Alimentação

Festival Gastronomia na Serra inicia nesta sexta-feira em Pirapanema

Publicado em 03/08/2018 às 15h43

Evento realizado pela Prefeitura vai apresentar culinária e produtos artesanais muriaeenses, trazendo também apresentações musicais para público

O evento que já ganha tradição e reconhecimento em toda a região está em sua 8ª edição. O Festival Gastronomia na Serra inicia hoje, sexta-feira (03), na serra de Pirapanema, distrito de Muriaé. A festa continua até no domingo (05), apresentando atrações como shows de blues, jazz, MPB, além de restaurantes com comidas típicas, oficinas gourmets, cinema na praça e outras atividades recreativas. O festival da Prefeitura, realizado pela Fundarte, vai mostrar um pouco mais sobre a culinária e produtos artesanais muriaeenses, trazendo também apresentações musicais para atrair turistas para a cidade.

O lançamento do Festival Gastronomia na Serra será hoje (03), às 20h, na Praça de Alimentação. Para abrir o evento, a programação terá as bandas Street Jazz, Seis Segundos e a atração internacional, o grupo holandês The Jig. No sábado, acontecem as oficinas de música, charcutaria (comida típica) e café, além de cinema na praça. Ao final da tarde, serão os shows com Ana Cristina Quintão, Bruna Morena e o espetáculo com Tunai & Wagner Tiso, que farão homenagem a Elis Regina. “Estaremos aguardando os muriaeenses e visitantes para uma festa que reunirá músicos locais, nacionais e internacionais. Teremos um pouco de tudo, desde oficinas para adultos, quanto para as crianças”, disse a diretora da Fundarte, Flávia Neves.

O domingo inicia com o 1º Encontro de Motociclistas do Gastronomia na Serra, animado por bandas de MPB, rock e blues e, a partir das 11h30, os restaurantes estarão abertos, oferecendo uma grande variedade de pratos típicos e produtos artesanais. “O festival é tradicional em Muriaé. A cada ano, mais turistas comparecem para participar. É uma oportunidade de mostrarmos as nossas riquezas e raízes, assim como os principais cardápios da região. Estaremos apresentando um pouco mais de nossa terra para os muriaeenses e moradores das cidades vizinhas, incentivando o turismo e a economia local. Aguardamos a presença de todos”, convidou o prefeito Grego.

Festival Gastronomia na Serra – distrito de Pirapanema

Evento aberto ao público – acesso gratuito

Público Alvo: Crianças, jovens e adultos

 

PROGRAMAÇÃO 

03 de agosto (sexta)

Abertura de restaurantes – 19 h

Abertura oficial – 20h

Cozinha show com Pablo Oazen (Armazém da Serra) – 20h

Show com a banda Street Jazz (Caminho Gastronômico) - 20h

Show com a banda Seis Segundos – 21 horas

Show com a banda ‘ The Jig’ (grupo holandês) – 23 horas

04 de agosto (Sábado)

Open de Parapente – Pedalada na Serra – Roteiro de Turismo Rural e Gastronômico – 8 h

Abertura dos restaurantes – 11h30

Oficina de música – Anderson Jóia – 13h

Oficina de gastronomia – Erasto Belinato – Charcutaria (produtos feitos à base de carne ou de miúdos de porco)  e cerveja artesanal – 14h

Oficina de gastronomia sobre cafés Especiais (Armazém da Serra) – 16h

Oficinas de Birutas – 16h

Cinema na praça – sessão livre – 17h e 19h

Oficina Paella Panc e Buteco Panc – 17h

Show com Ana Cristina Quintão – 18h

Oficina Saudali e cerveja artesanal – Luís Otávio Massom e Renato Sigiliano (Armazém da Serra) – 20h

Show com Bruna Morena e banda (palco da praça) – 21h

Show com os músicos nacionais Tunai & Wagner Tiso cantando Elis Regina (palco gourmet) – 23h

05 de agosto (Domingo)

Open de Parapente – 8h

Feira agroecológica e agricultura familiar – 8h

Oficina de gastronomia infantil (Armazém da Serra) – 10h e 11h30

Apresentação do Coral AABB de Belo Horizonte – 10h

Abertura dos restaurantes – 11h30

I Encontro de Motociclistas Gastronomia da Serra – 12h30

Show da banda Backlands (palco gourmet) - 12h30

Oficina de gastronomia e lançamento do livro: “O que tem na lancheira?” De Magda Castelhano do projeto Mãe de Três (Armazém da Serra) – 14h

Cinema na Serra – Sessão livre – 16h e 19 horas

Oficina de gastronomia sobre Cafés Especiais (Armazém da Serra) – 16h

Show Stone Age (Palco da praça) – 17h

Premiação Open de Parapente (palco da praça) – 18h

Show César Santos & Duocondé com participação especial de Jefferson Gonçalves (palco gourmet) – 19h

 

Categoria: Alimentação, Muriaé, Receitas
Comentários (0) e Compartilhar

Atrações da EDP na Feira Literária Internacional de Paraty reúnem cerca de 4.300 pessoas

Publicado em 31/07/2018 às 15h55

Empresa levou a Paraty manifestações culturais de diferentes países lusófonos

Entre os dias 25 e 29 de julho, durante a Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP), a EDP movimentou o evento com diversas atividades na programação paralela às mesas. Patrocinadora da FLIP pelo segundo ano consecutivo, a Empresa promoveu o nosso idioma por meio da música, da dança e da gastronomia dos diferentes países lusófonos.

Com 600 metros quadrados, tenda da EDP foi palco de diversas atividades. Uma das principais atrações foi a aula-show ministrada pelo chef português Manuel Gonçalves, do restaurante A Quinta do Marquês, em São Paulo. Durante o workshop, o profissional ensinou os visitantes a prepararem iguarias típicas de Portugal: bacalhau afogado no azeite com ervas frescas e pudim azeitado (veja as receitas ao fim do texto).

A noite de quinta-feira foi dedicada à África lusófona, com muita música e danças angolanas, além de degustação de caldo de feijão com óleo de palma e de catembe, drinque oriundo daquele país.

Na sexta-feira, Portugal foi o destaque da noite, com apresentação do duo português Lavoisier, além de danças típicas e da oferta ao público de pastel de nata e de vinho do Porto. No sábado, o Brasil foi o grande homenageado. A programação incluiu ritmos tradicionais brasileiros, com a apresentação do rapper Vinícius Terra enquanto o público saboreava queijo coalho com melaço, acompanhado de guaraná ou cachaça.

Em todos os dias, os visitantes puderam visitar a exposição itinerante "A Energia da Língua Portuguesa". Utilizando a estrutura móvel de um caminhão, a atração de 300 metros quadrados apresentou de forma lúdica as peculiaridades e diferenças do português falado em regiões do Brasil e em Portugal, além de curiosidades sobre expressões comuns do idioma.

Sobre a EDP Brasil
Com mais de 20 anos de atuação, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. A Companhia, que tem mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados, atua em Transmissão, Comercialização e Soluções em Energia, e possui 15 unidades de geração hidrelétrica e uma termelétrica. Em Distribuição, atende cerca de 3,4 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo. Recentemente, adquiriu participação na CELESC, em Santa Catarina. No Brasil, é referência em áreas como Inovação, Governança e Sustentabilidade, estando há 12 anos consecutivos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3.

Receitas do Chef Manuel Gonçalves

Pudim azeitado

Ingredientes:

  • 30 ovos
  • 1,2kg de açúcar
  • 500ml de azeite
  • Mel

Modo de Preparo:

  • Colocar todos os ingredientes numa panela e mexer bem até que estejam bem misturados;
  • Untar formas com manteiga e pulverizar com açúcar;
  • Colocar a mistura na forma e levar ao forno em banho Maria durante 45 minutos;
  • Esperar esfriar e desenformar.

 

Bacalhau afogado no azeite em ervas frescas

Ingredientes:

  • 2 postas de Bacalhau
  • 500gr de batata bolinha
  • 2 cabeças de alho seco
  • 400 ml de azeite extra virgem
  • 2 cebolas médias
  • Alecrim fresco
  • Manjericão fresco
  • 100gr de azeitona portuguesa grande
  • 1 ramo de salsinha

Modo de Preparo:

  • Pré-aquecer o forno a 200 graus;
  • Cortar os alhos e colocar numa assadeira;
  • Lavar as postas de bacalhau em água corrente;
  • Lavar as batatas e, sem tirar a casca, colocá-las para cozinhar em água fervente;
  • Numa panela colocar as postas do bacalhau e levar ao fogo para cozinhar;
  • Retirar as postas e colocar numa assadeira;
  • Depois de cozidas, juntar as batatas com o bacalhau na assadeira e regar com azeite;
  • Temperar com sal e ervas e levar ao forno por 40 minutos;
  • Retirar do forno e servir.
Categoria: Alimentação, Brasil
Comentários (0) e Compartilhar

Como congelar legumes e verduras para não perder os nutrientes

Publicado em 25/07/2018 às 18h23

O congelamento de verduras e legumes é uma boa alternativa para guardar esses alimentos por mais tempo e manter seus nutrientes. Quando congelados corretamente, os legumes duram em média de 6 meses, e os temperos como alho e cebola, 1 mês.

Congelar os legumes é útil para aproveitar as sobras ou os vegetais da época, além de facilitar o preparo de saladas e de refeições rápidas. Alguns exemplos de legumes que podem ser congelados são cenoura, brócolis, beterraba e pimentão.

Tipos de congelamento e formas de consumo 

O tipo de congelamento é específico para cada legume, pois alguns precisam ser congelados crus, enquanto outros precisam ser cozidos ou escaldados. Da mesma forma, após o descongelamento alguns vegetais só podem utilizados cozidos ou refogados.

Assim, a tabela abaixo indica o modo de preparo de alguns vegetais para o congelamento e como eles podem ser utilizados depois de descongelar.

Alimento Congelado Para congelar Preparação culinária
Cebola, salsinha Lavar e picar Saladas ou preparação de alimentos
Manjericão Escaldar Saladas ou molhos
Cenoura, pimentão, vagem, brócolis, espinafre Lavar, cortar e escaldar

Saladas refogadas, sopas ou cozidos de carne

Batata, batata doce, abóbora, mandioquinha Lavar, cortar e escaldar Cozidos, assados, sopas, purês ou batatas fritas
Tomate Lavar Molhos ou refogados de carnes
Beterraba Lavar e escaldar Cozidos ou sopas
Berinjela Lavar, cortar e escaldar Saladas refogadas ou sopas
Couve, abobrinha, nabo Lavar, cortar e escaldar Saladas refogadas, sopas, cozidos ou refogados de carnes
Feijão Cozinhar e congelar com caldo Temperar e aquecer até ferver
Milho, ervilha Lavar e escaldar Saladas refogadas, molhos ou cozidos de carnes

 

A seguir, está uma lista de passos para congelar corretamente os legumes.

Como preparar os legumes para congelar

  • Comprar legumes de boa qualidade e frescos;
  • Retirar as cascas não comestíveis e lavar bem os legumes;
  • Cortar os legumes na maneira que preferir para utilizá-los depois, por exemplo em cubos ou em rodelas.

O que fazer para poder congelar por mais tempo

Após o preparo dos legumes, é necessário escaldar e depois dar um choque térmico para que eles não estraguem e para que a cor e os nutrientes se mantenham durante o tempo de congelamento. Esse procedimento também chamado de branqueamento, e para fazê-lo deve-se:

  • Colocar os legumes por cerca de 30 segundos a 2 minutos em água fervendo;
  • Retirar os legumes da água e colocá-los em uma bacia com água e gelo;
  • Secar os legumes em um pano limpo.

Congelar os legumes ainda com excesso de água irá deixá-los com uma textura mais mole após o descongelamento.

Cortar os legumes para o congelamento

Armazenar no saco com nome e data

Como embalar

Os legumes podem ser embalados em sacos de congelamento ou em recipiente de plástico ou vidro com tampa. Nessa etapa, é preciso tomar os seguintes cuidados:

  • Embalar apenas a quantidade que será utilizada depois, pois os legumes grudam um no outro durante o congelamento;
  • Retirar todo o ar do saco de congelamento e fechar bem;
  • Se congelar em depósitos, deve tampá-los bem para que o cheiro dos legumes não passe para outros alimentos do congelador.

Os vegetais congelados acumulam água e não ficam mais crocantes como quando estão frescos, por isso o ideal é que sua utilização seja em preparações cozidas ou assadas.

Como congelar temperos e ervas

O processo de congelar as verduras utilizadas como temperos, como cebola, alho, manjericão e alecrim, inclui lavar, cortar e secar bem antes de embalar para o congelamento, não precisando da etapa de choque térmico. É importante destacar que o processo de secagem dos temperos deve ser muito bem feito, pois congelar as ervas ainda úmidas fará com que elas não fiquem com uma boa aparência após o congelamento.

Outra forma de congelar as ervas é colocá-las em formas de gelo e completar com água ou azeite, retirando os cubinhos de acordo com a necessidade de uso. 

Lavar e cortar as ervas

Amarzenar em recipiente com tampa

Como descongelar legumes, temperos e ervas

Os legumes devem ser descongelados antes de serem utilizados, e a melhor forma para fazer o descongelamento é colocá-los na geladeira um dia antes do uso. Se quiser fazer um descongelamento mais rápido, coloque o saquinho de legumes em água fria.

Os temperos em forma de folhas, como manjericão e salsa, podem ser adicionados triturados ainda congelados, apertando o saquinho onde foram guardados. Eles também podem ser adicionados diretamente em preparações com água, como sopa e feijão, mas a cebola e o alho, por exemplo, precisam ser descongelados antes do uso.

Fonte: Tua Saúde

Categoria: Alimentação, Saúde
Comentários (0) e Compartilhar

Chegada do Inverno convida para uma boa taça de vinho

Publicado em 22/06/2018 às 16h22

A chegada do Inverno é um convite para apreciar uma boa taça de vinho. Durante o período é normal ficarmos mais calmos e preguiçosos, pois o próprio corpo pede por conforto, aconchego e comida. Com a queda das temperaturas a bebida ganha ainda mais espaço tanto em encontros românticos quanto em reuniões com familiares e amigos. A estação pede por pratos quentes como sopas, fondues, massas, risotos e carnes. Para acompanhá-los os vinhos indicados são aqueles mais encorpados.

"Em tempos mais frios a tendência é sentirmos fome de alimentos gordurosos. Por isso, um vinho mais potente deve calhar melhor com esses momentos", explica Natália Cacioli, sommelière da Evino. Vinhos fortificados como os Portos, Marsala, Moscatel - e aqueles cujo teor alcoólico é maior - também são boas apostas, pois ajudam a aquecer a temperatura do corpo. E como harmonizá-los?

É importante saber que sal e gordura são elementos amigos da harmonização (por isso as combinações queijo-vinho e carne-vinho são tão famosas). Se a ideia é investir em uma deliciosa fondue de queijo, vinhos brancos secos jovens ou com breve passagem em barricas, como Chardonnay e exemplares de Rioja, harmonizam muito bem. Por isso aqui vale quebrar alguns mitos. "As pessoas investem mais em vinho tinto do que branco quando o assunto é queijo. Mas elas não sabem que é bem fácil harmonizar esse cardápio com um rótulo branco - justamente porque a acidez desses vinhos faz toda a diferença no sabor", pontua.

As sopas não ficam de fora e conquistam cada vez mais espaço nos dias frios. E, se existe combinação melhor do que caldo verde e um vinho tinto português, eu desconfio. "Não é ciência! É só gostoso mesmo", brinca Natália. Para um caldinho de legumes ou sopa de cebola, vinhos de Sauvignon Blanc vão cair muito bem. Já um caldinho de feijão harmoniza bem com Syrah jovem e sem presença em barricas.

Para quem investe na combinação séries + pipoca + cobertor a sugestão é um delicioso e leve vinho rosé ou branco com breve passagem em carvalho. De acordo com a especialista, o branco barricado ganha características amanteigadas e que vão casar muito bem com a pipoca. "A pipoca é salgada. Então a dica é evitar vinhos com um teor alcoólico muito alto, pois o álcool acentua ainda mais o sabor do sal".

Mas e vinho com o clássico brigadeiro de colher? Vale lembrar que a combinação com chocolate requer alguns cuidados importantes, mas desde que feita corretamente, seu sucesso é garantido. Como chocolate é doce, o segredo é escolher vinhos que consigam dar conta desse açúcar. Com todos os tipos, vinhos doces - como Porto - dão sempre certo. "Já se quiser descobrir algo diferente, como nós da Evino sempre sugerimos, prove com um vinho tinto Syrah ou um português do Douro. Aposto que vai se surpreender", finaliza.

Sobre a Evino:

Um dos maiores e-commerces e aplicativos de vinho do país e maior importadora de vinhos franceses e italianos, a Evino nasceu para oferecer oportunidades únicas, com a melhor seleção de vinhos, ao melhor preço, através da melhor experiência de compra, sempre quebrando barreiras e criando conexão entre pessoas por meio do vinho.

Site: www.evino.com.br

Categoria: Alimentação
Comentários (0) e Compartilhar

Como usar a Canela para Emagrecer

Publicado em 06/06/2018 às 08h12

Para emagrecer usando a canela é aconselhado tomar o chá de canela antes das principais refeições, ou consumir sua tintura diariamente. Mas ainda é recomendado adotar uma alimentação com pouca quantidade de gordura e açúcar, além de aumentar o gasto calórico, praticando algum tipo de atividade física, que seja capaz de aumentar a frequência cardíaca.

Benefícios da canela para emagrecer

A canela pode ser usada para emagrecer porque ela melhora a eficácia da insulina, sendo útil para controlar os níveis de açúcar no sangue, o que diminui a fome. Além disso, ela facilita a digestão e elimina os gases, o que ajuda a desinchar a barriga. Ela ainda ajuda a diminuir as calorias ingeridas pois pode substituir o açúcar no leite, café, chá e vitaminas, por exemplo.

A canela também diminui o índice glicêmico de uma refeição e isso ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue logo depois de comer, evitando os picos de glicemia. Por conseguir manter os níveis de açúcar no sangue mais constantes, a pessoa fica com menos fome e tem menos necessidade de consumir doces.

Esta especiaria também aumenta o metabolismo, o que faz o corpo gastar mais calorias mesmo estando parado, isso eleva a queima de gordura acumulada, favorecendo a perda de peso, diminuindo o colesterol ruim e ainda ajuda a proteger os órgãos porque diminui a gordura visceral que se encontra acumulada entre estes tecidos, prejudicando a saúde. 

Como fazer o chá de canela

O chá de canela deve ser preparado diariamente e pode ser mantido dentro ou fora da geladeira. Para preparar é preciso:

Ingredientes:

  • 1 litro de água
  • 4 paus de canela

Modo de preparo:

Colocar os ingredientes numa panela e deixar ferver por cerca de 10 minutos. Depois de pronto, deve descartas os paus, aproveitado somente a água. Consumir até 3 xícaras por dia, antes do café da manhã, almoço e jantar.

Para variar o sabor deste chá, pode-se acrescentar 1 cm de raiz de gengibre nesta quantidade. Se não conseguir tomar este chá sem açúcar, pode adicionar stevia, que é um adoçante natural que é uma excelente alternativa saudável.

Dieta da canela para perder 4 quilos

Para emagrecer 4 quilos por mês usando apenas a canela como suplemento natural é aconselhado incluir a canela em todas as refeições. Algumas boas estratégias são:

  • Começar o dia tomando 1 xícara de chá de canela antes do café da manhã
  • No café da manhã deve adicionar 1 colher de café de canela em pó nos cereais do café da manhã ou na fruta que come neste horário;
  • 15 minutos antes do almoço e do jantar, tomar 1 xícara de chá de cabela sem açúcar;
  • Adicionar 1 colher de café de canela em pó numa vitamina proteica com iogurte natural, 1 banana madura batida na liquidificador;
  • Tomar 1 cápsula de canela depois do jantar ou tomar 1 copo de leite morno com canela antes de dormir.

Quem não gosta do sabor do chá pode tomar a tintura de canela, diluída num pouquinho de água antes das principais refeições.

Durante o dia beba bastante água ou chás sem açúcar. Para diminuir o consumo de açúcar, deve-se diminuir a quantidade de açúcar que coloca no café, no leite ou no chá, e eliminar aos poucos da alimentação, todos os alimentos ricos em açúcar. Aos poucos o paladar se habitua, não sendo necessário adiciona-lo às bebidas.

O que comer:

Para as refeições deve-se diminuir a quantidade de batata, arroz, macarrão e pão, dando preferência as frutas com casca, chás, leite, iogurte natural sem açúcar. No almoço ou jantar deve preferir 1 fonte de proteína que pode ser ovo cozido, 1 posta de peixe ou peito de frango grelhado, com salada e legumes cozidos à vontade. Como sobremesa escolha sempre 1 fruta.

O que não comer:

Durante esta dieta não se pode comer alimentos fritos, preparados com massas como empadão, refrigerantes, balas, chocolates, bolos e qualquer doce.

Também é importante fazer alguma atividade física para poder queimar mais gordura. Quem não pratica nenhuma atividade pode começar com um treino de caminhadaque elimina até 1,5 kg por semana, mas a hidroginástica, Pilates ou musculação também são ótimas opções.

Quem não pode consumir

O extrato e o chá de canela não devem ser consumidos em caso de suspeita de gravidez, nem durante a gestação porque favorecem a contração uterina que pode causar aborto ou parto antes da data prevista. Também não é aconselhado o consumo de canela por pessoas que tenham alergia a esta especaria, ou em casos de úlceras gástrica ou intestinal.

Fonte: Tua Saúde

Categoria: Alimentação, Saúde
Comentários (0) e Compartilhar

Alimentos ricos em vitamina D

Publicado em 04/06/2018 às 07h40

As principais fontes alimentares de vitamina D são os carnes, peixes e frutos do mar, como salmão, sardinha e mariscos, e alimentos como ovo, leite, fígado, queijos e cogumelos. Além dos alimentos, a principal fonte desta vitamina é a sua produção na pele a partir da exposição dos raios do sol, sendo importante tomar banho de sol diariamente, durante cerca de 15 minutos.

 A Vitamina D favorece a absorção do cálcio no intestino, sendo importante para fortalecer os ossos e os dentes, além de evitar diversas doenças como raquitismo, osteoporose, câncer, problemas cardíacos, diabetes e hipertensão. 

Quantidade de vitamina D nos alimentos

Os alimentos ricos em vitamina D são especialmente de origem animal, e a tabela a seguir traz a quantidade desta vitamina em cada 100 g de alimento.

Alimentos ricos em vitamina D Porção Quantidade de vitamina D Energia
Óleo de fígado de bacalhau 13,5 g 34 mcg 118 calorias
Salmão cozido 100 g 12,5 mcg 271,4 calorias
Ostras cruas 100 g 8 mcg 81 calorias
Arenque fresco 100 g 23,57 mcg 228,5 calorias
Leite Ninho fortificado 100 g 6,92 mcg 500 calorias
Ovo cozido 100 g 1,3 mcg 156 calorias
Fígado de galinha 100 g 1,31 mcg 136,9 calorias
Sardinhas enlatadas 100 g 7,5 mcg 296,4 calorias

 

Um adulto saudável precisa consumir, em média, 15 mcg por dia de Vitamina D, enquanto os idosos precisam de 20 mcg/dia.

Quando tomar Suplemento de vitamina D

Os suplementos de vitamina D devem ser usados quando os níveis desta vitamina o sangue estão abaixo do normal, sendo necessário fazer exame de sangue para ter esta avaliação.

O médico ou nutricionista pode, então, recomendar o uso de suplementos em cápsulas ou em gotas, que deve ser tomado de acordo com a orientação médica. Em geral, a deficiência de vitamina D é um problema comum, o que pode aumentar o risco de problemas como infertilidade, fraqueza nos ossos, câncer e problemas cardíacos. 

Fonte: Tua Saúde

 

 

 

Categoria: Alimentação, Saúde
Comentários (0) e Compartilhar

Dicas Nutricionais: Alimentos ricos em Fibras

Publicado em 01/06/2018 às 09h19

Os alimentos ricos em fibras são principalmente os de origem vegetal, como frutas, verduras, legumes, cereais como arroz integral e milho, feijão, grão-de-bico frutas secas.

O consumo adequado de fibras na alimentação é importante para manter a saúde e prevenir doenças, pois elas são responsáveis pelos seguintes benefícios no organismo:

  1. Combater a prisão de ventre, pois aceleram o trânsito intestinal;
  2. Ajudar a emagrecer, pois aumentam a sensação de saciedade;
  3. Controlar a diabetes, pois ajudam a diminuir os níveis de açúcar no sangue;
  4. Baixar colesterol e triglicerídeos, pois reduzem a absorção de gorduras no intestino e o aumento do açúcar no sangue;
  5. Manter a saúde da flora intestinal, pois servem de alimentos para as bactérias benéficas que estão presentes naturalmente no intestino;

Para combater a prisão de ventre, é importante lembrar que além de aumentar o consumo de fibras, também deve-se aumentar a ingestão de água, pois a água hidratas as fibras e o intestino, facilitando a passagem das fezes. 

Lista de alimentos ricos em fibras

A tabela a seguir traz as informações para 100 g dos principais alimentos ricos em fibras:

Cereais Quantidade de fibras Energia
Farelo de trigo 30 g 310 kcal
Farinha de Centeio 15,5 g 336 kcal
Aveia 9,1 g 394 kcal
Pão de trigo integral 6,9 g 253 kcal
Verduras, hortaliças e derivados
Farinha de mandioca 6,5 g 365 kcal
Couve manteiga refogada 5,7 g 90 kcal
Brócolis cozido 3,4 g 25 kcal
Cenoura crua 3,2 g 34 kcal
Batata doce cozida 2,2 g 77 kcal
Pimentão verde 2,6 g 21 kcal
Frutas
Caqui 6,5 g 71 kcal
Abacate 6,3 g 96 kcal
Goiaba 6,3 g 52 kcal
Laranja da terra 4,1 g 51 kcal
Maçã 2,0 g 63 kcal
Nozes e sementes
Linhaça 33,5 g 495 kcal
Amêndoas 11,6 g 581 kcal
Castanha do Pará 7,9 g 643 kcal
Coco cru 5,4 g 406 kcal
Castanha de caju 3,7 g 570 kcal
Leguminosas
Farinha de soja 20,2 g 404 kcal
Feijão carioca cozido 8,5 g 76 kcal
Amendoim 8,0 g 544 kcal
Lentilha cozida 7,9 g 73 kcal

 

A ingestão diária de fibras deve ser entre 20 e 40 g por dia. Uma dica para comer mais fibras na dieta é ingerir mais alimentos crus e com casca, especialmente frutas e legumes, evitando alimentos refinados como farinha de trigo branca e arroz branco. 

Tipos de fibras alimentares

As fibras alimentares podem ser solúveis ou insolúveis, sendo que a principal diferença entre elas é que a fibra solúvel se dissolve em água, enquanto a fibra insolúvel não.

Assim, as fibras solúveis formam um gel com a água e permanecem mais tempo no estômago, dando assim uma maior sensação de saciedade. Estas fibras também se ligam à gordura e ao açúcar dos alimentos no intestino, ajudando a reduzir o colesterol e a controlar a diabetes.

Por outro lado, as fibras insolúveis aceleram o trânsito intestinal, aumentam o volume das fezes, e ajudam a prevenir o aparecimento de problemas como prisão de ventre, hemorroidas, inflamações do intestino e câncer de cólon, por exemplo. 

Fonte: Tua Saúde

Categoria: Alimentação, Saúde
Comentários (0) e Compartilhar

3 Sopas fáceis para Emagrecer Rápido

Publicado em 28/05/2018 às 15h38

As sopas são ótimas opções de refeições saudáveis para ajudar no emagrecimento. Elas são ricas em fibras, vitaminas e minerais, melhorando o trânsito intestinal e o bom funcionamento do organismo, além de terem poucas calorias.

Deve-se evitar a utilização de sal e caldos de galinha em todos as sopas para evitar a retenção de líquidos. Além disso, o ideal é não bater a sopa no liquidificador antes de beber, para que as fibras continuem inteiras e ajudem a evitar a absorção de gordura no intestino.

1. Sopa de abóbora e gengibre

A sopa de abóbora e gengibre é rica em vitamina A, fibras e antioxidantes que irão acelerar o metabolismo e melhorar o trânsito intestinal. 

  • ½ colher de chá de óleo azeite
  • ½ cebola média picada em pedacinhos pequenos
  • 1 dente de alho picados e amassados
  • ½ kg de abóbora descascada e picada
  • 2 xícaras de chá de água fervente
  • Pimenta-do-reino a gosto
  • ½ colher de chá de noz-moscada
  • ½ colher de chá de gengibre ralado
  • 2 folhas de couve-manteiga picadas

Modo de preparo:

Refogar a cebola e o alho no azeite, e em seguida acrescentar a água fervente, a pimenta e os outros ingredientes picados, deixando cozinhar por cerca de 30 minutos. Adicionar a noz-moscada e o gengibre, deixar cozinhar por mais 10 minutos e desligar o fogo.

2. Sopa de frango com abobrinha

A sopa de frango com abobrinha é ideal para eliminar a retenção de líquidos e ajudar no emagrecimento.

Ingredientes:

  • 1 peito de frango
  • 4 dentes de alho
  • 1 colher de sopa de azeite
  • 2 chuchus
  • 1/2 abobrinha
  • 2 cenouras
  • 1/2 repolho
  • 1 maço de agrião
  • 1 maço de couve manteiga
  • 2 tomates
  • Cheiro verde a gosto
  • 1 litro de água

Modo de preparo:

Refogue o alho em no azeite e adicione o frango cortado em cubos, deixando cozinhar até o frango ficar branco. Adicione a água fervendo e os outros ingredientes cortados em cubinhos, e deixe cozinhar em fogo médio. Se preferir, utilize a panela de pressão e deixe os ingredientes cozinhando por 5 minutos.

3. Sopa de tomate, repolho e alho poró

Esta sopa é rica em fibras e antioxidantes, que vão ajudar a acelerar o trânsito intestinal, hidratar o corpo e combater o colesterol ruim.

Ingredientes:

  • 3 tomates médios
  • 1 pimentão verde inteiro e sem sementes
  • 3 cebolas grandes
  • 3 cenouras médias
  • 1 talo de alho poró
  • 350 g de repolho roxo (1/2 repolho pequeno)
  • 2 litro de água

Modo de preparo:

Numa panela com 2 litros de água, adicione todos os ingredientes picados e deixe cozinhar em fogo baixo por cerca de 30 minutos ou até todos os ingredientes estarem bem cozidos. Também pode-se adicionar pimenta, alho e salsa na sopa, mas é preciso evitar a utilização de sal e caldos de galinha. Beba a sopa na quantidade que desejar.

Também é importante lembrar que as sopas devem ser tomadas de preferência no jantar, e que a perda de peso é maior se uma alimentação saudável for feita ao longo do dia. 

A alface tem poucas calorias e ajuda a dar saciedade, sendo ideal para ser utilziada em dietas de emagrecimento. 

Fonte: Tua Saúde

 

 
Categoria: Alimentação, Saúde
Comentários (0) e Compartilhar

Dieta para Gastrite e Úlcera

Publicado em 16/05/2018 às 09h13

A dieta para a gastrite e úlcera é parte fundamental do tratamento, uma vez que permite descansar o sistema digestório, evitando a piora dos sintomas. Assim, é recomendado que o paciente dê preferência para uma alimentação rica em legumes, fruta, carne branca e peixe preparados com poucos condimentos e sem molhos. Além disso, também é importante evitar frituras, bolos e alimentos industrializados, como comidas preparadas.

O que comer na dieta para gastrite

  • Leite desnatado;
  • Chás, exceto os de mate e preto ou com cafeína;
  • Sucos de frutas, exceto as cítricas, como laranja, limão ou abacaxi;
  • Pão sem miolo, evitando sempre o pão de farinha branca, como o pão francês;
  • Queijo branco, ricota, evitando os amarelos e gordurosos;
  • As carnes devem ser sempre magras, sem gordura, assadas, grelhadas ou cozidas;
  • Para temperar, utilizar especialmente ervas finas, evitando molhos prontos, pimenta, alho, cebola ou mostarda;
  • Gelatina de agar agar, cremes com mingau de maisena e frutas frescas sem casca ou cozidas.

O que não comer na dieta para gastrite

  • Doces enlatados;
  • Refeições pré-preparadas;
  • Molhos, como o branco ou de tomate;
  • Alimentos com gordura, inclusive peixes gordurosos;
  • Carne de porco, inclusive embutidos, como salsichas, presunto ou mortadela;
  • Refrigerantes industrializados, café, chá preto e bebidas alcoólicas;
  • Biscoitos recheados, leite integral, bolos industrializados;
  • Lanches gordurosos, como massa folhada, kibe, empada, cachorro quente e hamburguer;
  • Tomate, pepino, couve manteiga,espinafre,agrião, laranja, abacaxi, kiwi.

A dieta para gastrite, embora siga algumas regras, pode apresentar muitas variações, dependendo da tolerância de cada paciente. Por isso, a lista acima é apenas um guia. Além disso, se gastrite aparece princiapalmente em momentos de estresse ou tensão, pode ser sinal de gastrite nervosa. O próprio paciente deve estar atento para sentir que um determinado alimento agrava os sintomas da gastrite, e então, este deve ser eliminado da dieta.

Fonte: Tua Saúde

Categoria: Alimentação, Saúde
Comentários (0) e Compartilhar

O que comer para regular a tireoide

Publicado em 10/05/2018 às 10h23

​Para regular a tireoide, é importante ter uma alimentação rica em iodo, selênio e zinco, nutrientes importantes para para o bom funcionamento desta glândula e que pode ser encontrados em alimentos como peixes, frutos do mar e castanha-do-pará. Além disso, é importante lembrar que o principal meio de tratamento para doenças na tireoide é o uso de medicamento específicos indicados pelo médico para controlar os sintomas.

Alimentos que ajudam a regular

Os nutrientes e alimentos importantes para regular a tireoide naturalmente são:

  • Iodo: peixes do mar, algas marinhas, camarão, ovo;
  • Zinco: ostras, carne, sementes de abóbora, feijão, amêndoa, amendoim;
  • Selênio: castanha-do-pará, farinha de trigo, pão, ovo;
  • Ômega-3: abacate, óleo de linhaça e peixes ricos em gordura, como salmão, sardinha e atum;

Esses nutrientes ajudam na formação dos hormônios da tireoide e na atuação deles no organismo, mantendo o metabolismo equilibrado. Também é importante lembrar que no Brasil o sal de cozinha recebe adição de iodo, uma medida utilizada para prevenir problemas de tireoide, como o bócio. 

Alimentos que podem desregular

A soja e seus derivados, como leite e tofu, são os principais alimentos que podem contribuir para desregular a tireoide. No entanto, esse risco é maior apenas para pessoas com histórico familiar de problemas nesta glândula, que não consomem iodo adequadamente ou que têm uma alimentação rica em carboidratos refinados, como doces, massas, pães e bolos.

Além disso, pessoas que já tomam medicamentos para a tireoide devem evitar consumir alimentos ricos em cálcio, como leite e derivados, e suplementos de ferro, pois eles podem diminuir o efeito do remédio. Assim, a melhor opção é tomar o medicamento pelo menos 2h antes ou depois das refeições.

Veja o vídeo a melhor alimentação para problemas na Tireóide:

 

 

Categoria: Alimentação, Saúde
Comentários (0) e Compartilhar

left show tsN fwR fsN|left fwR tsN|left show fwR tsN|bnull|||login news c05|fsN fwR normalcase c05 tsN|c05|login news fwR normalcase c05|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||