Educação

Estagiários da rede municipal são capacitados sobre desenvolvimento infantil

Publicado em 11/07/2018 às 16h27

Iniciativa promovida pela Prefeitura teve objetivo de contribuir para formação acadêmica e aprimorar serviços prestados em creches

Estagiários da rede municipal de ensino foram capacitados sobre Características do Desenvolvimento Infantil. Promovido pela Prefeitura, o primeiro ciclo de estudos aconteceu na terça-feira (10), no Centro Administrativo, com o objetivo de contribuir para formação acadêmica deste público e aprimorar os serviços prestados aos alunos muriaeenses nas creches da cidade.

O conteúdo foi repassado pela coordenadora do curso de Pedagogia da Faculdade Santa Marcelina, professora de Psicologia e presidente do Conselho Municipal de Educação, Aparecida Bittencourt. Foram apresentados itens como o desempenho de aprendizado da criança e métodos de ensino para o público infantil. A estagiária de Pedagogia da Escola Municipal Valdivino dos Santos Mendes, Monalisa Pereira, conta que o tema abordado no encontro se aplica à realidade vivenciada no dia a dia. “Tudo o que foi falado estava dentro da realidade que vivemos no cotidiano nas creches municipais. Essa palestra foi muito importante também para obter novos conhecimentos”, afirma.

Ao longo do ano, outros ciclos de estudo e capacitações serão realizados para os estagiários. “Só há melhoria no atendimento ao público com formação. É isso que o setor de creches está objetivando, a capacitação prática, acadêmica e pedagógica”, diz a coordenadora das Creches da Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Lazer, Renata Rheim.

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Escola Capitão Roberto José Ferreira: vencedores do torneio de Peteca recebem medalhas e brindes

Publicado em 08/07/2018 às 06h41

Durante a Festa da Família, realizada na última quinta feira (5) na escola Estadual Capitão Roberto José Ferreira, foram entregues as medalhas aos vencedores do torneio de peteca realizado em março, por ocasião do sábado letivo que aconteceu naquele mês. A entrega da premiação estava prevista para acontecer na festa e, segundo o professor, de educação física, é um incentivo aos jovens alunos para o incetivo à prática de esportes.

Ao final do torneio, que teve partidas eliminatórias com melhores de 3 sets de 12 pontos, os campeões foram:

Nivel II:

1º lugar: Clayton e Henrique

2º lugar: Glayson e Jhonatas

 

Nivel I:

1º lugar: Gabriel e Eduardo

2º lugar: Kaike e Lohana

Os alunos foram homenageados na presença de familiares que realizaram a entrega das medalhas e de brindes.

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Muriaeenses participam de capacitações e debates sobre prevenção às drogas

Publicado em 06/07/2018 às 07h38

Evento promovido pelo governo estadual em parceria com Prefeitura discutiu com diversos segmentos da sociedade sobre tema

Muriaeenses de diversos setores, públicos e privados, participaram de eventos da agenda estadual das Ações Integradas de Políticas sobre Drogas. Promovido pelo governo do Estado em parceria com a Prefeitura na quarta-feira (4), as capacitações e ações em escola da cidade discutiram atividades, com foco no ambiente escolar, para promover a prevenção sobre o tema.

As capacitações aconteceram em dois momentos. Pela manhã, o encontro realizado no Centro Administrativo foi voltado para os membros do Conselho Municipal de Políticas Públicas sobre Drogas (Comad) e discutiu sobre atribuições, princípios, finalidades do Conselho e a importância do trabalho em rede. Já durante a tarde, o evento sobre prevenção de recaídas foi realizado no Teatro Zaccaria Marques, com a presença de educadores, profissionais de comunidades terapêuticas, instituições públicas de saúde e assistência social e população. “Essa iniciativa foi muito importante. Os conhecimentos repassados e tudo o que foi discutido vão auxiliar muito no trabalho realizado no cotidiano e veio confirmar que estamos no caminho certo”, conta a servidora pública e integrante de grupos terapêuticos da cidade, a assistente social Eliângela Andrade. Ainda durante a manhã, a Escola Estadual Engenheiro Orlando Flores recebeu a Maratona de Prevenção.

O conteúdo foi ministrado pelo assessor de gabinete da Subsecretaria de Política sobre Drogas da Secretaria de Estado de Segurança Pública, psicólogo Luciano Pinheiro. “Foi muito importante a participação de diversos setores nesse evento. Uma política sobre drogas é feita com a união de todos. Ações isoladas ficam perdidas, mas se as ações forem realizadas em conjunto, o resultado é muito maior”, diz. “Falar sobre políticas sobre drogas é falar de trabalho multissetorial. O Comad vem atuando para fortalecer o diálogo entre todos os envolvidos: usuários, secretarias de Saúde, Educação e Desenvolvimento Social, segurança pública, entre outras”, completa a secretária executiva de Controle Social da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Raquel Nunes.

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Prefeitura oferece atendimento educacional especializado para centenas de crianças muriaeenses

Publicado em 05/07/2018 às 16h21

Objetivo é promover acessibilidade pedagógica para alunos com necessidades especiais; profissionais passam por constante capacitação para aprimorar acompanhamento

A Prefeitura de Muriaé oferece Atendimento Educacional Especializado (AEE) a centenas de crianças com necessidades especiais, alunas da rede municipal de ensino. Serviço complementar ao processo de escolarização, o objetivo do AEE é promover atividades pedagógicas que desenvolvem habilidades e auxiliam no aprendizado do aluno.

Na rede municipal, esse atendimento é oferecido em sete escolas. Além disso, 101 crianças especiais possuem o profissional de apoio especializado que as acompanha nas atividades escolares. “O objetivo do AEE é propiciar condições e liberdade para que o aluno com deficiência possa construir o seu aprendizado, dentro do quadro de recursos intelectuais que lhe é disponível”, diz a coordenadora da Educação Especial da Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Lazer (Smeel), Pollyana Matos.

Segundo a secretária da pasta, Maria da Conceição Rodrigues, a Nininha, a meta é ampliar o número de salas de AEE na rede municipal. “Nosso intuito é proporcionar atendimento multidisciplinar aos nossos alunos, com recursos de acessibilidade e estratégias que eliminem as barreiras para o desenvolvimento de sua aprendizagem”, diz.

O servidor público Nilson Machado, pai de uma menina de 6 anos, conta sobre os benefícios do projeto para a aprendizagem da filha. A menina começou a participar do projeto aos 3 anos, na Escola Municipal José Miguel Muahad. “Minha filha tinha dificuldades de socialização e, com o apoio do AEE, teve uma melhora considerável. Inclusive, aos 4 e 5 anos, ela não precisava mais estudar com o profissional de apoio, já tendo sua independência e habilidades desenvolvidas. Na formatura, foi escolhida para ser a juramentista da turma. Hoje, ela é elogiada na escola em que estuda”, conta. “O apoio no início da alfabetização foi fundamental”, completa. 

Profissionais são capacitados para aprimorar atendimento

 Desde 2017, as professoras de AEE e os profissionais de apoio especializado têm passado por diversas capacitações sobre temas como autismo, Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade, deficiências intelectual e auditiva, dificuldade de aprendizagem, alfabetização e letramento. Para isso, a Prefeitura firma parcerias com instituições especializadas, como a Associação Muriaeense dos Autistas, Associação dos Surdos de Muriaé e Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais.

“O atendimento às crianças especiais deu um salto significativo desde ano passado. Temos percebido essa diferença na aprendizagem dos alunos”, considera a professora de AEE da Escola Municipal Cândido Portinari, Sandra Campbell.

Além das capacitações de profissionais, o serviço recebeu outras melhorias a partir de 2017, como a reestruturação e padronização de documentos e protocolos pedagógicos utilizados nas salas de aula; o cadastramento do público-alvo do serviço; fortalecimento da relação pedagógica entre professores, diretores, pedagogos e famílias dos alunos; e fortalecimento da visão multidisciplinar dos casos. “Estamos empenhados em aprimorar cada vez mais a educação oferecida a essas crianças, para que tenham melhores condições de acesso, participação e aprendizagem”, diz o prefeito Grego.

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Muriaé receberá agenda estadual das Ações Integradas de Políticas sobre Drogas

Publicado em 03/07/2018 às 15h02

Evento promovido em parceria com Prefeitura acontece nesta quarta-feira (4), no Centro Administrativo, com objetivo para promover prevenção sobre tema

Muriaé receberá, nesta quarta-feira (4), atividades da agenda estadual das Ações Integradas de Políticas sobre Drogas. Promovido em parceria com a Prefeitura, as capacitações sobre o Conselho Municipal de Políticas Públicas sobre Drogas (Comad) e prevenção em recaídas acontecerão no Centro Administrativo. O objetivo é oferecer um conjunto de ações, com foco no ambiente escolar, para promover a prevenção sobre o tema.

Voltada para conselheiros municipais, a capacitação do Comad será realizada entre 8h e 16h, no primeiro andar do prédio da Prefeitura. Já o treinamento sobre política em recaídas tem como público-alvo educadores, profissionais de comunidades terapêuticas, dispositivos públicos e população em geral. Com emissão de certificado, este encontro acontecerá às 14h, no Teatro Zaccaria Marques. A entrada para os dois eventos é gratuita. 

“A participação de todos é de extrema importância para debatermos a política sobre drogas. Todos estão convidados para participar desse evento”, diz a secretária executiva de Controle Social da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Raquel Nunes.

Serviço:

Capacitação para o Comad:

Data: 4 de julho (quarta-feira)

Horário: 8h e 16h

Local: primeiro andar do Centro Administrativo (Avenida Maestro Sansão, 236, Centro)

Público-alvo: conselheiros municipais de políticas sobre drogas

Entrada gratuita 

 

Capacitação sobre política em recaídas:

Data: 4 de julho (quarta-feira)

Horário: a partir das 14h

Local: Teatro Zaccaria Marques (Avenida Constantino Pinto, 400, Centro – prédio da Fundarte)

Público-alvo: educadores, profissionais de comunidades terapêuticas e dispositivos públicos, como Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas e população em geral

Entrada gratuita

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

Técnicos do Sistema Etapa Público visitam escolas e se reúnem com pais

Publicado em 26/06/2018 às 17h50

Objetivo foi acompanhar implantação de material pedagógico adquirido pela Prefeitura para beneficiar milhares de alunos da Educação Infantil

Escolas de Educação Infantil da rede municipal receberam, na última semana, a visita de técnicos do Sistema Etapa Público, responsável pela produção de material pedagógico moderno adquirido pela Prefeitura para atender milhares de alunos da Educação Infantil. Implantando em 2017 na cidade, o objetivo do programa é oferecer ensino de qualidade aos muriaeenses estudantes na fase da pré-escola.

As visitas foram acompanhadas pela secretária Municipal de Educação, Esporte e Lazer, Maria da Conceição Rodrigues, a Nininha, pela coordenadora da Educação Infantil, Pollyana Matos e pela assessora pedagógica Isabel Rodrigues. Os técnicos também se reuniram com os pais dos alunos e diretores das escolas municipais Maria Aleluia, Joaquim Ribeiro de Carvalho (Caic), Clara de Castro Rogério, Doutor Antônio Canêdo, Maria Quitéria Pérez Schelb, Irene Pereira Dias e Ricardo Oliveira Morais de Azevedo para explicar sobre a metodologia.

Segundo diretores, os resultados estão sendo satisfatórios. “Os pais estão felizes e se sentindo valorizados, porque dificilmente teriam condições de adquirir material didático desse nível. As apostilas são grandes, coloridas e excelentes pedagogicamente. Esse investimento dá à Educação Infantil o status de local de aprendizagem. Os professores sentem segurança no processo de planejamento com o uso das apostilas, com a assessoria da Secretaria e do Sistema Etapa Público”, conta o diretor do Caic, Ricardo de Souza. “Essa parceria tem trazido algo inédito para a Educação Infantil municipal: a unidade e identidade de propostas educacionais”, completa a diretora da Escola Maria Quitéria, Diva Helena.

 

Sistema Etapa Público garante material de qualidade para alunos e capacitação de profissionais

Desde a implantação da metodologia em escolas da cidade, o Sistema Etapa Público promove capacitações para profissionais da educação, incluindo a Conferência Municipal, que acontece anualmente. Dessa forma, professores e pedagogos têm a oportunidade de aprender e compartilhar experiências com profissionais renomados do país, como Renato Casagrande, Emília Cipriano, Regina Shudo, Celso Antunes, Celso Vasconcelos, entre outros.  

Com metodologia de ensino mais moderna, o Etapa Público trata as disciplinas de forma interativa, dando mais dinamismo ao aprendizado. Quando foi implantado ano passado, atendia cerca de 1.220 crianças. Com a ampliação em 2018, 2.100 alunos da educação infantil passaram a ser beneficiados. “Estou muito satisfeito com os resultados. Isso mostra que estamos no caminho certo. Investir na base é oferecer um futuro de mais oportunidades para nossas crianças”, afirma o prefeito Grego.

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

5 dicas para ter uma boa saúde mental na preparação para concursos

Publicado em 25/06/2018 às 12h03

Os números são assustadores 56% dos alunos brasileiros estão entre os que ficam mais estressados pela alta carga horária de estudos. Além disso, o país ocupa o segundo lugar no ranking de 180 países pesquisados, no quesito ansiedade. A pesquisa foi apresentada pelo Programa de Avaliação Internacional de Estudantes da Organização para Cooperação Desenvolvimento Econômico (OCDE). O pior desse cenário é que esses transtornos continuam com a entrada dos jovens nas universidades.

De acordo com a pesquisa divulgada pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), 30% dos alunos das Universidades federais do Brasil procuram atendimento psicológico e 10% fazem uso de medicamento psiquiátrico. Além disso, as tentativas de suicídio aumentaram, segundo a Lei de Acesso à informação.

Assim, fica a pergunta como equilibrar vida pessoal, estudantil e profissional? É fato que é preciso "correr atrás", estudar, e etc para conseguir a tão sonhada vaga no Concurso Público, mas o lazer e ter bons relacionamentos nesse período de estudo é o que fará esse candidato ser feliz antes de tudo e conseguir passar no concurso que deseja!

Logo, os próprios estudantes de concursos podem adotar algumas ações para tornar mais benéfico o convívio entre responsabilidades e qualidade de vida.

O psicólogo da rede Minds Idiomas, Augusto Jimenez,aponta 5 dicas para ter uma boa saúde mental nesse período de preparação para Concursos Públicos:

1) É importante fazer "nada" e não se sentir culpado(a)

Na era tecnológica em que tudo é para agora e ganha "likes" quem está fazendo algo, fazer "nada" é um ato revolucionário e bom para o seu cérebro. É claro que é preciso prudência nas horasperíodos dedicados ao descanso. Recomenda-se após um dia de trabalho e estudos tirar pelo menos uma hora para relaxar e não se cobrar por isso. Lembre-se que a criatividade é fruto do descanso mental e não do excesso de ações.

2) Organize as horas que dedicará para os estudos e monte uma grade das disciplinas com essas horas estipuladas em um local visível

Isso pode ser feito em uma cartolina ou qualquer outro material. Quando você organiza a sua semana e a quantidade de tempo que despenderá com os estudos e trabalho fica mais fácil cumprir com o combinado. Além disso, você enxergará quais as "janelas" que tem, ou seja quais os períodos que pode incluir uma atividade de lazer ou mesmo o descanso que mencionei na primeira dica.

3) Participe dos grupos de apoio nas redes sociais

Há alguns grupos organizados pelos próprios alunos de várias universidades para debaterem como se sentem no período do vestibular e enquanto cursam a faculdade. É aberto ao público e caso o seu tempo esteja "apertado" há vários relatos e debates nas próprias redes que podem te ajudar. Lembre-se que ansiedade e depressão são assuntos sérios e buscar ajuda com quem está vivendo a mesma situação pode te ajudar. Um desses grupos que faz ciclo de palestras periodicamente é a Frente Universitária de Saúde Mental. Foi criado em 2017 por alunos de faculdades públicas e privada. Acesse a página do Facebook deles e fique antenado(a) aos dias dos eventos.

4) Busque um psicólogo

A boa saúde mental é bem mais do que a ausência de alguma doença psíquica neurológica. Ela também está associada ao seu bem- estar e serenidade. Assim, se você está tendo picos de ansiedade, está travando uma batalha diária para se sentir feliz, eou encontrar significado no dia a dia procure um psicólogo. E caso a grana esteja "curta" opte pelos atendimentos psicológicos das Universidades. É gratuito.

5) Docentes: façam a sua parte

Uma das principais queixas dos estudantes é a falta de compreensão dos professores. Muitos não sabem o porquê do aluno(a) estar desatento nas aulas e não compartilham a ausência eou mudança de comportamento do estudante com os outros professores. Converse com o aluno e entenda que pressão ele está passando além das provas de concursos.

Sobre a Minds Idiomas
Com 10 anos de existência o segredo da rede de idiomas Minds é a tecnologia alinhada ao olho no olho. Com mais de 70 escolas em todo país, a Minds foi à primeira rede a implantar o ensino do inglês em tablets mantendo os livros físicos. Com professores especialistas na captação de conteúdo, a CEO Leiza Oliveira, tem a consciência que a forma de aprendizado de cada criança e adulto é individual. Por isso, utiliza de psicologia no ensino com técnicas como Meditação e Mindfulness, além de Gameficação, Quadrinhos, Board Games e muito mais. O tempo de duração do curso da Minds é de 18 meses.

Categoria: Brasil
Comentários (0) e Compartilhar

UFMG abre 500 vagas em cursos gratuitos a distância

Publicado em 23/06/2018 às 12h03

A Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG – lançou um edital com 500 vagas em cursos gratuitos a distância.

As oportunidades podem ser ocupadas por qualquer pessoa interessada. Não haverá processo de seleção. As vagas serão disponibilizadas de acordo com a ordem de inscrição. Porém, segundo o edital, mesmo quando as vagas já tiverem sido preenchidas os interessados vão conseguir se inscrever. A intenção é formar um cadastro reserva para caso haja desistência dos que garantiram a sua vaga.

As 500 oportunidades serão divididas nos seguintes cursos:

Introdução à Educação a Distância, Noções Básicas de Direitos Autorais, Introdução à Acessibilidade na EaD, Formação de Tutores, Produção de Materiais, Didáticos para a EaD, Tecnologias e Mídias Educativas e Mediação e Avaliação em EaD.

Os participantes aprovados receberão certificado digital no próprio ambiente virtual de aprendizagem do respectivo curso.

Como se inscrever nos cursos gratuitos a distância da UFMG

Interessados poderão fazer a inscrição de 25 de junho, às 9 horas, a 02 de julho de 2018, às 17 horas, no site www.ead.ufmg.br. Cada pessoa interessada poderá realizar a inscrição em apenas um dos cursos e em uma de suas ofertas. Depois de a inscrição ser finalizada não será possível alterá-la.

A confirmação do envio do formulário e  o número de ordem de classificação serão enviados por e-mail para o candidato. Mais informações sobre os cursos gratuitos a distância da UFMG podem ser obtidas no edital. 

Fonte: www.horabrasil.com.br

 

Categoria: Minas Gerais
Comentários (0) e Compartilhar

MEC quer adiar ampliação do tempo de formação de professor

Publicado em 23/06/2018 às 11h22

A resolução, homologada em junho de 2015 pela própria pasta, estabelece que a formação dos professores será mais longa e mais voltada à prática em sala de aula

O Ministério da Educação (MEC) pediu o adiamento da implementação da resolução do Conselho Nacional de Educação (CNE) que amplia o tempo de formação dos professores.
A resolução, homologada em junho de 2015 pela própria pasta, estabelece que a formação dos professores será mais longa e mais voltada à prática em sala de aula. A carga horária dos cursos de licenciatura deverão passar de 2,8 mil, o equivalente a três anos de formação, para 3,2 mil ou quatro anos de formação.
Na época, foi estabelecido o prazo de dois anos, ou seja, até meados de 2017, para que os cursos em funcionamento se adequassem às novas regras. O prazo já havia sido estendido no ano passado e terminaria este mês. 
Segundo o MEC, o pedido foi feito porque a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do ensino médio ainda segue sob análise do CNE. Pela Lei de Diretrizes e Base da Educação e pela Lei do Novo Ensino Médio, os currículos dos cursos de formação de docentes são vinculados à BNCC. 
A BNCC estabelece os conteúdos mínimos que devem ser ensinados nas escolas de todo o país. A BNCC do ensino fundamental e infantil foi aprovada do final do ano passado. A BNCC do ensino médio foi enviada ao CNE em abril desse ano. 
O pedido de adiamento, segundo a pasta, foi feito também pelos reitores representados pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes). 
A decisão final do novo prazo ou mesmo se haverá o adiamento será do CNE.
 
Lei
 
A resolução é parte do pacote de medidas adotadas pelo governo federal no final do primeiro ano de vigência do Plano Nacional de Educação (PNE), na lei que estabelece metas e estratégias para melhorar a qualidade da educação até 2024. Entre as metas está a inclusão de todas as crianças e adolescentes de 4 a 17 anos de idade na escola e o aumento do investimento no setor até o equivalente a 10% do Produto Interno Bruto (PIB). Atualmente são investidos 5,5% do PIB. 
A lei estabelece também a valorização dos professores e a formação adequada. A resolução é o primeiro passo para a Política Nacional de Formação dos Profissionais da Educação Básica. 
De acordo com dados do último monitoramento do PNE, lançado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), muitos professores não são formados na área que lecionam.
Em 2016, na educação infantil, 53,4% não tinham formação superior adequada à área que atuam.
No ensino fundamental, o percentual chegava a 49,1% nos anos finais, do 6º ao 9º ano e 41% nos anos iniciais, do 1º ao 5º ano. No ensino médio, 39,6% não tinham formação adequada. Pelo PNE, até 2024, todos os professores têm que ter a formação adequada a área que lecionam.
 
Fonte: www.em.com.br
Categoria: Brasil, Projetos
Comentários (0) e Compartilhar

2º Concurso de Redação premia alunos da rede municipal

Publicado em 21/06/2018 às 16h58

Vencedores foram conhecidos durante solenidade nesta quinta-feira (21); projeto desenvolvido pela Prefeitura incentivou leitura, escrita e cultura da paz entre estudantes

Os vencedores da 2ª edição do Concurso de Redação de Muriaé foram homenageados durante solenidade na manhã de quinta-feira (21), no Teatro Belmira Villas Boas. Com o tema “Nossa Torcida é Pela Paz”, o projeto desenvolvido pela Prefeitura estimulou a leitura, a escrita e incentivou a promoção da cultura da paz entre os alunos da rede municipal de ensino.

Os estudantes que se destacaram no Concurso receberam certificado de participação. Os três primeiros colocados de cada nível (I para 4º e 5º ano; II para 6º e 7º; e III para 8º e 9º) foram premiados, respectivamente, com uma bicicleta, um celular e um tablet. O julgamento das redações levou em conta critérios como adequação ao tema, compreensão da proposta, criatividade, coerência, coesão e domínio da norma culta.

Com o título “Das arquibancadas ao campo”, a redação de Josiane Carneiro, aluna do 9º ano da Escola Municipal Cléria Ticon Carneiro, foi a primeira colocada do nível III.  “Fiquei muito feliz em ter vencido esse concurso. Esse resultado mostra que o estudo é o caminho certo para a realização dos nossos sonhos”, conta.

Projeto incentiva escrita e leitura entre estudantes

O concurso teve início em abril, quando começou o período de estudo do tema e produção dos textos, abrangendo 18 escolas e mais de 3 mil alunos. “Buscamos com o Concurso, reforçar o sentimento humanitário de tolerância, para que as diferenças não sejam tratadas no âmbito da exclusão, desrespeito e violência. Queremos estimular na escola e na comunidade em geral, um ambiente de respeito e cooperação”, diz a secretária Municipal de Educação, Esporte e Lazer, Maria da Conceição Rodrigues, a Nininha.

O prefeito Grego, que no evento foi representado pelo secretário de Governo, Reginaldo Roriz, afirma que a Administração está empenhada em oferecer educação de qualidade aos alunos muriaeenses. “Estamos sempre buscando melhorar a qualidade do ensino nas nossas escolas. Entendemos que, com boa formação, vamos construir um futuro de mais oportunidades para nossas crianças e jovens”, diz.

 

Confira os ganhadores do Concurso de Redação de Muriaé 2018:

Ensino Fundamental I (4º e 5º ano):

1º lugar: Guilherme Barbosa Tomazini – aluno do 5º ano da Escola Municipal Sebastião Laviola

2º lugar: Ana Karoline Cerqueira Pereira – aluna do 5º ano da Escola Municipal Nelson Cardoso de Melo

3º lugar: Lorranny Brito da Silva – aluna do 4º ano da Escola Municipal Joaquim Ribeiro de Carvalho

 

Ensino Fundamental II (6º e 7º ano):

1º lugar: Carolainy Ferreira de Souza Farias – aluna do 6º ano da Escola Municipal Professora Elza Rogério

2º lugar: Laryssa de Amorim Melo – aluna do 7º ano da Escola Municipal Cléria Ticon Carneiro

3º lugar: Maria Alice da Cunha Mello – aluna do 7º ano da Escola Municipal Professora Esmeralda Viana

 

Ensino Fundamental II (8º e 9º ano):

1º lugar: Josiane da Silva Carneiro – aluna do 9º ano da Escola Municipal Cléria Ticon Carneiro

2º lugar: Mirele Pereira Masse – aluna do 9º ano da Escola Municipal Professora Stella Fideles

3º lugar: Danielle Soares de Oliveira – aluna do 9º ano da Escola Municipal Gilberto José Tanus Braz

 

Categoria: Muriaé
Comentários (0) e Compartilhar

left show tsN fwR fsN|left fwR tsN|left show fwR tsN|bnull|||login news c05|fsN fwR normalcase c05 tsN|c05|login news fwR normalcase c05|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||