Educação

Barão do Monte Alto: PM promove Aciso em Cachoeira Alegre.

Publicado em 23/08/2018 às 15h05

Foi realizada no sábado (18), uma Ação Cívico Social (Aciso), na comunidade de Cachoeira Alegre, distrito de Barão do Monte Alto, na escola Maria de Lourdes Rodrigues. Visando aprimorar a integração da PMMG com os moradores de Cachoeira Alegre os policiais militares do destacamento de Barão do Monte Alto com o apoio das autoridades municipais estão desenvolvendo varias ações sociais. Com o apoio do Proerd, Rocca, Assessoria de Comunicação do 47°BPM, assim como o Corpo de Bombeiros, as crianças puderam interagir com os portifólios descritos e receber palestras sobre diversos temas relacionados a segurança publica. O evento ainda contou com muita diversão, pula-pula, pipoca, algodão doce e as ilustres visitas do PM Amigo Legal e do Foguinho.

Categoria: Projetos, Região
Comentários (0) e Compartilhar

Universidades do Ceará terão recurso para prevenir e controlar a obesidade

Publicado em 21/08/2018 às 15h13

Recurso está previsto em chamada pública do Ministério da Saúde. Instituições devem realizar projetos na atenção básica sobre obesidade

As universidades públicas e privadas, sem fins lucrativos, do Ceará têm até o dia 16 de setembro para inscreverem projetos com ações de prevenção, diagnóstico e tratamento da obesidade no Sistema Único de Saúde. Uma chamada pública feita pelo Ministério da Saúde destinará até R$ 500 mil para o estado desenvolver ações de pesquisa, extensão e formação de trabalhadores na atenção básica, nível de atenção com capacidade para resolver 80% dos problemas de saúde do brasileiro. Em todo o Brasil, serão disponibilizados R$ 10 milhões, para 27 universidades selecionadas. O objetivo do Ministério é qualificar a assistência e o cuidado para a prevenção e controle da obesidade, que já afeta 18,9% da população adulta nas capitais brasileiras.

Os projetos deverão ter a duração de dois anos, contados a partir da data de assinatura da proposta, além de obedecer a requisitos técnicos descritos no Edital. A coordenadora de Alimentação e Nutrição, do Ministério da Saúde, Michele Lessa, considera a ação indispensável para qualificar o atendimento no SUS. “Esse edital é muito importante. Com esse incentivo, podemos levar aos rincões do país estratégias efetivas e inovadoras para o enfrentamento da obesidade”, enfatiza a coordenadora.

Os recursos para as Universidades foram determinados conforme análise de critérios socioeconômicos e geográficos, além da cobertura de equipes do Núcleo de Atenção à Saúde da Família na Atenção Básica (NASF-AB).  As instituições que atuam nos estados do Espírito Santo, Acre, Amapá, Alagoas, Roraima, Rondônia, Sergipe e o Distrito Federal, estão classificadas na faixa A, e receberão até R$ 250 mil. As que atuam no Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Goiás, Pará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul, estão classificadas na faixa “B” e receberão até R$ 350 mil. O Ceará está entre os estados da faixa “C”, mesma faixa dos estados da Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Piauí, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Paraná, que terão disponível até R$ 500 mil.

A chamada pública está aberta no site do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico(CNPq), até o dia 16 de setembro de 2018. “A prevenção é uma das prioridades do Ministério da Saúde, pois é um dos principais meios para evitar o desenvolvimento de outras doenças”, ressaltou Michele Lessa.

MUDANÇA DE HÁBITOS CONTRA OBESIDADE

O incentivo para uma alimentação saudável e balanceada e a prática de atividades físicas é prioridade do Governo Federal. O Ministério da Saúde adotou internacionalmente metas para frear o crescimento do excesso de peso e obesidade no país. Durante o Encontro Regional para Enfrentamento da Obesidade Infantil, realizado em março, em Brasília, o país assumiu como compromisso deter o crescimento da obesidade na população adulta até 2019, por meio de políticas intersetoriais de saúde e segurança alimentar e nutricional; reduzir o consumo regular de refrigerante e suco artificial em pelo menos 30% na população adulta, até 2019; e ampliar em no mínimo de 17,8% o percentual de adultos que consomem frutas e hortaliças regularmente até 2019.

Outra ação para a promoção da alimentação saudável foi a publicação do Guia Alimentar para a População Brasileira. Reconhecida mundialmente pela abordagem integral da promoção à nutrição adequada, a publicação orienta a população com recomendações sobre alimentação saudável e consumo de alimentos in natura ou minimamente processados. Em parceria com a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA), o Ministério também conseguiu retirar mais de 17 mil toneladas de sódio dos alimentos processados em quatro anos. O país também incentiva a prática de atividades físicas por meio do Programa Academia da Saúde com mais 3.800 polos habilitados. 

Por Victor Maciel, da Agência Saúde

Categoria: Brasil
Comentários (0) e Compartilhar

A escada se lava de cima para baixo

Publicado em 20/08/2018 às 09h33

Por Celso Luiz Tracco

Uma das máximas na atividade empresarial é que "a escada se lava de cima para baixo". Ela faz analogia ao trabalho de uma assessoria contratada por determinada empresa que precisa de uma real transformação para sobreviver, pois o seu modelo de negócio está se deteriorando e ela não consegue, sozinha, se reerguer. Ou seja a "limpeza" tem de começar pela diretoria e ir descendo até chegar à base, degrau por degrau. Muitas vezes, o gestor da empresa, que teve sucesso no passado, não quer perceber que o seu tempo passou, que seus métodos são ultrapassados. Continua se agarrado ao seu posto de maneira monolítica. O gesto pode até ser nobre, poético, heroico, mas é inócuo e principalmente egocêntrico. Pensa em si mas não no bem comum.

Nas próximas eleições de outubro, o Brasil precisa começar a lavar a escada de cima para baixo. Uma verdadeira limpeza, com produtos bem fortes, daqueles que removem toda a sujeira. Certamente dará muito trabalho, será extenuante e precisaremos de muitas mãos. A escada do poder, cujo degrau mais alto é simbolizado pelo Palácio do Planalto, deveria ser de limpeza imaculada, porém, está imundo de tantos detritos, de tantos dejetos, de tantos restos de material velho e abandonado. Olhando bem de perto seu aspecto causa nojo e repulsa. Não adianta fazer uma limpeza assim por cima, leve, apenas para constar. Temos realmente de nos empenhar para eliminar toda a sujeira.

O melhor detergente para essa limpeza? O voto, o seu voto, o nosso voto! Quem deve limpar a escada? Sem dúvida, nós os eleitores. Apenas pela força do voto podemos começar a limpar a "principal escada" de nosso país. Esse deve ser um trabalho contínuo e com a participação de toda a sociedade, não pode ser reduzido a algumas pessoas ou grupos que se julgam "iluminados".

A empresa Brasil até que começou com ares de limpeza mas, com o passar do tempo, passou a ter uma propina aqui, um mensalão ali, pedaços de malas e roupas usadas para guardar dinheiro, porcentagens e nomeações espúrias em quase todos os departamentos. Privilégios, pensões, obras faraônicas paradas, indicações políticas (cabides de emprego). Foram tantas as ingerências, que a empresa ficou sem caixa para cumprir com os compromissos assumidos. Mas, o gestor não demite ninguém, ao contrário, aumenta ainda mais os gastos.

O gestor, sua diretoria e seus gerentes, querem manter os mesmos hábitos de sempre, não querem perder seus privilégios e, principalmente, não querem salvar a empresa. Que a nossa participação nas eleições saiba expulsar todos esses políticos que insistem em destruir a empresa Brasil.

*Celso Luiz Tracco é economista e autor do livro Às Margens do Ipiranga - a esperança em sobreviver numa sociedade desigual.

Categoria: Brasil, Geral
Comentários (0) e Compartilhar

Matrículas para Educação Infantil terão novas normas a partir de 2019

Publicado em 17/08/2018 às 15h04

Criança deve ter 6 anos até 31 de março para entrar no fundamental; Prefeitura está apresentando novas diretrizes da lei federal a profissionais da Educação de Muriaé

A partir de 2019, a data de 31 de março será o corte etário para matrícula na educação básica. As crianças deverão ter feito 6 anos até este dia do mês de março para ingressar no 1º ano do Ensino Fundamental. Em Muriaé, a Prefeitura está apresentando as novas diretrizes da lei federal a profissionais da Educação da cidade. A decisão deve ser observada por todos os sistemas de ensino, que abrangem, obrigatoriamente, tanto a rede pública quanto a privada.

As novas normas seguem decisão do Supremo Tribunal Federal, baseada na Lei 9.394, na Resolução do Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação Básica nº 1 de 2010 e nº 6 de 2010, na Ação Declaratória de Constitucionalidade 17 e na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental 292. No âmbito municipal, foi aprovada a Resolução nº 1 do Conselho Municipal de Educação, de 8 de agosto de 2018. “A partir do ano que vem, as matrículas das crianças da Educação Infantil deverão ser organizadas de maneira a respeitar o corte etário da data limite de 31 de março. As escolas terão que organizar a enturmação das crianças respeitando esta data”, frisa a secretária da pasta, Maria da Conceição Rodrigues, a Nininha. Já os alunos que estão cursando o 2º período da Educação Infantil em 2018 deverão concluir e ingressar no Ensino Fundamental em 2019, ficando a cargo dos pais ou responsáveis essa decisão.

Especialistas alegam que crianças com 5 anos não estão preparadas psicologicamente para ingressar no Ensino Fundamental. Eles defendem que a primeira infância – de zero a 6 anos incompletos – possui algumas especificidades que exigem um atendimento educacional com características próprias, com espaços adequados para brincar, experimentar e realizar atividades estruturadas, livres e espontâneas. Já no Ensino Fundamental, a educação segue uma estrutura mais rígida.

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Prefeitura capacita profissionais da Educação para novas normas da BNCC

Publicado em 17/08/2018 às 14h47

Ação preparou pedagogos, professores e diretores da rede pública e particular para aprimorar ensino na cidade

Profissionais da Educação das redes pública e particular de ensino foram capacitados sobre as novas regras da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Promovidos pela Prefeitura, os encontros realizados nos dias 7 e 15 de agosto, no Centro Administrativo, apresentaram mais informações sobre o documento, que vai orientar o projeto pedagógico para melhorar a qualidade da educação básica nos estados e municípios.

A equipe da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer da Prefeitura está acompanhando todas as atualizações sobre a Base, que já está em vigor e começa a funcionar no próximo ano. A cidade também fará todas as adequações necessárias na sua Proposta Curricular Pedagógica, adaptando-a à realidade de Muriaé, com o objetivo de oferecer educação de qualidade aos alunos muriaeenses. “Esta capacitação sobre a BNCC foi muito válida e bem organizada pela Secretaria Municipal de Educação. É necessário sempre estudar. Acredito nessa nova proposta da Base”, declara a diretora da Escola Pinguinho de Gente, Maria Fernanda Mayrink.

A secretária Municipal de Educação, Esporte e Lazer, Maria da Conceição Rodrigues, a Nininha, frisa a importância de todos os profissionais da Educação, tanto da rede pública quanto particular de ensino, se atualizarem sobre a BNCC. “Esta capacitação é importante para preparar para a Base Nacional Comum Curricular, que vai nortear a reformulação da proposta pedagógica das escolas de Muriaé”, diz. “Nossa equipe está acompanhando as atualizações sobre a Base, com o objetivo de oferecer educação de qualidade aos alunos muriaeenses”, completa.

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Centro de Iniciação ao Esporte de Muriaé segue em construção

Publicado em 16/08/2018 às 16h48
 
 
Obra localizada no distrito de Vermelho é realizada pela Prefeitura; objetivo é incentivar prática esportiva e formar cada vez mais atletas de destaque na cidade
 
A construção do Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) continua a todo vapor no distrito de Vermelho. A obra é uma realização da Prefeitura de Muriaé e, depois de concluída, será responsável pela formação de novos atletas na cidade. A proposta é capacitar crianças e jovens de Muriaé para diversas modalidades esportivas, permitindo que tenham mais qualidade de vida e sucesso em competições de nível regional, estadual e até nacional.
 
“No momento, estamos trabalhando na construção da cobertura daquele espaço. Já atingimos um índice de aproximadamente 60% de conclusão das atividades, e esperamos entregar toda a estrutura ainda este ano, possivelmente em torno do mês de dezembro”, informa o secretário municipal de Obras Públicas e Urbanismo, Aderbal Fernandes.
 
Localizado em uma área de cerca de 1.600 metros quadrados, o Centro de Iniciação ao Esporte terá quadra poliesportiva com medidas oficiais (20m de largura e 40m de comprimento), além de academia de ginástica para os atletas em formação. O objetivo é incentivar a criação de escolinhas de diversas modalidades, como futsal, basquete e vôlei, dentre outras.
 
Administração deu andamento a obras paradas da gestão passada
“A construção do CIE deveria ter sido entregue em 2015, mas ficou parada por muito tempo. É um serviço que herdamos da administração passada ainda em fase muito inicial, assim como foi também com as unidades básicas de saúde dos bairros Gaspar, Primavera e Planalto”, lembra o prefeito Grego. “Não podíamos permitir que obras tão importantes ficassem sem andamento, e desde então toda a nossa equipe se dedicou para avançar nesses projetos que estavam atrasados, a fim de beneficiar os muriaeenses”, afirma.
Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Encontro capacita professores e pedagogos de Muriaé

Publicado em 30/07/2018 às 16h58

Promovido pela Prefeitura e Sistema Etapa Público, evento contou com palestra sobre liderança e melhoria para processo de ensino

Profissionais da Educação participaram, na manhã de segunda-feira (30), no Teatro Zaccaria Marques, do Encontro de Formação de Professores do Ensino Fundamental I e Pedagogos. Promovido pela Prefeitura e Sistema Etapa Público, o encontro foi marcado pela palestra do consultor em educação e gestão, Ronaldo Casagrande, capacitando a equipe da rede municipal de ensino. Com o tema “Transformando professores em grandes líderes”, Casagrande falou sobre liderança dos profissionais no processo de ensino e do uso da inteligência artificial.

“Falamos muito sobre liderança nos ambientes empresariais, mas o professor deve ser líder e conduzir essa massa de alunos para o novo mundo que aí está com as transformações tecnológicas. Pesquisadores dizem que a inteligência artificial terá um impacto maior do que a internet, por isso o professor não pode estar alienado aos movimentos que estão acontecendo em nossa sociedade, ele deve estar atento para conduzir os alunos”, conta Ronaldo, que também é conferencista, pesquisador em inteligência artificial para educação do futuro, mestre em Engenharia de Qualidade e doutor em Métodos Numéricos e Otimização.

A professora Mônica Araújo, da rede municipal de ensino, conta que o encontro foi importante para adquirir novos conhecimentos. “Achei muito válido, pois é sempre muito bom reciclar conhecimentos e aprender novas técnicas, ainda mais no começo do segundo semestre letivo”, diz. A secretária Municipal de Educação, Esporte e Lazer, Maria da Conceição Rodrigues, Nininha, afirma que o evento foi um momento de refletir sobre o papel do professor e as novas técnicas da educação aliadas à tecnologia e à inteligência artificial. “Foram repassadas informações muito válidas para o melhor desempenho do professor e do ensino oferecido às nossas crianças”. 

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Prefeitura cria medalha para homenagear escritores de Muriaé

Publicado em 24/07/2018 às 14h24

Solenidade irá reconhecer trabalho de pessoas que colaboram com cultura da cidade; Professor Luiz Gonzaga (foto) será um dos homenageados

A Medalha Itabajara Catta Preta, criada pela Prefeitura de Muriaé por meio da Fundarte, será entregue para dois escritores na próxima quarta-feira (25), às 19h30, na Biblioteca Vivaldi Wenceslau Moreira. A solenidade é uma forma de homenagear e reconhecer o trabalho de pessoas que contribuem para o desenvolvimento da cultura na cidade.

Itabajara Catta Preta é o principal responsável pela criação da Biblioteca Municipal de Muriaé, em 1940. Desde a adolescência, já escrevia poemas e poesias e, aos 18 anos, publicou o seu primeiro livro “Flor da Idade (1941). A medalha de honra ao mérito, que levará o seu nome, será entregue para Andréa do Valle e Luiz Gonzaga.

Andréa do Valle é professora, contadora de histórias e atriz. Autora de sete livros, gosta de abordar em seus escritos gente, bichos, natureza, a simplicidade de ser feliz, amizade, amor, borboletas e flores O segundo homenageado, Luiz Gonzaga da Silva, é professor de literatura da Faculdade Santa Marcelina (FASM), escritor de livros, poesias e artigos para os jornais da cidade, assim como fundador da Academia Muriaeense de Letras.

Prefeitura homenageia escritores como forma de incentivar cultura

Pela primeira vez, a Prefeitura está prestando homenagem aos escritores de Muriaé, incentivando o surgimento de novos talentos no município. Entre os escolhidos, nem todos são muriaeenses, mas residem na cidade e por aqui desenvolveram famílias e realizaram seus trabalhos. “É com muito prazer que criamos esta Medalha de Honra ao Mérito para homenagear nossos autores de livros, poesias e outras publicações. Precisamos valorizar os escritores que tanto colaboram para o desenvolvimento da cultura em nossa cidade”, declarou o prefeito Grego.

 

Entrega da Medalha Itabajara Catta Pretta – escritores de Muriaé

Dia: 25 de julho (quarta-feira)

Hora: 19h30

Local: Biblioteca Vivaldi Wensceslau Moreira

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Servidores do Estado protestam contra parcelamento de salário em Minas

Publicado em 23/07/2018 às 16h11

Participantes do ato fecharam o trânsito na Praça 7, no Centro de BH, e colocaram fogo em caixão simbolizando o governador Fernando Pimentel (PT)

Um grupo de servidores do estado protesta nesta segunda-feira pedindo o fim do parcelamento dos salários, implantado pela administração estadual. O grupo fechou completamente o trânsito na Praça 7, no Centro da capital. 
Em protesto, eles colocaram fogo em um caixão, simbolizando o governador Fernando Pimentel (PT) e gritam palavras de ordem contra a administração dele, além de pedir sua saída. O protesto é unificado e conta com funcionários civis e militares e, segundo os organizadores, reuniu cerca de 600 pessoas 
"Podemos chamar uma greve geral do Estado, caso a situação não se regularize. Estamos recebendo parcelado há três anos. Vários servidores estão com o nome negativado", afirma Marcelo Armstrong, delegado de polícia e diretor regional do Sindipol-MG.
Os servidores gritam "Pimentel, ladrão" e pedem a saída do governador. O protesto que começou no Ipsemg, interdita o cruzamento mais famoso da cidade, com avenidas Afonso Pena e Amazonas. O Sind-UTE não participa do ato.
Manifestantes protestam que os descontos relativos à previdência pelo Ipsemg e o IPSM e saúde não estão sendo repassados pelo estado. "Estamos ficando sem atendimento médico e odontológico", afirma a servidora Antonieta de Cássia Faria, de 60 anos, 40 deles no Ipsemg.
Ela reforça que o movimento não tem qualquer conotação política. Isso porque parlamentares da oposição ocuparam o microfone. O deputado estadual Sargento Rodrigues e o deputado federal subtenente Gonzaga discursam no carro de som.
Manifestantes afirmam que houve a tentativa de boicotar o movimento, com a retenção do carro de som, que chegou na Praça mais de uma hora depois do início do movimento, por volta das 14h30.
O parcelamento dos salários começou em fevereiro de 2016. O governo de Minas alegou queda na arrecadação e dificuldades em caixa para justificar a medida, feita após a decretação de calamidade financeira.
 
Fonte: www.em.com.br
 
Categoria: Minas Gerais
Comentários (0) e Compartilhar

Saiba a importância de readaptar a rotina do sono das crianças na volta às aulas

Publicado em 20/07/2018 às 07h51

É importante manter a rotina dos pequenos mesmo durante as férias e ajustar os pequenos períodos de flexibilidade

Ter uma rotina do sono é um dos principais fatores que colaboram com a saúde, o crescimento e desenvolvimento das crianças. Com o período de férias nem sempre é possível manter os horários regrados, especialmente com viagens em família e mudanças de fuso horário. Nessas ocasiões, é importante ter paciência com o período de adaptação dos pequenos, que podem apresentar irritabilidade e sonolência. Além disso, quanto mais estável a rotina de sono for mantida, mais fácil será a readaptação no período de volta às aulas.

Carolina Gambetta Paim, médica do Instituto Brasiliense de Otorrinolaringologia (Iborl), lembra que variações constantes de horário são muito prejudiciais e pouco toleradas pelas crianças. O ideal é que o horário de sono seja igual todos os dias, com variação máxima de uma hora. "Isso vale também para os finais de semana, feriados e período de férias. Dessa forma, a criança terá muito mais disposição e bom humor para aproveitar esses momentos", afirma Carolina.

A rotina dos pequenos

Laiuse Aguiar Teles é mãe de Miguel Soares, que frequenta as aulas na educação infantil do Colégio Objetivo, de Águas Claras, Com 2 anos e 3 meses, Miguel estuda no turno vespertino e a mãe conta que não foi fácil readaptar a rotina de sono. "Ainda estamos trabalhando nisso. O Miguel volta dormindo da escola e quer continuar dormindo quando chega em casa. Assim, ele acaba jantando tarde, o que atrapalha toda a nossa rotina em casa", destaca.

O menino entrou para a escola em fevereiro e costuma dormir 13 horas de sono por dia, sendo dez durante a noite e três no soninho da tarde. Quando dorme mal, Lauise conta que o filho se mostra mais irritado e não come direito.

Priscilla Martins Mazzeti é coordenadora de educação infantil no Colégio Objetivo e lembra que o sono é fundamental para que a criança tenha uma aprendizagem de qualidade. "O tempo todo essas crianças serão submetidas a algo que nunca vivenciaram, além de novos estímulos. O sono é fundamental para que todas essas experiências sejam transformadas em aprendizado", afirma Priscilla.

A coordenadora lembra que é durante o sono que as crianças solidificam o aprendizado e crianças que não têm noites bem dormidas apresentam dificuldades de aprendizado além de ficarem irritadas, chorosas e com baixo rendimento nas atividades. "Nas salas de educação infantil (1 a 5 anos) temos camas onde as crianças que sentem sono podem cochilar. Crianças com sono não absorvem o conteúdo de maneira eficaz", destaca.

Noites bem dormidas

O ritmo para recuperar a rotina de sono pode variar para cada criança mas, geralmente, é necessário pelo menos uma semana para que tudo volte ao normal. A falta de sono pode acarretar irritabilidade e agitação, além de redução das funções cognitivas, piora da inteligência, memória e atenção.

Carolina Gambetta lembra ainda que o acúmulo de noites mal dormidas pode retardar o crescimento pôndero-estatural nas crianças. "Há redução da liberação do hormônio GH (responsável pelo crescimento), pois o mesmo é secretado durante estágios profundos do sono de ondas lentas", lembra.

As medidas de higiene do sono são sempre importantes e podem ajudar bastante nesses momentos. Para isso, é importante lembrar de alguns cuidados: Ter horário para dormir e para acordar; manter o quarto como um local tranquilo e utilizado apenas para dormir; evitar celulares, televisões, refeições pesadas e brincadeiras agitadas pelo menos duas horas antes da hora de dormir.

É importante criar um ritual de atividades tranquilas que devem ser feitas antes de dormir como: escovar os dentes, massagem, ouvir uma história ou uma música relaxante.

 

Qual a quantidade de sono recomendada para cada período da infância?

Recém-nascido: ±15-19 horas distribuídas de dia e de noite igualmente.

12 meses: ±12-13 horas, com predomínio noturno (±9-10h)

3 anos: ± 11-13horas, geralmente noturno com uma soneca à tarde.

5 anos: ± 9-10 horas, geralmente noturno sem soneca à tarde.

12 anos: ± 9-11 horas

Adolescente: 9-10 horas.

 

Categoria: Dicas
Comentários (0) e Compartilhar

left show tsN fwR fsN|left fwR tsN|left show fwR tsN|bnull|||login news c05|fsN fwR normalcase c05 tsN|c05|login news fwR normalcase c05|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||