Projetos

Idoso recebe primeiro diploma da vida aos 91 anos: alfabetizado!

Publicado em 10/12/2018 às 09h10

Um sonho realizado aos 91 anos emocionou o idoso e ex-agricultor, Geraldo Nascimento Ribeiro, morador de um lar para idosos em Campos de Goytacazes, no Rio de Janeiro.

Ele recebeu na semana passada o tão esperado certificado de alfabetização com quase um século de vida. “Foi muito emocionante, ser homenageado é sempre bom. Há muitos anos eu não tinha contato com o estudo”, disse o idoso sobre o momento em que recebeu o diploma do Programa Brasil Alfabetizado.

Geraldo nasceu em Campos e há dois anos vive no Asilo Monsenhor Severino. Segundo funcionários do local, ele é um dos mais comunicativos idosos que estão na unidade e é também um dos mais velhos na instituição. “Ele é muito comunicativo, extrovertido, gosta muito de contar histórias, sempre participa das oficinas que oferecemos. É muito interessado e um ser-humano maravilhoso”, disse o coordenador do asilo, Frederico Araújo.

“Estudei um pouco em Campos na infância, mas trabalhei muito na área de oficina e com agricultura. Também morei no Rio de Janeiro e em Duque de Caxias”, contou.

Geraldo sabia ler e escrever um pouco antes de participar do programa de alfabetização, e diz que a partir de agora os novos conhecimentos vão ajudar em suas atividades diárias. “Eu gosto muito de ouvir rádio, vejo televisão também, mas prefiro rádio. Agora vou ler mais jornal, gosto de jornal”, disse enquanto mostrava o certificado e um jornal que publicou uma foto da cerimônia de entrega dos certificados.

Livros e Futebol

O idoso também explicou que sempre gostou de livros, principalmente sobre futebol, uma de suas paixões. “Eu já vivi em uma casa que tinha várias enciclopédias e livros. Um deles é sobre o futebol campista, que guardo comigo até hoje. Sempre olho ele e vou ler ainda mais. O futebol de Campos tem times centenários e uma história muito rica”, explicou e disse que torce para o Americano em Campos e para o Fluminense no Rio.

Segundo o secretário de Educação de Campos, Brand Arenari, a felicidade de Geraldo ao receber o certificado foi o ponto alto do evento, onde os mais de 200 formandos foram diplomados. “É uma honra poder fazer parte deste momento de conquista para os formandos e de lição de vida para todos nós. A alfabetização faz parte do processo de cidadania. Ao decifrar os códigos de leitura e escrita de uma sociedade ficamos mais inseridos nela. Nunca é tarde para o conhecimento”, frisou.

O Programa Brasil Alfabetizado, realizado em parceria entre o Governo Federal e a Prefeitura, atende pessoas a partir dos 15 anos, e segundo a Secretaria de Educação, a maioria dos participantes de Campos possui mais de 65 e mora na zona rural. “O PBA alfabetiza jovens e adultos que não tiveram chance de aprender a ler na infância e que, mesmo hoje, têm dificuldades de dar início à sua vida escolar frequentando uma unidade de ensino regular. Sua estrutura permite que a alfabetização chegue às pessoas em outros ambientes que não só a escola”, destacou a subsecretária de Projetos e Convênios da Secretaria, Joana Campinho.

Com informações do G1

Fonte: Só Notícia Boa

Categoria: Geral, Projetos
Comentários (0) e Compartilhar

Portugal aceita notas mais baixas do ENEM e leva brasileiros

Publicado em 05/11/2018 às 09h06

 

Portugal tem atraído cada vez mais estudantes brasileiros para Universidades renomadas. O motivo é simples:

Universidades tradicionais e reconhecidas de lá, que selecionam pela nota do ENEM, o Exame Nacional do Ensino Médio, exigem pontuação mais baixa que muitas universidades brasileiras. Mas é preciso ficar atento porque mesmo públicas, as instituições portuguesas cobram taxa de anuidade.

Experiência

“Fiz o Enem, mas não tinha cogitado vir para Portugal quando estava no ensino médio. Fui aprovada na UFRJ (federal do Rio de Janeiro), mas meu pai achou (a cidade) perigosa. Foi uma surpresa boa a aprovação aqui”, disse à Veja Ana Marcela, que está no 2.º ano de Engenharia Eletrotécnica. Para entrar na Universidade do Porto, a estudante paulista precisava de uma nota mínima de 120 pontos na escala portuguesa, o que corresponde a 600 no Enem.

Para a UFRJ, por exemplo, a nota de corte para o curso de Engenharia Eletrônica foi de 770 no ano passado. Além da prova, as instituições portuguesas também avaliam o histórico escolar dos candidatos. O Enem passou a ser utilizado como seleção pelas instituições portuguesas em 2014 e 1,2 mil brasileiros já foram aprovados para estudar no país europeu. Neste ano, são 35 universidades que adotam o exame. “Muitos jovens querem estudar fora do Brasil pela qualidade dos cursos e a experiência de uma nova cultura, uma troca com outras nacionalidades. Mas, para muitos, ainda parece uma realidade distante”, diz Edmilson Motta, coordenador do Colégio Etapa.

Em Direito, por exemplo, um dos cursos mais concorridos no Brasil, a nota de corte mínima do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) no ano passado foi de 676 pontos, na Universidade Estadual do Piauí (Uespi). Para estudar nas universidades de Lisboa, Porto ou de Algarve, a nota exigida é 600.

Como é 

Pontuação: A nota mínima necessária varia de acordo com o curso e instituição, mas a maioria exige 120 pontos na escala portuguesa (que varia de 0 a 200) e equivale a 600 pontos no Enem. Além disso, a maioria das universidades atribui pesos diferentes às provas do exame, valorizando o desempenho nas áreas relacionadas às que o aluno quer estudar.

Nomenclaturas: Em Portugal, o termo licenciatura se refere aos bacharelados. Mestrados integrados são cursos com cinco anos de duração, como Engenharias e Arquitetura. 

Anuidade: Apesar de serem públicas, as universidades portuguesas cobram anuidade de 1,5 mil euros a 7 mil euros – entre 6,3 mil a 29 mil reais.

Custo de Vida: Assim como no Brasil, cidades maiores e mais fortes turisticamente têm custo de vida mais alto em Portugal. Lisboa é onde moradia e alimentação são mais caras.

Com informações da Veja

Fonte: Só Notícia Boa

Categoria: Geral, Projetos
Comentários (0) e Compartilhar

Reforço escolar é um dos serviços mais buscados por mineiros na internet

Publicado em 01/11/2018 às 09h29

Professor particular fecha três alunos por mês com ajuda do GetNinjas

Em tempos de vestibular e ENEM, todo reforço é válido. Em Minas Gerais, os jovens levam o estudo bem a sério. Em 2016, três estudantes de Juiz de Fora ficaram entre os 77 que tiraram nota máxima na prova do ENEM. Não à toa, a categoria de Reforço Escolar foi uma das cinco mais buscadas no último semestre por mineiros no GetNinjas, maior plataforma de contratação de serviços do Brasil.

Há 4 anos no GetNinjas, Alex de Jesus, 35 anos, é professor particular de Química, Física e Matemática. Pelo aplicativo, ele fecha, em média, três alunos por mês. "É uma ótima forma de divulgar meu trabalho. Recebo vários pedidos por mês e estou muito feliz com o aplicativo", diz. São mais de 525 professores cadastrados na categoria Reforço Escolar em Minas Gerais. No último semestre, eles receberam cerca de 167 solicitações de alunos.

O GetNinjas está em mais de 3 mil cidades do Brasil e disponibiliza mais de 200 tipos de serviços na plataforma; são mais de 500 mil profissionais cadastrados. Em Minas Gerais, mais de 41 mil prestadores de serviço usam o aplicativo para encontrar clientes. No primeiro semestre do ano, eles receberam mais de 84 mil solicitações de serviço. No último ano, houve um aumento de 175% no número de profissionais inscritos no app.

Confira as cinco categorias mais buscadas por mineiros no primeiro semestre do ano no GetNinjas:

- Assistência Técnica para Celular;

- Reforço Escolar;

- Eventos com Buffet Completo;

- Diarista;

- Mudanças e carretos.

Sobre o GetNinjas
Disponível para Android, iOS e web, o GetNinjas (www.getninjas.com.br) é o maior aplicativo para contratação de serviços da América Latina. Em 2017, foi eleito pela Forbes Brasil como uma das empresas mais promissoras do Brasil. Em 2018, a startup foi listada no ranking das "100 startups to watch", resultado de uma parceria entre as revistas PEGN e Época Negócios e a Corp.vc. Atualmente, possui mais de 200 tipos de serviços disponíveis, entre eles estão profissionais das áreas de reformas, moda e beleza, assistência técnica, serviços domésticos, aulas, eventos, entre outros. A empresa, que recebeu R$ 47 milhões de aporte de fundos como Monashees, Kaszek e Tiger Group, já está presente em mais de 3 mil cidades do Brasil, registra cerca de 2,5 milhões de pedidos de serviços ao ano, e conta com mais de 500 mil profissionais cadastrados. O GetNinjas foi fundado em 2011 por Eduardo L'Hotellier, que atua como CEO - à frente das operações.

 

 
Categoria: Geral, Projetos
Comentários (0) e Compartilhar

Reino Unido oferece bolsas de R$ 49 mil para graduação

Publicado em 09/10/2018 às 08h24

Oportunidade para estudar na Europa, sem gastar e ainda recebendo dinheiro. O Reino Unido está oferecendo bolsas de estudo no valor de 10 mil libras – quase 50 mil reais – para graduação.

O British Council, instituição pública do Reino Unido procura estudantes a partir dos 18 anos interessados em um curso integral de graduação ou pós-graduação no exterior, em qualquer país do mundo.

Em 2017, a brasileira Clara Kamphorst Leal da Silva foi selecionada com outros três bolsistas e conseguiu fazer o seu Mestrado de Direito na Leiden University, na Holanda.

O instituto tem como missão difundir o conhecimento da língua inglesa e sua cultura.

Nos seus três anos de vida, o The Global Study Awards (TGSA) já ajudou 13 estudantes internacionais a realizar o sonho de estudar no exterior, entre eles, alemães, indianos, malaios, quenianos e até mesmo uma brasileira.

A seleção

A seleção é feita com base em mérito escolar/acadêmico e a bolsa de 10.000 libras deve ser usada para pagar diretamente as taxas de ensino na instituição estrangeira.

Se o valor do curso for menor do que o prêmio, as libras esterlinas restantes podem ser direcionadas ao custo de vida do estudante por no máximo 52 semanas a partir da data de matrícula.

Um painel de representantes do British Council e seus parceiros avaliará todos os inscritos e selecionará alguns candidatos em potencial para uma entrevista presencial antes da decisão final.

O resultado é divulgado com três meses de antecedência do prazo final das inscrições para os cursos com início na metade do ano – comum nos países do Hemisfério Norte.

Os estudos começarão entre 1º de agosto e 31 de outubro.

Requisitos

O Global Stury Awards procura por estudantes talentosos e altamente motivados de todas as partes do mundo.

O principal requisito é ter prestado o IELTS, exame reconhecido de proficiência na língua inglesa, e alcançado um resultado satisfatório.

Além de ter mais de 18 anos e planejar cursar um programa acadêmico no exterior, os candidatos precisam comprovar:

  • Potencial para contribuir à sociedade por meio dos estudos;
  • Forte comprometimento com o desenvolvimento profissional;
  • Interesse sincero em aumentar a coerência intercultural.

Os interessados também precisam ter um International Student Identidy Card (ISIC), carteirinha de identidade do estudante internacional, e/ou um International Youth Travel Card (IYTC).

Antes de se inscrever na bolsa de estudo, o estudante precisa passar pelo processo seletivo no exterior para o curso de interesse e ser admitido.

A carta de oferta de vaga deverá ser um dos documentos apresentados na inscrição do Global Study Awards.

Saiba mais na página oficial do The Global Study Awards.

Com informações do VestibularBrasilEscola

Fonte: Só Boa Noticia

Categoria: Brasil, Dicas, Projetos
Comentários (0) e Compartilhar

Alunos de Macuco realizam “Show de Talentos” na E. E. Capitão Roberto José Ferreira

Publicado em 04/09/2018 às 15h27

Cumprindo mais um sábado letivo, no último dia 01, professores e alunos da Escola Estadual Capitão Roberto José Ferreira, no distrito de Macuco, organizaram um show de Talentos, onde puderam participar de diversas apresentações, cuja avaliação passaram pelo crivo de uma equipe de servidores da própria escola.

O evento, realizado no turno da manhã, levou muita alegria e descontração ao ambiente escolar, além de servir como um fator multiplicador do espírito de amizade entre os alunos.

Categoria: Muriaé, Projetos
Comentários (0) e Compartilhar

Barão do Monte Alto: PM promove Aciso em Cachoeira Alegre.

Publicado em 23/08/2018 às 15h05

Foi realizada no sábado (18), uma Ação Cívico Social (Aciso), na comunidade de Cachoeira Alegre, distrito de Barão do Monte Alto, na escola Maria de Lourdes Rodrigues. Visando aprimorar a integração da PMMG com os moradores de Cachoeira Alegre os policiais militares do destacamento de Barão do Monte Alto com o apoio das autoridades municipais estão desenvolvendo varias ações sociais. Com o apoio do Proerd, Rocca, Assessoria de Comunicação do 47°BPM, assim como o Corpo de Bombeiros, as crianças puderam interagir com os portifólios descritos e receber palestras sobre diversos temas relacionados a segurança publica. O evento ainda contou com muita diversão, pula-pula, pipoca, algodão doce e as ilustres visitas do PM Amigo Legal e do Foguinho.

Categoria: Projetos, Região
Comentários (0) e Compartilhar

Fies do segundo semestre abre inscrições para 155 mil vagas nesta segunda

Publicado em 16/07/2018 às 08h26

Prazo para participar vai até o dia 22; das 155 mil vagas, 50 mil são para contratos de financiamento a juro zero.

Ministério da Educação vai abrir nesta segunda-feira (16) as inscrições para 155 mil vagas da edição do segundo semestre do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Podem participar da seleção estudantes que participaram do Enem a partir da edição de 2010 e obtiveram média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos e nota na redação superior a 0 (zero).

Para concorrer pela modalidade de financiamento do Fies, é preciso possuir renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos. Já na modalide P-Fies (quando o agente financeiro é o banco), a renda familiar mensal bruta per capita deve ser de de três a cinco salários mínimos.

As inscrições devem ser feitas pelo site oficial do Fies e o prazo para participar termina em 22 de julho.

Cronograma do Fies

  • Inscrições: 16 a 22 de julho
  • Resultado: 27 de julho
  • Complementação da inscrição: 27 a 31 de julho
  • Lista de espera (modalidade Fies): 1º a 24 de agosto

Modalidades do Fies

O novo Fies tem duas modalidades:

  • Fies: Candidatos cuja renda familiar per capita seja de até 3 salários mínimos. Nesse tipo de financiamento, o pagamento será feito com juros zero.

Caso o estudante se encaixe nessa faixa de renda, só poderá participar do P-Fies se não houver vaga para o curso desejado na primeira modalidade.

  • P-Fies: Candidatos cuja renda familiar per capita esteja entre 3 e 5 salários mínimos. Nessa modalidade, o financiamento é feito por condições definidas pelo agente financeiro operador de crédito (banco).

Teto de semestralidade

A seleção do segundo semestre terá o retorno do limite máximo do valor das mensalidades cobertas pelo fundo. Ele voltará a cobrir cursos com mensalidades de até R$ 7 mil, ou R$ 42 mil por semestre. No primeiro semestre, o limite era de R$ 30 mil, o que permitia que apenas cursos com mensalidade de até R$ 5 mil pudessem participar do financiamento.

Conhecido como "teto da semestralidade", esse limite de R$ 42 mil já existia no antigo modelo do Fies, mas foi reduzido no lançamento do Novo Fies, segundo ele, em nome da "sustentabilidade" do programa.

Fonte: G1

 
Categoria: Brasil, Projetos
Comentários (0) e Compartilhar

Confira dicas para ir bem no Exame da OAB

Publicado em 12/07/2018 às 11h04

Especialista em concursos públicos dá orientações para quem vai fazer a primeira fase da prova, em agosto

São Paulo, julho de 2018 – A primeira fase do Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) acontece no próximo dia 05 de agosto e Victor Maia, CEO daEduQC, plataforma com metodologia de estudo autodidata com base em inteligência artificial, dá dicas para os advogados serem aprovados. Confira:

  1. Agora o aluno deve revisar os resumos que produziu durante seu preparo para a primeira fase. Deve revisar e escrever os modelos de peças, bem como praticar questões discursivas das provas anteriores. É o momento de se familiarizar com o Vade Mecum físico.

  1. As principais matérias a serem revisadas são somente direito material e processual da área escolhida. É importante decorar os principais modelos de peças e conhecer os demais.

  1. É importante que o aluno intercale intervalos para descanso durante o estudo, pois essa pausa é muito importante para o cérebro processar o conteúdo que foi estudado.

  1. Reservar o dia anterior à prova para lazer ou atividades físicas: isso ajuda a manter a tranquilidade para o exame. Tudo o que precisava ser estudado e revisado já foi feito.

O principal fator a atrapalhar o estudante na hora de fazer a prova é a ansiedade e o nervosismo. Por esse motivo, praticar e saber o nível do seu próprio conhecimento é fundamental para estar confiante durante o exame. Historicamente, cerca de 40% passam para a segunda fase, desses, metade consegue ser aprovada, ou seja, a chance global de reprovação é 80% do total de candidatos.

Após os passos anteriores, é hora de polir os conhecimentos adquiridos durante os 5 anos de faculdade. "Se este não for o seu momento, comece desde já a se preparar para a próxima oportunidade. Em média, o preparo para elevar as chances de aprovação do candidato acima dos 80% requer dedicação de 10 horas semanais líquidas durante 6 meses", finaliza Maia.

Sobre EduQC

Fundada em 2013 por Victor Maia e Jonas Fagundes, a EduQC é uma plataforma que utiliza inteligência artificial e metodologia exclusiva para aumentar as chances de aprovação em concursos públicos, identificando a proficiência dos candidatos em cada matéria e criando planos de estudo sob medida. A tecnologia está disponível para provas relacionadas a 10 áreas, incluindo Fiscal, Jurídica e Policial, e também para o Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A empresa ainda oferece um serviço B2B destinado a universidades.

Categoria: Projetos
Comentários (0) e Compartilhar

MEC quer adiar ampliação do tempo de formação de professor

Publicado em 23/06/2018 às 11h22

A resolução, homologada em junho de 2015 pela própria pasta, estabelece que a formação dos professores será mais longa e mais voltada à prática em sala de aula

O Ministério da Educação (MEC) pediu o adiamento da implementação da resolução do Conselho Nacional de Educação (CNE) que amplia o tempo de formação dos professores.
A resolução, homologada em junho de 2015 pela própria pasta, estabelece que a formação dos professores será mais longa e mais voltada à prática em sala de aula. A carga horária dos cursos de licenciatura deverão passar de 2,8 mil, o equivalente a três anos de formação, para 3,2 mil ou quatro anos de formação.
Na época, foi estabelecido o prazo de dois anos, ou seja, até meados de 2017, para que os cursos em funcionamento se adequassem às novas regras. O prazo já havia sido estendido no ano passado e terminaria este mês. 
Segundo o MEC, o pedido foi feito porque a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do ensino médio ainda segue sob análise do CNE. Pela Lei de Diretrizes e Base da Educação e pela Lei do Novo Ensino Médio, os currículos dos cursos de formação de docentes são vinculados à BNCC. 
A BNCC estabelece os conteúdos mínimos que devem ser ensinados nas escolas de todo o país. A BNCC do ensino fundamental e infantil foi aprovada do final do ano passado. A BNCC do ensino médio foi enviada ao CNE em abril desse ano. 
O pedido de adiamento, segundo a pasta, foi feito também pelos reitores representados pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes). 
A decisão final do novo prazo ou mesmo se haverá o adiamento será do CNE.
 
Lei
 
A resolução é parte do pacote de medidas adotadas pelo governo federal no final do primeiro ano de vigência do Plano Nacional de Educação (PNE), na lei que estabelece metas e estratégias para melhorar a qualidade da educação até 2024. Entre as metas está a inclusão de todas as crianças e adolescentes de 4 a 17 anos de idade na escola e o aumento do investimento no setor até o equivalente a 10% do Produto Interno Bruto (PIB). Atualmente são investidos 5,5% do PIB. 
A lei estabelece também a valorização dos professores e a formação adequada. A resolução é o primeiro passo para a Política Nacional de Formação dos Profissionais da Educação Básica. 
De acordo com dados do último monitoramento do PNE, lançado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), muitos professores não são formados na área que lecionam.
Em 2016, na educação infantil, 53,4% não tinham formação superior adequada à área que atuam.
No ensino fundamental, o percentual chegava a 49,1% nos anos finais, do 6º ao 9º ano e 41% nos anos iniciais, do 1º ao 5º ano. No ensino médio, 39,6% não tinham formação adequada. Pelo PNE, até 2024, todos os professores têm que ter a formação adequada a área que lecionam.
 
Fonte: www.em.com.br
Categoria: Brasil, Projetos
Comentários (0) e Compartilhar

left show tsN fwR fsN|left fwR tsN|left show fwR tsN|bnull|||login news c05|fsN fwR normalcase c05 tsN|c05|login news fwR normalcase c05|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||