Cultura

Bairro Planalto realiza festa em comemoração ao dia das crianças

Publicado em 22/10/2018 às 09h29

A Associação de Moradores do bairro Planalto realizou neste final de semana a festa em comemoração ao dia das crianças. Segundo a presidente da Associação, Viviane Almeida, o evento reuniu centenas de crianças e pais na praça central do bairro.

A festa teve, além da entrega de medalhas do campeonato de futsal das crianças do bairro, apresentação de danças, uma aula de zumba com professor Jheones Castro e apresentação do artista Alessandro Mocotó na perna de pau.

Além destas apresentações as crianças se divertiram com as brincadeiras do palhaço, enquanto se deliciavam com pipoca, cachorro quente e outras guloseimas. O evento colimou com a apresentação da Escola Canarinhos do Samba do Planalto.

A festa, que faz parte do calendário de realizações da atual diretoria, acontece sempre em data posterior ao dia 12 de outubro.

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Luzia resistiu! Crânio foi resgatado do incêndio no Museu Nacional

Publicado em 20/10/2018 às 09h02

O crânio de Luzia, a mulher mais antiga do Brasil e das Américas, resistiu ao incêndio ao Museu Nacional no Rio de janeiro, no último dia 2 de setembro. Depois de atravessar 12 mil anos de história, o fóssil foi resgatado, mas em pedaços, pela equipe de especialistas da instituição.

O anúncio foi feito nesta sexta-feira pela arqueóloga Claudia Rodrigues-Carvalho, funcionária do museu e supervisora dos trabalhos de buscas no antigo palácio imperial, localizado no parque municipal Quinta da Boa Vista. Os restos foram encontrados nos últimos dias e 80% deles já foram identificados.

“Nós retiramos 100% do material, mas sempre existe alguma transformação. Hoje conseguimos dizer 80% desse material foi possível identificar de imediato”, disse Rodrigues-Carvalho ao ElPaís.

O restante ainda está passando por um processo de limpeza e estabilização. Devido ao intenso calor, a cola que mantinha o crânio unido derreteu, deixando-o despedaçado e danificado. “Sempre tem algum tipo de perda, mas acredito que chegaremos a recuperar quase 100%”, acrescenta.

Os pedaços foram apresentados nesta sexta durante uma coletiva de imprensa no Rio.

Como

Rodrigues-Carvalho conta que o crânio se encontrava em uma caixa de metal dentro de um armário “em uma posição que era já planejada para qualquer situação de sinistro”. Foi o que acabou salvado Luzia, uma das peças mais importantes de um acervo de 20 milhões de itens. “Mas o material ósseo tem um limite de resistência e Luzia é mais frágil que o normal, mas todas as medidas acabaram garantindo uma possibilidade de restauração. A proteção não foi 100% eficaz, mas de certa forma ajudou”, afirma a antropóloga.

Os restos de Luzia ficarão guardados em um local seguro até que um laboratório seja disponibilizado, uma condição imprescindível para que os pesquisadores do Museu Nacional possam finalmente começar a restaurá-los. “Os fragmentos tiveram uma transformação, é impossível não ter. Mas estamos muito otimistas, porque a expectativa era de nem conseguiríamos recuperá-la”, explica Rodrigues-Carvalho. “Temos muito trabalho pela frente, mas que será recompensador”.

Com informações do ElPaís e G1

Fonte: Só Notícia Boa

Categoria: Brasil, Geral
Comentários (0) e Compartilhar

Festival Ver e Fazer Filmes 2018

Publicado em 18/10/2018 às 16h18

Em sua 6ª edição, evento traz a Cataguases mostras de filmes infanto-juvenis, fóruns temáticos, workshops e encontro de cineclubes.

De 17 a 26 de outubro, o Festival Ver e Fazer Filmes promove uma ampla programação voltada para o público infanto-juvenil, especialmente, formado de crianças e jovens de Cataguases e da região do Polo Audiovisual da Zona da Mata de Minas Gerais.

Além de mostras audiovisuais, o evento realiza fóruns temáticos, arenas e workshops que irão reunir também dezenas de agentes culturais e educadores, realizadores e produtores audiovisuais, gestores de empresas, instituições e universidades, bem como, representantes de órgãos governamentais em âmbito regional, estadual e nacional.

Na etapa VER FILMES, a programação do Cine Escola Animada exibirá duas Mostras de Filmes Nacionais: uma para a juventude (17 a 19 de outubro) e outra para crianças (23, 24 e 25 de outubro), em sessões seguidas de debates e a seleção do melhor filme de cada mostra.

A curadoria foi organizada por Marcos Pimentel, documentarista e diretor de formação do Polo Audiovisual da Zona da Mata, que selecionou 18 curtas e longa-metragem da recente produção brasileira, abordando temas pertinentes ao universo e interesses de crianças e jovens.

Para mobilizar a criançada foram realizadas 26 oficinas de fotografia e 32 sessões educativas no Colégio Cataguases e no Centro Cultural Humberto Mauro. Na ação estão envolvidas 05 Escolas Municipais de Cataguases, com a participação direta de 250 crianças, entre 6 e 11 anos, que irão compor o Júri Infantil do Festival.

Já para a MOSTRA JUVENIL, como nos anos anteriores, o Festival tem a parceria do Projeto Escola Animada - Rede Cineclube, que, em 2018, irá mobilizar 250 estudantes do ensino médio, de 23 cineclubes instalados em escolas e centros culturais de 12 cidades da Região.

No processo de mobilização dos coletivos de estudantes e professores, foram realizadas 24 oficinas para produção de vinhetas animadas de cada cineclube. No Festival, além de compor o Júri Juvenil da mostra competitiva, os estudantes irão participar do Desafio Audiovisual, um jogo educativo que relaciona juventudes, cultura e o cinema nacional.

O objetivo principal desta etapa é ampliar experiências e metodologias de aplicação da educação audiovisual na formação integral de estudantes, crianças e jovens da região.

Na programação, ganha também destaque: a realização do Fórum Cultura, Educação e Desenvolvimento Local com convidados especiais, dentre autoridades e especialistas, para participação em duas mesas temáticas: “Cidades Criativas e Educadoras” e “Arranjos Produtivos do Audiovisual em Rede”. E ainda, a organização da ação Arena Escola Criativa, que promove três workshops para participação de educadores e pesquisadores, com os temas: “Juventudes, Cultura e Cidade”; “Formação em Tecnologias Audiovisuais; Infância, Cultura e Cidade”.

Na Etapa FAZER FILMES, no dia 26 de outubro, o Festival será palco para a primeira exibição e premiação dos curtas-metragens produzidos por realizadores locais no âmbito do 3º Edital Usina Criativa de Cinema.

Em fevereiro de 2018, após chamada pública em 65 cidades da região do Polo Audiovisual da Zona da Mata, uma comissão de jurados formada por profissionais do setor, selecionou 4 projetos de realizadores audiovisuais locais para produção de 4 curtas-metragens. Um quinto filme foi realizado por um diretor convidado da capital mineira. Ao longo dos últimos seis meses, cada projeto recebeu $30 mil reais para sua produção, além de suporte e apoio de 10 consultorias especializadas em diversas áreas.

Nessa etapa, o Festival mobilizou cerca de 300 profissionais locais, em diversas áreas da produção audiovisual, cumprindo assim sua missão de fortalecer empreendedores criativos, moradores da região, na viabilização de seus primeiros e ou próprios filmes.



SESSÕES ESPECIAIS

Para o grande público, Festival Ver e Fazer Filmes reserva dois grandes momentos. O primeiro, na abertura do evento, dia 17, com a exibição do documentário “Humberto Mauro”, dirigido por André Di Mauro. O segundo momento especial, no dia 20, será com a exibição do longa-metragem “Quase Memória” de Ruy Guerra, como Diretor Homenageado do Festival em 2018.

O FESTIVAL VER E FAZER FILMES é uma realização do Instituto Fábrica do Futuro, Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botelho e a Agência de Desenvolvimento do Polo Audiovisual da Zona da Mata de Minas Gerais, com o patrocínio da ENERGISA através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura da Secretaria de Estado da Cultura de Minas Gerais. O evento conta também com a parceria das Superintendências Regionais de Ensino (SRE) de Leopoldina, Muriaé, Ubá e Juiz de Fora da Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais, do Instituto Cidade de Cataguases, das Secretarias Municipais de Cultura e Educação de Cataguases, Instituto Federal – IF Sudeste, Cia Brasileira de Alumínio e Sebrae.

A maioria das atividades do Festival Ver e Fazer Filmes são gratuitas e abertas ao público, com ingressos retirados no Centro Cultural Humberto Mauro uma hora antes de cada evento. Apenas a mostra Usina Criativa de Cinema, no dia 26 de outubro, será reservada aos convidados das equipes dos curtas produzidas no âmbito do edital.

Serviço:
FESTIVAL VER E FAZER FILMES 2018
De 17 a 26 de OUTUBRO
CATAGUASES

Categoria: Região
Comentários (0) e Compartilhar

CRAS Cultura é aberto oficialmente com apresentações temáticas sobre o Sul

Publicado em 18/10/2018 às 10h18

Evento prossegue até sexta-feira (19), no Teatro Zaccaria Marques; projeto apresenta potencialidades das regiões atendidas pela política de assistência social

O CRAS Cultura foi aberto oficialmente na noite de quarta-feira (17), no Teatro Zaccaria Marques. A proposta da edição deste ano é apresentar as tradições das cinco regiões do país, por meio do trabalho realizado com os usuários da política de assistência social de Muriaé. O Sul do Brasil foi o destaque do primeiro dia de evento.

Criado em 2017, o CRAS Cultura é a culminância dos projetos que acontecem ao longo do ano nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), Núcleo de Atendimento de Assistência Social (NAAS), Centro de Convivência para Idosos (CCI), Programa Integração AABB Comunidade e Programa Criança Feliz. O objetivo é valorizar a identidade e a cultura locais, as potencialidades e talentos dos usuários dos serviços socioassistenciais, além de proporcionar lazer aos muriaeenses.

“O CRAS Cultura tem o objetivo de apresentar o trabalho que é realizado ao longo do ano no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e nos dispositivos onde ele ocorre, como os CRAS e Centro do Idoso, por exemplo. Este ano, o evento tem como tema a cultura brasileira, mas sem perder a cultura do nosso município, ressaltando as potencialidades dos territórios e o protagonismo dos nossos usuários”, frisa a assessora técnica da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Giselle Braga.

A programação do CRAS Cultura continua nesta quinta e sexta-feira (18 e 19), sempre às 19h, no Zaccaria Marques. Os temas abordados neste dois dias serão, respectivamente, as regiões Sudeste/Centro-Oeste e Norte/Nordeste. A programação inclui apresentações artísticas, teatrais, esportivas, de danças típicas, capoeira, entre outros. A entrada é gratuita.

 

Serviço

CRAS Cultura:

Data: até sexta-feira (19)

Horário: 19h

Local: Teatro Zaccaria Marques (Avenida Constantino Pinto - prédio da Fundarte)

Entrada gratuita

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Muriaé realiza 1ª Mostra de Diversidade, Juventude e Literatura de 16 a 27 de outubro

Publicado em 17/10/2018 às 17h11

Ação gratuita da Prefeitura tem objetivo de incentivar atividades culturais para jovens da cidade

A "1ª Mostra de Diversidade, Juventude e Literatura" acontecerá entre os dias 16 e 27 de outubro com programação diversificada. O momento será propício também para a realização da I Feira de Literatura de Muriaé (Felimur) que trará a tona discussões e debates entre os jovens da cidade. A ação gratuita da Prefeitura será organizada por meio do Circuito Cultural Grande Hotel Muriahé (Fundarte) e Academia Muriaeense de Letras, incentivada pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais e tem o objetivo de incentivar as atividades culturais no município.

A programação iniciou na com uma oficina que desenvolveu o tema "Literatura e Artes do toró", realizada na terça (16). Para o próximo sábado, haverá o "Aulão de Redação", um ensino preparatório para os estudantes que irão participar do Enem. Depois, às 10h, haverá uma "Roda de Conversa" com o escritor carioca, Vinícius Grossos, que será realizada no Teatro Belmira Vilas Boas, onde os jovens poderão discutir literatura.

Ainda no sábado, haverá a "Praça da Diversidade" com a Geladeira Literária que ficará exposta entre 10h e 21h, na Praça Coronel Pacheco de Medeiros para quem quiser procurar um livro para ler. Na sequência, acontece a Oficina de Jazz e Funk com o bailarino Walbert Luiz, que será às 14h30, no Teatro Belmira Vilas Boas. E assim, as atividades seguem no domingo com a realização da Gaymada, às 14h, no Horto Florestal. A noite, às 19h30, tem a peça teatral "Auto da Barca do Inferno", de Gil Vicente, e logo depois, às 20h, será a mesa redonda sobre Juventude e Produção Literária. Ambos no Teatro Belmira.

O evento segue pela semana inteira oferecendo atividades culturais diversas como apresentações de corais, rodas de leitura, concursos de poesias, palestras com os jornalistas de reconhecimento nacional, como Zuenir Ventura e Mauro Ventura, e a homenagem ao ilustre professor "in memorian" Luiz Gonzaga. A "1ª Mostra de Diversidade, Juventude e Literatura" finaliza no sábado seguinte (22), quando haverá o "I Encontro de Escritores de Muriaé", a "Feira de Livros" e a "I Mostra de Ações de Incentivo a Leitura" na Vila Eudóxia Canêdo durante todo o dia. As atividades recebem patrocínio da Energisa e do Supermercado Levate do Centro.

Serviço:

1ª Mostra de Diversidade, Juventude e Literatura/I Feira de Literatura de Muriaé

20/10 – sábado

  •          8h até 10h – de 10h até 12h - Aulão de redação para o Enem com a Professora Maria Alice Catta Preta. Local: Universidade Estácio de Sá.
  •          10h - Abertura de Roda de Conversa com o escritor Vinícius Grossos. Local: Teatro Municipal Belmira Vilas Boas.
  •          10h às 21h - Praça da Diversidade e Geladeira Literária. LocalPraça Coronel Pacheco de Medeiros
  •          14h30 - Oficina de Jazz Funk com Walbert Luiz. Local: Teatro Belmira Vilas Boas.

21.10 – Domingo

  •           14h - Gaymada (jogo de queimada). Local: Horto Florestal.
  •          19h30 – Peça Teatral "Auto da Barca do Inferno! De Gil Vicente. Local: Teatro Belmira Vilas Boas.
  •          20h – Mesa Redonda sobre Juventude e Produção Literária. Local: Teatro Belmira Vilas Boas.

22.10 – Segunda-feira

  •           19h30 – Apresentação do Coral "Canta Pra Ser Feliz" com repertório de músicas africanas alto-brasileiras.
  •          Palestra|: "A Estética da Dissimulação: Estratégias do Bruxo do Cosme Velho", com professor Natalino Silva e lançamento do seu livro "Ex-farrapos". Local: Paço Municipal.

23.10 – Terça-feira

  •          19h30 - Roda de leitura
  •          Concurso de Poesia Falada com premiação. Local: Teatro Belmira Vilas Boas.

24.10 – Quarta-feira

  •          19h – Encontro de Gerações: Zuenir Ventura e Mauro Ventura – Local: Teatro Zaccaria Marques.

24.10 – Quinta-feira

  •          19h30 - Roda de Memórias e Homenagem ao professor Luiz Gonzaga da Silva – Local: Paço Municipal.
  •          19h30 – Cinemateca Viva exibe o filme "Orações para baby". Local: Cinemateca Paulo Porto – Grande Hotel Muriahé.

25.10 – Sexta-feira

  •          8h30 - 3º Encontrão dos Grêmios Estudantis de Muriaé e região. Local: Teatro Belmira Vilas Boas.
  •          19h30 – Palestra "Literatura, Jornalismo e Política" com Leandro Mazzini. Local: Teatro Belmira Vilas Boas.

27.10 – Sábado

8h até 10h – 10h até 12h - Aulão de redação para o Enem com a Professora Maria Alice Catta Preta. Local: Universidade Estácio de Sá.

9h – Encerramento – Local: Vila Eudóxia Canêdo

I Encontro de Escritores de Muriaé

Feira de Livros

Geladeira Literária

I Mostra de Ações de Incentivo à Leitura

10h – Recital de piano e voz com o pianista Wanda Lantelme e a cantora Jovelina Nóbrega. Local: Sede da Associação Muriaeense de Letras (AMLE) – Vila Eudóxia Canêdo

  •          20h – Peça teatral "Farsa da Boa Preguiça" Local: Teatro Belmira Vilas Boas. (Distribuição de ingressos a partir das 19h)

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Artistas grafitam casas de madeira em favela de São Luís (MA)

Publicado em 16/10/2018 às 15h52

“É muito importante vocês estarem aqui, faz a gente lembrar que é gente também.”

As casas de madeira de moradores da favela da Alemanha, em São Luís, no Maranhão, erguidas sobre palafitas, ganharam cor e vida na última sexta-feira (12).

O projeto ‘Favelart’ reuniu dez grafiteiros e muralistas da capital maranhense para elevar a autoestima de moradores que vivem com tão pouco e rodeados por problemas, como a falta de saneamento básico, lazer, atividades culturais e a violência.

A iniciativa partiu de um morador da comunidade, o produtor cultural, MC e grafiteiro Carlos Over. Ele bateu de porta em porta pedindo autorização aos vizinhos para transformar suas casas em incríveis painéis artísticos ao ar livre.

Com a autorização cedida, era hora de reunir outros artistas que topassem participar da ação. Bastaram alguns posts nas redes sociais para que eles aparecessem e também pessoas dispostas a ajudar com a doação de tintas, mão de obra e alimentos para serem distribuídos aos moradores da comunidade durante o evento.

“Boa parte dos moradores reside em palafitas estabelecidas na maré, onde há pouco acesso à cultura, arte e lazer. Então, propus levar um pouco disso tudo para a comunidade”, conta Carlos em entrevista ao Razões para Acreditar.

Os moradores da Alemanha receberam muito bem os artistas e visitantes, esbanjando hospitalidade e gratidão. Em meio a tantos problemas, Carlos conta que era comum ouvir dos vizinhos frases como “Vocês precisam de alguma coisa?” e “Eu moro ali, ó, pode me procurar, tenho pouco, mas tudo o que eu tenho posso dividir com vocês”.

“Toda a ação foi baseada em uma construção mútua entre moradores e colaboradores. A ação teve um valor de mudança simbólica inestimável para a comunidade, trazendo aos moradores um ambiente mais agradável e uma autoestima maior em relação a sua comunidade e as suas moradias, como disse uma moradora: ‘É muito importante vocês estarem aqui, faz a gente lembrar que é gente também’”, afirma Carlos.

Fonte: razões para acreditar

Categoria: Brasil, Geral
Comentários (0) e Compartilhar

Entrega de uniformes de taekwondo marca início do CRAS Cultura

Publicado em 16/10/2018 às 09h29

Evento apresenta potencialidades das regiões atendidas pelos CRAS e o talento dos moradores

A entrega de uniformes de taekwondo – dobok - marcou o início, na tarde de segunda-feira (15), do CRAS Cultura. Realizado pela Prefeitura pelo segundo ano consecutivo, o evento apresenta as potencialidades das regiões atendidas pelos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e o talento dos moradores, fortalecendo vínculos entre eles e suas comunidades.

Os cerca de 300 doboks foram entregues às crianças e adolescentes no Memorial Fundação Cristiano Varella, onde houve também apresentação da arte marcial. Os conjuntos esportivos serão utilizados durante campeonatos e nas oficinas de taekwondo do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV). Esta é uma forma da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social valorizar os atletas do Serviço, os quais estão conquistando vitórias em competições da modalidade.

CRAS Cultura valoriza potencial das comunidades – A programação do CRAS Cultura retorna nesta quarta-feira (17), quando acontece a abertura oficial, e prossegue até sexta-feira (19). Com entrada gratuita, o evento começa às 19h, no Teatro Zaccaria Marques.

O CRAS Cultura é a culminância dos projetos que acontecem ao longo do ano nos CRAS, Núcleo de Atendimento de Assistência Social (NAAS), no Centro de Convivência para Idosos (CCI), Programa Integração AABB Comunidade e Programa Criança Feliz. O projeto visa valorizar a identidade e cultura locais, as potencialidades e talentos dos usuários da política de assistência social, além de proporcionar lazer aos muriaeenses.

“Esta é uma forma de levarmos até o público as atividades que acontecem nesses dispositivos e como nossos usuários e equipe são criativos. É uma mostra de tudo o que acontece permanentemente nos CRAS”, afirma a assessora técnica da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Giselle Braga.

Com o tema “Passeia pelas belezas e tradições do Brasil”, a proposta do CRAS Cultura deste ano é apresentar as belezas e tradições das cinco regiões do Brasil. A programação incluirá apresentações artísticas, teatrais, esportivas, de danças típicas das regiões do país, capoeira, entre outros.

 

Serviço

CRAS Cultura:

Data: entre 17 e 19 de outubro

Horário: 19h

Local: Teatro Zaccaria Marques (Avenida Constantino Pinto - prédio da Fundarte)

Entrada gratuita

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Tradicional Festa das Crianças reúne milhares de pessoas no Horto Florestal

Publicado em 13/10/2018 às 15h54

Evento realizado pela Prefeitura levou diversão e alegria para famílias muriaeenses

Milhares de pessoas participaram da tradicional festa realizada em comemoração ao Dia das Crianças (12 de outubro) no Horto Florestal. Promovido pela Prefeitura de Muriaé na manhã de sexta-feira, em parceria com instituições da cidade, o evento levou alegria e diversão às famílias muriaeenses.

Entre as diversas atividades da festa, as crianças puderam participar de disputas de esportivas, como bicicross, futebol, queimada, peteca e xadrez. A programação incluiu ainda brincadeiras, pula-pula, dança, trilhas ecológicas e gincanas. Além dessas atividades, as crianças também puderam se deliciar com pipoca, algodão-doce, picolés, cachorro-quente e outras guloseimas.

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Campeonato de muaythai reunirá atletas de todo país dia 20 em Muriaé

Publicado em 08/10/2018 às 15h27

PMIF Muayhtai Brasil acontecerá a partir das 18h, no Rodrigão, com entrada gratuita; haverá disputa e defesa de cinturão

Muriaé receberá atletas de todo país dia 20 de outubro para o PMIF Muaythai Brasil. Com entrada gratuita, o campeonato acontecerá a partir das 18h, no Ginásio Poliesportivo Rodrigo Flores de Abreu, o Rodrigão.

Ao todo, serão dez lutas – sendo duas femininas -, disputadas por atletas de Muriaé e outras cidades Minas e de outros estados, como São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Rondônia, Pará e Bahia. Dessas lutas, haverá uma defesa e uma disputa de cinturão. O card completo será divulgado em breve.

Os portões serão abertos às 17h, e as disputas terão início às 19h. Durante o intervalo haverá sorteio de brindes ao público. O evento contará também com praça de alimentação.  

O campeonato – O PMIF Muaythai Brasil é um campeonato internacional de muaythai realizado em Muriaé pela Federação de Muaythai Mineira (FMM), Academia Thai Fighters e PMIF (Pairojnoi Muaythai International Federation, na sigla em inglês). Este ano, assim como em 2017, quando aconteceu a primeira edição, conta mais uma vez com apoio da Prefeitura, por meio de incentivo do edital de Turismo da Fundarte.

Além de divulgar e promover o muaythai, o evento incentiva a prática esportiva em Muriaé, ao receber atletas de todo país e apresentar ao público lutas profissionais. O PMIF Muaythai Brasil segue os padrões tailandeses (o muaythai surgiu na Tailândia) de técnicas, lutas e arbitragem.

O organizador do campeonato, Gilbert Almeida, também presidente da Federação, líder da equipe Thai Fighters e representante oficial no Brasil da PMIF, promete uma estrutura de iluminação nos moldes dos principais eventos da modalidade. “Será um grande show de lutas e técnicas. Este será um dos maiores campeonatos de muaythai de todo país. Todos estão convidados para o PMIF Muaythai Brasil”, diz.

 

Categoria: Muriaé, Região
Comentários (0) e Compartilhar

Exposição de pinturas marca encerramento da Semana do Idoso

Publicado em 08/10/2018 às 15h04

Evento aconteceu na última semana com diversas atividades artísticas, esportivas e culturais no Centro do Idoso

Exposição de quadros encerrou a Semana do Idoso de Muriaé na última sexta-feira (5). As peças foram produzidas pelas idosas que participam da oficina de pintura no Centro de Convivência para Idosos (CCI). A Semana aconteceu entre os dias 1º e 5 e foi marcada por atividades artísticas, esportivas e culturais no CCI, além do tradicional baile.

Pintados de acordo com o perfil e tema de preferência de cada idosa, ao todo 69 quadros estão em exibição. Eles ficarão expostos até quinta-feira (12), das 12h às 17h. A entrada é gratuita.

Esta é a sétima edição do vernissage. “Eu adoro participar do Centro do Idoso, fazer aulas de pintura e também de capoeira”, conta Antônia Oliveira, que participa da oficina há 8 anos.

As aulas acontecem de segunda a sexta-feira, das 12h às 17h, no CCI (localizado na Praça João Pinheiro, Centro). A idosa interessada em participar deve ser integrante do Centro do Idoso. Para isso, deve ter mais de 60 anos e apresentar Carteira de Identidade, CPF, Cartão do SUS e comprovante de residência. “A arte faz bem para a mente e a autoestima das idosas. Nas aulas descobrimos muitos talentos. É um trabalho muito gratificante”, afirma a professora de Artes, Risete Souza.

Eventos nos CRAS – Paralelamente às atividades no Centro do Idoso, durante a última semana também foram realizadas ações no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para idosos, desenvolvido nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS).

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

left show tsN fwR fsN|left fwR tsN|left show fwR tsN|bnull|||login news c05|fsN fwR normalcase c05 tsN|c05|login news fwR normalcase c05|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||