Educação

5 dicas para ter uma boa saúde mental na preparação para concursos

Publicado em 25/06/2018 às 12h03

Os números são assustadores 56% dos alunos brasileiros estão entre os que ficam mais estressados pela alta carga horária de estudos. Além disso, o país ocupa o segundo lugar no ranking de 180 países pesquisados, no quesito ansiedade. A pesquisa foi apresentada pelo Programa de Avaliação Internacional de Estudantes da Organização para Cooperação Desenvolvimento Econômico (OCDE). O pior desse cenário é que esses transtornos continuam com a entrada dos jovens nas universidades.

De acordo com a pesquisa divulgada pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), 30% dos alunos das Universidades federais do Brasil procuram atendimento psicológico e 10% fazem uso de medicamento psiquiátrico. Além disso, as tentativas de suicídio aumentaram, segundo a Lei de Acesso à informação.

Assim, fica a pergunta como equilibrar vida pessoal, estudantil e profissional? É fato que é preciso "correr atrás", estudar, e etc para conseguir a tão sonhada vaga no Concurso Público, mas o lazer e ter bons relacionamentos nesse período de estudo é o que fará esse candidato ser feliz antes de tudo e conseguir passar no concurso que deseja!

Logo, os próprios estudantes de concursos podem adotar algumas ações para tornar mais benéfico o convívio entre responsabilidades e qualidade de vida.

O psicólogo da rede Minds Idiomas, Augusto Jimenez,aponta 5 dicas para ter uma boa saúde mental nesse período de preparação para Concursos Públicos:

1) É importante fazer "nada" e não se sentir culpado(a)

Na era tecnológica em que tudo é para agora e ganha "likes" quem está fazendo algo, fazer "nada" é um ato revolucionário e bom para o seu cérebro. É claro que é preciso prudência nas horasperíodos dedicados ao descanso. Recomenda-se após um dia de trabalho e estudos tirar pelo menos uma hora para relaxar e não se cobrar por isso. Lembre-se que a criatividade é fruto do descanso mental e não do excesso de ações.

2) Organize as horas que dedicará para os estudos e monte uma grade das disciplinas com essas horas estipuladas em um local visível

Isso pode ser feito em uma cartolina ou qualquer outro material. Quando você organiza a sua semana e a quantidade de tempo que despenderá com os estudos e trabalho fica mais fácil cumprir com o combinado. Além disso, você enxergará quais as "janelas" que tem, ou seja quais os períodos que pode incluir uma atividade de lazer ou mesmo o descanso que mencionei na primeira dica.

3) Participe dos grupos de apoio nas redes sociais

Há alguns grupos organizados pelos próprios alunos de várias universidades para debaterem como se sentem no período do vestibular e enquanto cursam a faculdade. É aberto ao público e caso o seu tempo esteja "apertado" há vários relatos e debates nas próprias redes que podem te ajudar. Lembre-se que ansiedade e depressão são assuntos sérios e buscar ajuda com quem está vivendo a mesma situação pode te ajudar. Um desses grupos que faz ciclo de palestras periodicamente é a Frente Universitária de Saúde Mental. Foi criado em 2017 por alunos de faculdades públicas e privada. Acesse a página do Facebook deles e fique antenado(a) aos dias dos eventos.

4) Busque um psicólogo

A boa saúde mental é bem mais do que a ausência de alguma doença psíquica neurológica. Ela também está associada ao seu bem- estar e serenidade. Assim, se você está tendo picos de ansiedade, está travando uma batalha diária para se sentir feliz, eou encontrar significado no dia a dia procure um psicólogo. E caso a grana esteja "curta" opte pelos atendimentos psicológicos das Universidades. É gratuito.

5) Docentes: façam a sua parte

Uma das principais queixas dos estudantes é a falta de compreensão dos professores. Muitos não sabem o porquê do aluno(a) estar desatento nas aulas e não compartilham a ausência eou mudança de comportamento do estudante com os outros professores. Converse com o aluno e entenda que pressão ele está passando além das provas de concursos.

Sobre a Minds Idiomas
Com 10 anos de existência o segredo da rede de idiomas Minds é a tecnologia alinhada ao olho no olho. Com mais de 70 escolas em todo país, a Minds foi à primeira rede a implantar o ensino do inglês em tablets mantendo os livros físicos. Com professores especialistas na captação de conteúdo, a CEO Leiza Oliveira, tem a consciência que a forma de aprendizado de cada criança e adulto é individual. Por isso, utiliza de psicologia no ensino com técnicas como Meditação e Mindfulness, além de Gameficação, Quadrinhos, Board Games e muito mais. O tempo de duração do curso da Minds é de 18 meses.

Categoria: Brasil
Comentários (0) e Compartilhar

UFMG abre 500 vagas em cursos gratuitos a distância

Publicado em 23/06/2018 às 12h03

A Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG – lançou um edital com 500 vagas em cursos gratuitos a distância.

As oportunidades podem ser ocupadas por qualquer pessoa interessada. Não haverá processo de seleção. As vagas serão disponibilizadas de acordo com a ordem de inscrição. Porém, segundo o edital, mesmo quando as vagas já tiverem sido preenchidas os interessados vão conseguir se inscrever. A intenção é formar um cadastro reserva para caso haja desistência dos que garantiram a sua vaga.

As 500 oportunidades serão divididas nos seguintes cursos:

Introdução à Educação a Distância, Noções Básicas de Direitos Autorais, Introdução à Acessibilidade na EaD, Formação de Tutores, Produção de Materiais, Didáticos para a EaD, Tecnologias e Mídias Educativas e Mediação e Avaliação em EaD.

Os participantes aprovados receberão certificado digital no próprio ambiente virtual de aprendizagem do respectivo curso.

Como se inscrever nos cursos gratuitos a distância da UFMG

Interessados poderão fazer a inscrição de 25 de junho, às 9 horas, a 02 de julho de 2018, às 17 horas, no site www.ead.ufmg.br. Cada pessoa interessada poderá realizar a inscrição em apenas um dos cursos e em uma de suas ofertas. Depois de a inscrição ser finalizada não será possível alterá-la.

A confirmação do envio do formulário e  o número de ordem de classificação serão enviados por e-mail para o candidato. Mais informações sobre os cursos gratuitos a distância da UFMG podem ser obtidas no edital. 

Fonte: www.horabrasil.com.br

 

Categoria: Minas Gerais
Comentários (0) e Compartilhar

MEC quer adiar ampliação do tempo de formação de professor

Publicado em 23/06/2018 às 11h22

A resolução, homologada em junho de 2015 pela própria pasta, estabelece que a formação dos professores será mais longa e mais voltada à prática em sala de aula

O Ministério da Educação (MEC) pediu o adiamento da implementação da resolução do Conselho Nacional de Educação (CNE) que amplia o tempo de formação dos professores.
A resolução, homologada em junho de 2015 pela própria pasta, estabelece que a formação dos professores será mais longa e mais voltada à prática em sala de aula. A carga horária dos cursos de licenciatura deverão passar de 2,8 mil, o equivalente a três anos de formação, para 3,2 mil ou quatro anos de formação.
Na época, foi estabelecido o prazo de dois anos, ou seja, até meados de 2017, para que os cursos em funcionamento se adequassem às novas regras. O prazo já havia sido estendido no ano passado e terminaria este mês. 
Segundo o MEC, o pedido foi feito porque a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do ensino médio ainda segue sob análise do CNE. Pela Lei de Diretrizes e Base da Educação e pela Lei do Novo Ensino Médio, os currículos dos cursos de formação de docentes são vinculados à BNCC. 
A BNCC estabelece os conteúdos mínimos que devem ser ensinados nas escolas de todo o país. A BNCC do ensino fundamental e infantil foi aprovada do final do ano passado. A BNCC do ensino médio foi enviada ao CNE em abril desse ano. 
O pedido de adiamento, segundo a pasta, foi feito também pelos reitores representados pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes). 
A decisão final do novo prazo ou mesmo se haverá o adiamento será do CNE.
 
Lei
 
A resolução é parte do pacote de medidas adotadas pelo governo federal no final do primeiro ano de vigência do Plano Nacional de Educação (PNE), na lei que estabelece metas e estratégias para melhorar a qualidade da educação até 2024. Entre as metas está a inclusão de todas as crianças e adolescentes de 4 a 17 anos de idade na escola e o aumento do investimento no setor até o equivalente a 10% do Produto Interno Bruto (PIB). Atualmente são investidos 5,5% do PIB. 
A lei estabelece também a valorização dos professores e a formação adequada. A resolução é o primeiro passo para a Política Nacional de Formação dos Profissionais da Educação Básica. 
De acordo com dados do último monitoramento do PNE, lançado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), muitos professores não são formados na área que lecionam.
Em 2016, na educação infantil, 53,4% não tinham formação superior adequada à área que atuam.
No ensino fundamental, o percentual chegava a 49,1% nos anos finais, do 6º ao 9º ano e 41% nos anos iniciais, do 1º ao 5º ano. No ensino médio, 39,6% não tinham formação adequada. Pelo PNE, até 2024, todos os professores têm que ter a formação adequada a área que lecionam.
 
Fonte: www.em.com.br
Categoria: Brasil, Projetos
Comentários (0) e Compartilhar

2º Concurso de Redação premia alunos da rede municipal

Publicado em 21/06/2018 às 16h58

Vencedores foram conhecidos durante solenidade nesta quinta-feira (21); projeto desenvolvido pela Prefeitura incentivou leitura, escrita e cultura da paz entre estudantes

Os vencedores da 2ª edição do Concurso de Redação de Muriaé foram homenageados durante solenidade na manhã de quinta-feira (21), no Teatro Belmira Villas Boas. Com o tema “Nossa Torcida é Pela Paz”, o projeto desenvolvido pela Prefeitura estimulou a leitura, a escrita e incentivou a promoção da cultura da paz entre os alunos da rede municipal de ensino.

Os estudantes que se destacaram no Concurso receberam certificado de participação. Os três primeiros colocados de cada nível (I para 4º e 5º ano; II para 6º e 7º; e III para 8º e 9º) foram premiados, respectivamente, com uma bicicleta, um celular e um tablet. O julgamento das redações levou em conta critérios como adequação ao tema, compreensão da proposta, criatividade, coerência, coesão e domínio da norma culta.

Com o título “Das arquibancadas ao campo”, a redação de Josiane Carneiro, aluna do 9º ano da Escola Municipal Cléria Ticon Carneiro, foi a primeira colocada do nível III.  “Fiquei muito feliz em ter vencido esse concurso. Esse resultado mostra que o estudo é o caminho certo para a realização dos nossos sonhos”, conta.

Projeto incentiva escrita e leitura entre estudantes

O concurso teve início em abril, quando começou o período de estudo do tema e produção dos textos, abrangendo 18 escolas e mais de 3 mil alunos. “Buscamos com o Concurso, reforçar o sentimento humanitário de tolerância, para que as diferenças não sejam tratadas no âmbito da exclusão, desrespeito e violência. Queremos estimular na escola e na comunidade em geral, um ambiente de respeito e cooperação”, diz a secretária Municipal de Educação, Esporte e Lazer, Maria da Conceição Rodrigues, a Nininha.

O prefeito Grego, que no evento foi representado pelo secretário de Governo, Reginaldo Roriz, afirma que a Administração está empenhada em oferecer educação de qualidade aos alunos muriaeenses. “Estamos sempre buscando melhorar a qualidade do ensino nas nossas escolas. Entendemos que, com boa formação, vamos construir um futuro de mais oportunidades para nossas crianças e jovens”, diz.

 

Confira os ganhadores do Concurso de Redação de Muriaé 2018:

Ensino Fundamental I (4º e 5º ano):

1º lugar: Guilherme Barbosa Tomazini – aluno do 5º ano da Escola Municipal Sebastião Laviola

2º lugar: Ana Karoline Cerqueira Pereira – aluna do 5º ano da Escola Municipal Nelson Cardoso de Melo

3º lugar: Lorranny Brito da Silva – aluna do 4º ano da Escola Municipal Joaquim Ribeiro de Carvalho

 

Ensino Fundamental II (6º e 7º ano):

1º lugar: Carolainy Ferreira de Souza Farias – aluna do 6º ano da Escola Municipal Professora Elza Rogério

2º lugar: Laryssa de Amorim Melo – aluna do 7º ano da Escola Municipal Cléria Ticon Carneiro

3º lugar: Maria Alice da Cunha Mello – aluna do 7º ano da Escola Municipal Professora Esmeralda Viana

 

Ensino Fundamental II (8º e 9º ano):

1º lugar: Josiane da Silva Carneiro – aluna do 9º ano da Escola Municipal Cléria Ticon Carneiro

2º lugar: Mirele Pereira Masse – aluna do 9º ano da Escola Municipal Professora Stella Fideles

3º lugar: Danielle Soares de Oliveira – aluna do 9º ano da Escola Municipal Gilberto José Tanus Braz

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

“Arraiás” levam diversão para CRAS de Muriaé

Publicado em 21/06/2018 às 10h46

Além de manter tradições, eventos têm objetivo de fortalecer vínculos de usuários dos serviços sociais oferecidos pela Prefeitura

Alegria e diversão prometem marcar os “arraiás” dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) de Muriaé. A primeira festa começou na tarde de terça-feira (19), no CRAS Santa Terezinha, com o objetivo de manter as tradições juninas e fortalecer vínculos de usuários dos serviços sociais oferecidos pela Prefeitura com a comunidade.

A programação inclui apresentações artísticas e brincadeiras como pescaria. Também são servidas comidas e bebidas típicas. “Eventos como estes promovem união entre os usuários e suas famílias. O legal dessa festa é isso, fazer a junção entre família, crianças, adolescentes e funcionários do CRAS”, diz a moradora e produtora cultural do Santa Terezinha, Shirley Melo. “O objetivo desta festa junina é fortalecer o vínculo entre as famílias atendidas e comunidade local, além de ser um momento de lazer e diversão. É também uma oportunidade de mostrarmos ao público o trabalho que desenvolvemos no dispositivo”, afirma a coordenadora do CRAS Santa Terezinha, Cirlene Alamino.

Até o dia 24 de julho, outros CRAS e instituições que estão inseridos na política socioassistencial receberão as festas, como a Casa Lar, o Centro de Convivência para Idosos e o projeto AABB Comunidade. “Atividades como esta são importantes para valorizar as manifestações culturais da comunidade, visto que esses locais são muito ricos em cultura. Além disso, esses eventos promovem diversão e a integração das famílias, principalmente das crianças e adolescentes que participam dos serviços”, diz a assessora técnica da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Giselle Braga.

Confira a programação dos “arraiás”:

26/06: CRAS Aeroporto, às 15h30min

28/06: Centro de Convivência para Idosos, às 14h

03/07: Projeto AABB Comunidade, às 9h

04/07: CRAS São Joaquim, às 16h30min

12/07: CRAS Vermelho, às 16h30min

24/07: Casa Lar

Evento aberto aos usuários

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Prefeitura realiza Campanha de Hanseníase e Verminose em escolas municipais

Publicado em 20/06/2018 às 08h58

Ação tem objetivo de promover saúde dos muriaeenses ao prevenir doenças

A Prefeitura está realizando na cidade a V Campanha Nacional de Hanseníase e Verminose. A ação tem o objetivo de promover saúde aos muriaeenses, ao reduzir a carga de parasitas e identificar casos suspeitos de hanseníase entre alunos de 5 e 14 anos da rede municipal de ensino.

A campanha teve início dia 12 deste mês, com a participação de 26 escolas municipais, beneficiando aproximadamente 6.400 estudantes. “Esta é uma importante ação estratégica de vigilância de saúde. Objetiva reduzir a carga de parasitas e identificar casos suspeitos de hanseníase”, frisa a coordenadora da Vigilância em Saúde e Epidemiologia de Muriaé, Laura Freitas.

Para detectar os casos de hanseníase é utilizado um formulário denominado ficha de autoimagem, o qual os estudantes entregam para pais ou responsáveis devolverem à escola preenchido. As fichas são analisadas pelos profissionais e os casos suspeitos são encaminhados à unidade de saúde para avaliação e início do tratamento (em caso de confirmação diagnóstica). Já para reduzir as verminoses, está sendo administrada, também com autorização de pais ou responsáveis, uma dose de Albendazol 400mg, medicamento comprovadamente eficaz e utilizado em vários países.

“A realização dessa ação nas escolas está em conformidade com as recomendações da Organização Mundial de Saúde, que preconiza o uso de medicação de forma periódica como medida preventiva e efetiva para redução da carga parasitária e suas complicações. O objetivo é promover saúde para os muriaeenses”, afirma o secretário Municipal de Saúde, Paulo César de Oliveira. A campanha na cidade conta com a participação dos setores de Vigilância em Saúde, Atenção Básica de Saúde, Epidemiologia e Núcleo de Apoio à Saúde da Família, com apoio da Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Lazer.

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Premiação do Concurso de Redação será na próxima quinta-feira

Publicado em 19/06/2018 às 16h31

Projeto desenvolvido pela Prefeitura incentiva leitura, escrita e cultura da paz entre estudantes da rede municipal

Os alunos vencedores da 2ª edição do Concurso de Redação de Muriaé serão homenageados na próxima quinta-feira (21). A solenidade de premiação acontece a partir das 7h30min, no Teatro Belmira Villas Boas. Desenvolvido pela Prefeitura, o projeto tem o objetivo de estimular a leitura, a escrita e promover a cultura da paz entre os estudantes da rede municipal de ensino.

Com o tema “Nossa Torcida é Pela Paz”, o concurso foi lançado em abril e envolve mais de 3 mil alunos do Ensino Fundamental I e II. As redações foram feitas com orientação dos professores. O julgamento levou em conta critérios como adequação ao tema, compreensão da proposta, criatividade, coerência, coesão e domínio da norma culta nos três diferentes níveis – I para 4º e 5º ano; II para 6º e 7º; e III para 8º e 9º, cada um com critérios específicos.

“O objetivo maior do tema é levar as crianças a refletirem sobre seu papel na sociedade enquanto cidadãs de bem. Se desde pequenas elas forem apresentadas a propostas como essa, os efeitos surtirão imediatamente no meio que vivem e também no futuro. O intuito também é atingir as famílias, para que todos atuem na mesma direção, buscando uma vida melhor e de paz”, diz a secretária Municipal de Educação, Esporte e Lazer, Maria da Conceição Rodrigues, a Nininha.

Serviço:
Final do 2º Concurso de Redação de Muriaé:

Data: 21 de junho (quinta-feira)

Local: Teatro Belmira Villas Boas (Rua Coronel Domiciano, 13, Centro)

Horário: 7h30min

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Cursos da Uaitec Lab chegam aos distritos de Muriaé

Publicado em 19/06/2018 às 09h00

Moradores de Macuco já podem contar com auxílio de monitores locais; ação entre Uaitec Lab e Prefeitura promove acessibilidade a cursos e qualificação profissional

Os moradores do distrito de Macuco já têm acesso facilitado a cursos online oferecidos pela Universidade Aberta Integrada de Minas Gerais (Uaitec Lab), mantida na cidade pela Prefeitura. Cinco alunos da Escola Estadual Capitão Roberto José Ferreira foram capacitados como monitores, podendo a partir de agora auxiliar outras pessoas na utilização da plataforma virtual da instituição. Inédita no Estado, a iniciativa tem o objetivo de promover qualificação profissional e inclusão digital dos interessados em participar dos cursos, evitando que tenham que se deslocar à unidade da Uaitec Lab, na Barra.

Alciele de Oliveira, de 15 anos, é uma das estudantes que é monitora da Uaitec Lab no distrito. Para isso, participou de capacitação que durou aproximadamente um mês (entre maio e junho) na própria escola. “Gostei muito de fazer esse curso de capacitação e poder ser multiplicadora desse projeto. A plataforma é bem interessante e os cursos oferecidos são variados, oferecendo diversas possibilidades de atuação em muitas áreas”, conta.

Os moradores do distrito interessados em se inscrever em cursos e ter auxílio dos estudantes podem procurar a Escola Estadual Capitão Roberto José Ferreira. A coordenadora da Uaitec Lab Muriaé, Cássia Ribeiro, afirma que o projeto promove a universalização do ensino. Ainda segundo ela, a intenção é expandir a iniciativa para outros distritos e comunidades rurais da cidade – o próximo distrito contemplado será Boa Família. “A partir de agora, a população de Macuco não precisa ir a Muriaé, sair de seu local convívio, para receber capacitação e qualificação profissional. Isso gera economia de dinheiro e de tempo. Sempre que precisarem, os monitores contarão com nosso suporte de acesso à rede e à plataforma”, diz.

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Cadastramento Escolar para 2019 termina sexta-feira

Publicado em 19/06/2018 às 08h28

Ação conjunta entre Prefeitura e Estado é voltada para crianças que desejam ingressar no Ensino Fundamental da rede pública

Pais e responsáveis devem ficar atentos. Esta é a última semana para a realização do Cadastramento Escolar. Realizado de forma cojunta entre Prefeitura e Estado, o procedimento garante o ingresso de alunos muriaeenses no Ensino Fundamental da rede pública para o ano letivo de 2019, além de dimensionar a demanda escolar, encaminhando a criança para uma escola pública próxima à sua casa.

Alunos que completam 6 anos até 30 de junho de 2019 e que já estão matriculados na rede pública de ensino de Muriaé terão suas inscrições realizadas pela própria escola. O cadastro poderá ser feito também para candidatos ao curso de Educação de Jovens e Adultos e alunos vindos de outras localidades ou transferidos de escolas particulares.

O procedimento é gratuito e deve ser realizado pelo site da Secretaria de Estado de Educação (www.educacao.mg.gov.br). Pais e responsáveis que não tiverem acesso à internet poderão procurar a escola municipal ou estadual mais próxima de sua residência. Segundo a Secretaria de Estado de Educação, o prazo não será prorrogado. “É importante que se faça o cadastramento escolar dentro do prazo estipulado, para garantir vaga da criança em uma escola próxima à sua casa", diz o prefeito Grego.

 

Matrícula do candidato acontece em dezembro

 

Para que o candidato cadastrado tenha a sua vaga assegurada na escola para a qual será encaminhado, é preciso efetuar a matrícula no prazo estabelecido. Em Muriaé, a matrícula dos inscritos no cadastramento deverá ser realizada em dezembro de 2018. Já aqueles que não realizarem a matrícula dentro do prazo serão encaminhados para a escola onde houver vaga remanescente.

Para a efetivação da matrícula, além do preenchimento da ficha, deverão ser entregues, obrigatoriamente, na secretaria escolar:

– Cópia e apresentação do original da Certidão de Nascimento ou Carteira de Identidade e CPF, caso possua;

– Cópia e apresentação do original de documento que comprove o endereço da residência do candidato, em conformidade com o endereço atestado no ato da inscrição, preferencialmente conta de luz recente;

– Comprovante de escolaridade, quando for o caso de transferência de outras cidades, da rede particular de ensino ou retorno aos estudos.

 

Serviço:

Cadastramento Escolar 2018:

Prazo: até 22 de junho (próxima sexta-feira)

Local: site da Secretaria de Estado de Educação (www.educacao.mg.gov.br)

Quem não tiver acesso à internet: procurar a escola municipal ou estadual mais próxima de sua casa

Quem deve se cadastrar:

 - Crianças com 6 anos completos ou que vão completar essa idade até 30 de junho de 2019;

 - Candidatos ao curso de Educação de Jovens e Adultos;

 - Alunos vindos de outras localidades ou transferidos de escolas particulares.

Prazo sem prorrogação

Cadastramento gratuito

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Profissionais da Educação Especial passam por capacitação

Publicado em 18/06/2018 às 11h54

Objetivo do encontro foi aprimorar trabalho pedagógico realizado com estudantes com necessidades especiais da rede municipal

Cerca de 80 estagiários, que atuam como profissionais de apoio da Educação Especial da rede municipal de ensino, participaram de capacitação na quinta-feira (14), no Centro Administrativo. A ação debateu sobre o trabalho realizado com as crianças com deficiência intelectual e outras síndromes, a fim de aprimorar o atendimento pedagógico a esses alunos.

Marcela Menezes faz estágio como profissional de apoio da Escola Municipal Ermyro Teixeira de Siqueira, no distrito de Vermelho. Segundo ela, o encontro foi importante para auxiliá-la no atendimento a uma aluna com necessidades especiais. “A capacitação me ajudou a esclarecer dúvidas sobre o trabalho que realizo em sala de aula com uma criança com necessidades especiais. Mostrou de que forma fazer para aprimorar esse trabalho”, diz. 

O conteúdo foi repassado pela coordenadora da Educação Especial da Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Lazer, Pollyana Matos e pela coordenadora do Setor de Creches da pasta, Renata Rheim. No encontro foram apresentados o termo de responsabilidade deste profissional, como o cuidado com alunos, importância da parceria com os professores regentes e pedagogos e de se ter olhar diferenciado para as crianças com necessidades especiais, além dos tipos de adaptações curriculares que podem ser feitas para atendimento às crianças. “Os estagiários esclareceram dúvidas e demonstraram que estão avançando no processo de adaptação curricular. A capacitação foi enriquecedora”, avalia Pollyana Matos.

Profissionais da Educação se capacitam sobre autismo

Na última quarta-feira (13), supervisores e professores da rede municipal de ensino e profissionais de Atendimento Educacional Especializado participaram, na Faculdade Santa Marcelina, da palestra “Transtorno do Espectro Autista: conhecer para incluir”, ministrada pela mestre de Ensino de Ciências pela Universidade Federal de Ouro Preto, Renata Capobiango. O evento aconteceu em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Lazer.

“Estamos em constante capacitação e aprimoramento para melhor atender as crianças com necessidades especiais, oferecendo a elas a educação de excelência que merecem”, afirma a secretária de Educação, Esporte e Lazer, Maria da Conceição Rodrigues, a Nininha. 

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

left show tsN fwR fsN|left fwR tsN|left show fwR tsN|bnull|||login news c05|fsN fwR normalcase c05 tsN|c05|login news fwR normalcase c05|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||