• Professor Elias Santos

Reino Unido estuda remédio inalável que reduz em 79% mortes: Covid



Esperança que vem do Reino Unido. Cientistas da Universidade de Southampton fizeram um estudo com um remédio inalável que reduz o risco de morte e a chance de desenvolver sintomas graves de Covid-19 em 79% dos pacientes testados.

O anúncio, feito esta semana, diz que o tratamento é à base de proteínas e ajuda a fortalecer os pulmões.

Os resultados preliminares mostraram que os pacientes testados tiveram duas vezes mais chances de se recuperar totalmente da doença e não apresentaram fraqueza respiratória duradoura depois que receberam o tratamento.

O novo medicamento chamado SNG001 usa uma proteína natural, a interferon beta.

Quando inalado diretamente nos pulmões, o interferon beta ativa uma poderosa resposta imune, disseram os cientistas.

Ele foi testado exatamente porque a Covid-19 suprime a produção natural de interferon beta do corpo. É ela que forma a proteção contra o vírus, que se espalha pelo corpo.

“Estamos todos satisfeitos com os resultados dos testes anunciados hoje, que mostraram que o SNG001 reduziu bastante o número de pacientes com COVID-19 hospitalizados que evoluíram de ‘exigir oxigênio’ para ‘exigir ventilação'”, disse Richard Marsden, CEO da Synairgen.

Os testes

A empresa britânica de biotecnologia Synairgen – cofundada por três professores da universidade – testou o tratamento em 220 pacientes, sendo 100 deles hospitalizados com Covid-19 e outros 120 que estavam em casa, entre março a maio.

O estudo da Fase II foi relativamente pequeno e os resultados ainda não foram revisados ​​por parceiros.

“Nossos esforços agora estão focados em trabalhar com os reguladores e outros grupos-chave para progredir esse potencial tratamento contra a COVID-19 o mais rápido possível”, disse Marsden.


“Grande avanço”


O cientistas Richard Marsden acredita que o tratamento representa um grande avanço:

“Ele mostrou que os pacientes que receberam SNG001 tinham pelo menos duas vezes mais chances de se recuperar até o ponto em que suas atividades não eram comprometidas por terem sido infectadas pelo SARS-CoV-2. Essa avaliação do SNG001 em pacientes com COVID-19 pode sinalizar um grande avanço no tratamento de pacientes com COVID-19 hospitalizados”, analisou.

Já o professor Stephen Holgate, um dos co-fundadores da Synairgen, disse que o tratamento tem “um enorme potencial” para restaurar a resposta natural do sistema imunológico nos pulmões de um paciente.

Ele acrescentou que o SNG001 ajuda os pulmões a combater o Covid-19 e também pode se tornar um tratamento mais importante do que qualquer vacina futura que possa ter que ser reprojetada à medida que o vírus sofrer mutações no futuro.

“Reconhecendo que o SARS-CoV-2 evoluiu para evitar a resposta antiviral inicial do pulmão, nosso tratamento inalável fornece altas concentrações locais de interferon beta, restaura a capacidade dos pulmões de neutralizar o vírus ou qualquer mutação do vírus ou co-infecção com outro vírus respiratório, como influenza ou RSV, como poderia ser encontrado no inverno se houver um ressurgimento do COVID-19 ”, observou Holgate.

No mês passado, uma equipe de pesquisa da Universidade de Oxford anunciou que reduziu com sucesso o risco de morte entre pacientes gravemente doentes, administrando o esteróide dexametasona, um tipo específico de corticóide vendido no mundo inteiro. O problema dele são os efeitos colaterais.

Com informações do GNN


Fonte: Só Notícia Boa