formas de oferecer conhecimento sobre as atividades agropecuárias, apresentando o patrimônio cultural e natural como elementos da oferta turística no meio rural. Os proprietários precisam estar treinados para apresentar passeios, conhecimentos sobre a agricultura familiar, e relembrar as manifestações regionais (como o folclore, os trabalhos manuais, a gastronomia).

Para os interessados em participar, existem apenas 12 vagas disponíveis. Outras informações podem ser adquiridas pelo telefone 3696-3395 (Natália). Será necessário preencher ficha cadastral com os números dos documentos de identidade, CPF e endereço residencial, e-mail (endereço eletrônico), além do telefone.

Categoria: Muriaé, Região
Comentários (0) e Compartilhar

Super Liga da Energia: Energisa lança campanha para conscientização do consumo

Publicado em 02/10/2018 às 17h05

O Grupo Energisa acaba de lançar a campanha “Super Liga da Energia”, em que os personagens Clara, Marcelo e Carol darão dicas de consumo e uso eficiente de energia elétrica. A proposta é incentivar a população a mudar hábitos de consumo de energia para que não haja desperdício e, assim, consiga economizar não só dinheiro, mas também alcançar bem-estar e ainda preservar o meio ambiente.

O público será incentivado a participar, por meio das redes sociais, onde os personagens também estarão presentes. A ideia é que as pessoas mostrem suas práticas diárias de economia no Facebook, Instagram, YouTube e LinkedIn utilizando as hashtags #SuperLigadaEnergia e #Eufaçoparte e mencionando o perfil da empresa (@energisa). No Instagram, os usuários ainda poderão inserir GIFs e stickers especiais em suas stories com as estampas “Super Liga da Energia”, “Vai lá e faz”, “Se liga na economia”, “Energisa” e “Aneel”. A campanha também conta com um hotsite, com conteúdos exclusivos e espaço para a interação do público: <www.energisa.com.br/superligadaenergia> ou <www.superligadaenergia.com.br>.

Internamente, a campanha também atinge os colaboradores da Energisa por meio das dos grupos no WhatsApp e da intranet. Também foram gravados vídeos de 15 segundos que estão sendo disponibilizados no hotsite, contando como conseguiram reduzir o consumo de energia em casa e no trabalho.

Crescimento do consumo

A reboque da recuperação econômica no Brasil, o consumo de energia elétrica vem crescendo ao longo do ano. Em agosto, constatou-se aumento do consumo de 1,3%, em comparação com o mês equivalente de 2017. É o que indicam os dados prévios da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) divulgados em setembro.

E foi para combater o desperdício de energia que o Grupo Energisa investiu, nos últimos três anos, por meio do Programa de Eficiência Energética da ANEEL, R$ 233,17 milhões em projetos de eficiência energética nas suas áreas de concessão. Ao todo, foram mais de 650 mil unidades consumidores beneficiadas, proporcionando uma economia de 192.064 MWh/ano. Essa energia é suficiente abastecer aproximadamente 72.751 residências, com consumo mensal de 200KWh, durante um ano.

Sobre o Grupo Energisa

Com 113 anos de história, o Grupo Energisa é um dos maiores do Brasil em distribuição de energia elétrica. Uma das primeiras empresas a abrir capital no Brasil, a companhia controla onze distribuidoras em Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro, Sergipe, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, São Paulo, Paraná, Rondônia e Acre. Hoje são aproximadamente 6,6 milhões de clientes – o que representa uma população atendida de cerca de 16 milhões de pessoas – em 788 municípios em todas as regiões do Brasil. Com receita líquida anual de R$ 13,6 bilhões, o grupo gera aproximadamente 16 mil empregos e recentemente arrematou as Centrais Elétricas de Rondônia (Ceron) e a Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre), anteriormente operadas pela Eletrobras, em leilão realizado pelo Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).  

Com a missão de transformar energia em conforto, desenvolvimento e oportunidades de forma sustentável, responsável e ética, a Energisa atua com um diversificado portfólio que engloba distribuição, geração, serviços para o setor elétrico (Energisa Soluções), serviços especializados de TI e Call Center (Multi Energisa), comercialização de energia (Energisa Comercializadora) e, mais recentemente, transmissão.

Categoria: Muriaé, Região
Comentários (0) e Compartilhar

Apicultores de Patrocínio do Muriaé aprendem sobre produção de própolis

Publicado em 21/09/2018 às 23h51

Pequenos apicultores de Patrocínio do Muriaé participaram, pela primeira vez, do curso de Produção de Própolis, do Senar Minas. O município também já recebeu o de Extração de Mel em abril deste ano. A oferta de treinamentos na área faz parte do trabalho do Sindicato de Produtores Rurais para ajudar pequenos produtores da agricultura familiar.

“Venho desenvolvendo um trabalho para criar oportunidades para os pequenos produtores e, principalmente, filhos de produtores, que precisam suceder seus pais nas atividades. Minha maior preocupação é dar a esses jovens uma alternativa para não saírem de perto de seus pais”, explicou o presidente do sindicato, Ramon Santos Selani.

Os dez participantes são de Patrocínio do Muriaé e de cidades vizinhas. “Antes de iniciarmos o curso, procuramos informação com um produtor maior em Faria Lemos, um município próximo, e vimos que seria uma ótima oportunidade para a nossa cidade”, contou a mobilizadora Daniele da Silva. Ainda está prevista a realização de outros cursos, como o de Produção de Geleia Real e Rainhas.

O objetivo do curso de produção de Própolis, ministrado por Ulysses Costa Freire, foi ensinar os alunos a manejar os enxames, induzindo-os à produção de própolis. Para isso, eles aprenderam sobre organização social das abelhas, composição da própolis e utilidade para a abelha e o homem, condições necessárias para a produção, instalação dos coletores, coleta e transporte, higienização do local de beneficiamento, seleção e classificação da própolis, armazenamento e noções sobre gerenciamento da atividade apícola.

Categoria: Geral, Região
Comentários (0) e Compartilhar

Premiação do III Concurso da qualidade do café aconteceu na abertura da Exposição de Rosário da Limeira

Publicado em 28/07/2018 às 13h10

A Administração 2017/2020, em parceria com a Emater e o SICOOB, realizou na abertura da XVII Exposição Agropecuária, o III Concurso de Qualidade Café de Rosário da Limeira, uma forma de incentivo aos nossos produtores. Parabéns a todos os produtores de café que participaram do concurso.

Vencedores do III Concurso de Qualidade de Café de Rosário da Limeira

1º lugar: Airton Luís Falco - Fazenda Ancorado - N.S. das Graças

Premiação: R$1400,00

2º lugar: Vanderlei Firmino de Souza – Faz. Boa Vista  - Pombal

Premiação: R$1000,00

3º lugar: José Rodrigues Vieira – Serra das Aranhas - Santana

Premiação: R$700,00

4º lugar: Ailton Paulo da Silva – Faz. Buracada – São Pedro

Premiação: R$500,00

5ºlugar: Gilberto Firmino de Souza – Faz. Caetano – São Bartolomeu

Premiação: R$400,00

Categoria: Região
Comentários (0) e Compartilhar

left show tsN fwR fsN|left fwR tsN|left show fwR tsN|bnull|||login news c05|fsN fwR normalcase c05 tsN|c05|login news fwR normalcase c05|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||