• Professor Elias Santos

Grávida intubada vence Covid e filha nasce saudável no DF



Uma grávida que foi internada com Covid-19 e chegou a fica intubada, teve a filha saudável no Distrito Federal.

Daniela Batista deu entrada no dia 28 de julho no Hospital Regional de Sobradinho, a 27km do Congresso Nacional, em Brasília.

No dia seguinte, ela foi transferida para o Hran, na Asa Norte, onde foi internada na UTI e precisou ser intubada. O quadro era grave. Havia o risco de um parto precoce.

Mas, deu tudo certo e na última quinta, 24, a pequena Manoela nasceu linda e saudável.

Ela ganhou o segundo nome de Vitória porque é símbolo de uma grande conquista para uma pequena família que lutou e venceu a Covid-19.


O caso


Até que a menina nascesse, houve tensão. Depois da UTI, Daniela precisou ser internada algumas vezes no Centro Obstétrico por perda de líquido amniótico.

E na trigésima nona semana de gestação, Manoela nasceu.

“O que nós passamos foi uma coisa complicada, delicada. A minha esposa teve Covid, grávida, problemas acumulando. Correu o risco de retirar antes”, lembrou o pai de primeira viagem, Francisco das Chagas Araújo Paz.

O marido ficou ao lado de Daniela todo o tempo possível, dias e dias na enfermaria e no centro obstétrico.

Ele agradeceu aos profissionais de saúde: “ótimo, excelente, são muito atenciosos com a gente, carinhosos, é indescritível”, resumiu Francisco.


“Família de vencedores”



A enfermeira Érica Possidônea Pereira, uma das profissionais que cuidaram de Daniela, disse que essa é uma “família de vencedores”.

“Eles passaram por muita insegurança pela gravidade da doença e medo”, contou.

E ela agradeceu por tudo ter dado certo.

“Gratidão pela profissão e superação dessa família que se manteve unida nesse período difícil para toda a saúde! Apesar de nossa insegurança e medo de estar diariamente exposto ao vírus”, lembra a profissional.

Hoje, a família foi presenteada com um kit oferecido por uma das enfermeiras da unidade, com uma roupinha para a bebê mais álcool em gel, itens de higiene pessoal, e máscara.

Agora, o marido aguarda a alta da esposa e da pequena Manoela Vitória para voltar para casa, reencontrar e celebrar a vida com os familiares.


Com informações da SecretariadeSaúdedoDF

Fonte: Só Notícia Boa